Tupiraçaba

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde abril de 2013).
Por favor, adicione mais referências inserindo-as no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Tupiraçaba
—  Distrito do Brasil  —
Estado  Goiás
Município Niquelândia
Criado em 19 de março de 1735

Tupiraçaba, antigamente denominado Traíras[1], é um povoado e distrito do município de Niquelândia, Goiás.

História[editar | editar código-fonte]

É um dos povoados mais antigos do estado. A prosperidade de Tupiraçaba veio pelo ouro de aluvial encontrado às margens do rio Traíras, onde o povoado cresceu. Tupiraçaba na época era grandiosa, com mais de 200 casas, tinha advogados, fórum, igrejas majestosas para a população de barões, ruas pavimentado de pedras e possuía vários monumentos históricos.

Tupiraçaba chegou a ser a segunda maior cidade da Capitania de Goiás, atrás apenas de Vila Boa, que era a capital da província na época.

Tupiraçaba é uma galeria a céu aberto no estado com suas construções seculares e suas ruínas que podem desaparecer. Tem vários monumentos tombados pelo Patrimônio Nacional, mas que precisam ser restaurados.

Principais monumentos
  • Ruínas da Igreja de Nossa Senhora do Rosário de Traíras
  • Ruínas do Cartório de Tupiraçabas
  • Ruínas da Igreja de Nossa Senhora da Conceição

Referências