Santa Isabel do Rio Negro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Santa Isabel do Rio Negro
"Teto do Brasil"
Pico da Neblina ao fundo encoberto por nuvens, fronteira com a Venezuela.

Pico da Neblina ao fundo encoberto por nuvens, fronteira com a Venezuela.
Bandeira de Santa Isabel do Rio Negro
Brasão de Santa Isabel do Rio Negro
Bandeira Brasão
Hino
Fundação 29 de dezembro de 1957 (58 anos)
Gentílico isabelense
Prefeito(a) Mariolino Siqueira de Oliveira [1] (PDT)
(2013–2016)
Localização
Localização de Santa Isabel do Rio Negro
Localização de Santa Isabel do Rio Negro no Amazonas
Santa Isabel do Rio Negro está localizado em: Brasil
Santa Isabel do Rio Negro
Localização de Santa Isabel do Rio Negro no Brasil
00° 24' 50" S 65° 01' 08" O00° 24' 50" S 65° 01' 08" O
Unidade federativa  Amazonas
Mesorregião Norte Amazonense IBGE/2008[2]
Microrregião Rio Negro IBGE/2008[2]
Municípios limítrofes São Gabriel da Cachoeira, Barcelos, Maraã, Japurá e a Venezuela.
Distância até a capital 846 km
Características geográficas
Área 62 846,237 km² (BR: 12º)[3]
População 22 404 hab. (AM:33º) –  IBGE/2015[4]
Densidade 0,36 hab./km²
Clima Equatorial Am
Fuso horário UTC-4
Indicadores
IDH-M 0,479 (AM: 60º) – muito baixo PNUD/2010[5]
PIB R$ 56 946 mil (AM: 50º) – IBGE/2009[6]
PIB per capita R$ 3 077,14 IBGE/2009[6]
Página oficial

Santa Isabel do Rio Negro é um município brasileiro do interior do estado do Amazonas, Região Norte do país. Pertencente à Mesorregião do Norte Amazonense e Microrregião de Rio Negro, em seu território estão localizados o Pico da Neblina e o Pico 31 de Março, que são os dois pontos culminantes do Brasil. Sua população, de acordo com estimativas do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em 2015, era de 22 404 habitantes.[4]

História[editar | editar código-fonte]

A história do município de Santa Isabel do Rio Negro remonta ao século XVII, quando em 1661 ocorre a reativação do povoamento na região do Rio Negro através de expedições ibérico-lusitanas e a fundação da Missão de Nossa Senhora de Conceição de Mariuá (Barcelos). Seu berço ficava situado a margem direita do Rio Negro, entre São Gabriel da Cachoeira e Barcelos, município a quem pertencia até o seu desmembramento a partir da década de 50, criado através da Lei estadual nº 117 de 29 de dezembro de 1957. Sua sede municipal se dava na comunidade de Ilha Grande, renomeada com a atual nomenclatura.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Sua população é de 22 404 habitantes, de acordo com estimativas do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em 2015.[4]

Segundo dados do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), desde 1961 até 1983 a menor temperatura registrada em Santa Isabel do Rio Negro foi de 13,1 °C em 26 de agosto de 1966,[7] e a maior atingiu 39 °C em 21 de novembro de 1965.[8] O maior acumulado de precipitação em 24 horas foi de 148 mm em 3 de janeiro de 1965. Outros grandes acumulados foram 125 mm em 30 de janeiro de 1962, 120,7 mm em 7 de outubro de 1977, 117 mm em 21 de maio de 1972, 112,1 mm em 18 de março de 1975, 111,7 mm em 18 de abril de 1972, 109,7 mm em 16 de outubro de 1971, 107,2 mm em 24 de abril de 1972 e 105,4 mm em 18 de março de 1974.[9] O menor índice de umidade relativa do ar foi registrado na tarde de 14 de outubro de 1966, de 39%.[10]

Apesar do acesso aos maiores picos do Brasil ser em São Gabriel da Cachoeira, município vizinho de Santa de Isabel do Rio Negro, os pontos culminantes ficam localizados na área de sua municipalidade, tanto o Pico da Neblina (2.994 m) quanto o Pico 31 de Março (2.973 m).

Transporte[editar | editar código-fonte]

Localiza-se a 781 quilômetros de barco de Manaus, ou 631 km por via aérea pelo Aeroporto de Santa Isabel do Rio Negro.

Educação[editar | editar código-fonte]

Santa Isabel do Rio Negro vem atingindo uma nota estável no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) nos últimos anos. A nota do município saltou de 2,9 pontos obtidos no indicador, em 2005, para 4,2 pontos em 2011.[11] O crescimento vem se mantendo estável, com progressividade notável. De acordo com dados do indicador em 2011, de cada 100 alunos do ensino fundamental residentes no município, 9 não alcançaram posições satisfatórias, o que gerou um fluxo de 91% de aprovação.[12] As notas padronizadas das disciplinas de língua portuguesa e matemática, tidas como as principais do ensino brasileiro, ficaram em 4,61 pontos, sendo consideradas baixas.[12] O indicador aponta, ainda, que 14% das instituições de ensino do município atingiram a meta proposta pelo Ministério da Educação (MEC), enquanto outras 5% registraram queda.[12]

A instituição de ensino municipal que obteve o melhor registro no IDEB em 2011, nos primeiros anos do ensino fundamental, foi a Escola Municipal Tenente Brigadeiro Eduardo Gomes, que registrou 4,3 pontos.[11] Entretanto, a melhor nota obtida foi da Escola Estadual Santa Isabel, registrando 4,4 pontos no IDEB.[11] Nos últimos anos do ensino fundamental, as melhores notas registradas foram da Escola Estadual Santa Isabel (4,1 pontos) e Escola Municipal Tenente Brigadeiro Eduardo Gomes (3,1 pontos).[11]

Além de instituições de ensino primários, não há no município unidades que ofereçam ensino superior.

Referências

  1. Afastado pelo MPE, acesso dia 23/05/2016 [1]
  2. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008. 
  3. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 dez. 2010. 
  4. a b c «Estimativas da população residente no Brasil e Unidades da Federação com data de referência em 1º de julho de 2015» (PDF). Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. 28 de agosto de 2015. Consultado em 30 de agosto de 2015. 
  5. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil» (PDF). Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2010. Consultado em 3 de agosto de 2013. 
  6. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2005-2009» (PDF). Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 18 de junho de 2012. 
  7. «BDMEP - Série Histórica - Dados Diários - Temperatura Mínima (°C) - Santa Isabel do Rio Negro». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 27 de julho de 2015. 
  8. «BDMEP - Série Histórica - Dados Diários - Temperatura Máxima (°C) - Santa Isabel do Rio Negro». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 27 de julho de 2015. 
  9. «BDMEP - Série Histórica - Dados Diários - Precipitação (mm) - Santa Isabel do Rio Negro». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 27 de julho de 2015. 
  10. «BDMEP - Série Histórica - Dados Horários - Umidade Relativa (%) - Santa Isabel do Rio Negro». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 27 de julho de 2015. 
  11. a b c d Resultado do IDEB nos municípios do Amazonas
  12. a b c Ideb e seus componentes: Santa Isabel Do Rio Negro
Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado do Amazonas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.