Japurá (Amazonas)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Este artigo é sobre o município do Amazonas. Para outras localidades ou significados, veja Japurá.
Município de Japurá
Bandeira de Japurá
Brasão de Japurá
Bandeira Brasão
Hino
Fundação 19 de dezembro de 1955 (60 anos)
Gentílico japuraense [1][2]
Prefeito(a) Raimundo Guedes dos Santos (PCdoB)
(2013–2016)
Localização
Localização de Japurá
Localização de Japurá no Amazonas
Japurá está localizado em: Brasil
Japurá
Localização de Japurá no Brasil
01° 49' 34" S 66° 35' 56" O01° 49' 34" S 66° 35' 56" O
Unidade federativa  Amazonas
Mesorregião Norte Amazonense IBGE/2008[3]
Microrregião Japurá IBGE/2008[3]
Municípios limítrofes Maraã
Distância até a capital Não disponível
Características geográficas
Área 55 791,480 km² (BR: 15º)[4]
População 5 125 hab. (AM: 62º) –  IBGE/2015[5]
Densidade 0,09 hab./km²
Clima equatorial
Fuso horário UTC-4
Indicadores
IDH-M 0,522 (AM: 48º) – baixo PNUD/2010[6]
PIB R$ 25 535 mil (AM: 62º) – IBGE/2009[7]
PIB per capita R$ 6 025,18 IBGE/2009[7]
Página oficial

Japurá é um município brasileiro do interior do estado do Amazonas, Região Norte do país. Pertencente à Mesorregião do Norte Amazonense e microrregião homônima. De acordo com estimativas do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), sua população é de 5 125 habitantes em 2015, o que faz do município o menos populoso do estado.[5]

Etimologia[editar | editar código-fonte]

O município recebe esse nome devido ao rio Japurá, afluente do rio Solimões e um dos mais importantes rios do estado. O rio Japurá atravessa todo o território do município de um extremo ao outro, apresentando uma largura de 2 quilômetros. Suas águas são límpidas, contrastando com as do rio Solimões, que se apresentam de maneira barrenta.[8]

História[editar | editar código-fonte]

A História de Japurá tem origens voltadas ao século XVIII.

Entre 1764 e 1768, foram fundadas na atual região de Japurá as aldeias de São Matias, Santo Antônio Mapiri e São Joaquim do Macapiri.[9] Neste período, os índios muras habitavam a região, e sua pacificação só se deu a partir de 1775.[9] Os portugueses, após a pacificação dos índios Muras, passaram a povoar o território, com a presença principalmente de diversos missionários católicos jesuítas, que consolidaram o dominío da Coroa portuguesa sobre a região do extremo norte do Amazonas, à época Grão-Pará e Maranhão.[9]

Com a fundação das aldeias de São Matias, Santo Antônio do Mapiri e São Joaquim do Macapiri, a região do atual município de Japurá era pertencente ao município de Tefé, que à época congratulava-se como o maior município do mundo em área territorial, superior aos 500.000 km².[9] Durante todo o século XIX, Japurá permanece como uma localidade do município de Tefé, mesmo com este perdendo parte de seu território e dando origem a diversos municípios. A partir da década de 1930, o Amazonas passa a criar inúmeros municípios em seu território, sendo que os municípios de Coari, Fonte Boa, São Felipe (atual Eirunepé), São Paulo de Olivença e Xibauá (atual Carauari), são originados com o desmembramento de Tefé.[10] Assim sendo, Tefé passa a ter em sua estrutura administrativa apenas três distritos: Japurá, Maraã e Caiçara.[9]

Em 19 de dezembro de 1955, através da Lei Estadual nº 96, o distrito de Maraã é desmembrado de Tefé, dando origem a dois novos municípios: Maraã e Japurá.[9]

Pós-emancipação[editar | editar código-fonte]

Por ser um município fronteiriço, fazendo limites territoriais com a Colômbia, Japurá é enquadrada como Área de Segurança Nacional em 4 de junho de 1968, por força da Lei Federal nº 5.449.[9][10] Em 10 de dezembro de 1981, o distrito de Vila Bittencourt, em Japurá, é emancipado e o município perde parte de seu território para este.[9] Entretanto, tempos depois, Vila Bittencourt perde o status de município e volta a pertencer a Japurá, até os dias atuais.[9]

Geografia[editar | editar código-fonte]

Localiza-se a uma latitude 01º49'34" sul e a uma longitude 66º35'56" oeste, estando a uma altitude de 50 metros. Sua população estimada em 2014 era de 5 599 habitantes. Ponto logístico estratégico, situado entre as bacias do rio negro e solimões, formando uma ligação importante, podendo ser explorado futuramente para desenvolvimento da região.

Possui uma área de 55.791,480 km².

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. http://cidades.ibge.gov.br/painel/historico.php?lang=&codmun=130210&search=amazonas%7Cjapura%7Cinfograficos:-historico IBGE
  2. http://www.aulete.com.br/japuraense Dicionário Aulete
  3. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008. 
  4. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 dez. 2010. 
  5. a b «Estimativas da população residente no Brasil e Unidades da Federação com data de referência em 1º de julho de 2015» (PDF). Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. 28 de agosto de 2015. Consultado em 30 de agosto de 2015. 
  6. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil» (PDF). Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2010. Consultado em 3 de agosto de 2013. 
  7. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2005-2009» (PDF). Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 18 de junho de 2012. 
  8. «História do município de Japurá (AM)». Ache tudo e região. 14 de julho de 2010. Consultado em 6 de março de 2015. 
  9. a b c d e f g h i «Japurá (Amazonas) - História da cidade». City Brazil autor= UOL. Consultado em 4 de julho de 2013. 
  10. a b Secretaria de Cultura. «Municípios do Estado: Japurá - Aspectos históricos». Biblioteca Virtual do Amazonas. Consultado em 6 de março de 2015. 


Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado do Amazonas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.