Santa Luzia do Norte

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Santa Luzia do Norte
Bandeira desconhecida
Brasão desconhecido
Bandeira desconhecida Brasão desconhecido
Hino
Aniversário 23 de Agosto
Fundação 1650
Gentílico santaluzienses
Padroeiro(a) Santa Luzia
Prefeito(a) Edson Mateus (PRB)
Localização
Localização de Santa Luzia do Norte
Localização de Santa Luzia do Norte em Alagoas
Santa Luzia do Norte está localizado em: Brasil
Santa Luzia do Norte
Localização de Santa Luzia do Norte no Brasil
09° 36' 10" S 35° 49' 19" O09° 36' 10" S 35° 49' 19" O
Unidade federativa  Alagoas
Mesorregião Leste Alagoano IBGE/2008[1]
Microrregião Maceió IBGE/2008[1]
Região metropolitana Maceió
Municípios limítrofes Satuba, Coqueiro Seco, Maceió, Pilar, Marechal Deodoro.
Distância até a capital A distância em linha reta entre Santa Luzia do Norte e Maceió (ambas no Alagoas) é 12,56 km  mas a distância de condução é 23 km, km
Características geográficas
Área 28,541 km² [2]
População 6 891 hab. IBGE/2010[3]
Densidade 241,44 hab./km²
Clima O clima é do tipo Tropical Chuvoso com verão seco.
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,597 baixo PNUD/2010[4]
PIB R$ 69 479,605 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 9 303,64 IBGE/2008[5]
Página oficial
Prefeitura santaluziadonorte.al.gov.br

Santa Luzia do Norte é um município brasileiro do estado de Alagoas, pertencente à Região Metropolitana de Maceió. Sua população estimada em 2010 era de 6.891 habitantes.

Santa Luzia do Norte é uma das mais antigas povoações do estado de Alagoas, pois em 1663 tinha informações de sua existência com a invasão dos Batavos, na guerra Holandesa, depois que atacaram a cidade de Alagoas, atual Marechal Deodoro. Somente em 1962 teve sua autonomia administrativa, se bem que em 1830 chegou a ser parte de município de Rio Largo.

O seu primeiro nome foi Santa Luzia de Siracusa, já que teve um milagre atribuído a santa que teria recobrado a visão de um intermediário. Tempos depois seu nome passou a ser Santa Luzia do Norte, que é até hoje conservado. Segundo outras histórias a cidade já foi também chamada de Outeiro de São Bento, pois existia um convento de São Bento nas proximidades.[6]

Antônio Martins Ribeiro foi um de seus primeiros moradores, o mesmo recebeu de Miguel Gonçalves Vieira , uma légua de terras com a condição de ''Levantar um engenho de açúcar e fazer vida, com isso se deu a chegada de inúmeros novos moradores e com a construção de suas casas deram um impulso extraordinário ao povoado que entrou em rápido desenvolvimento. Em pouco tempo Santa Luzia do Norte se tornou o mais importante povoado as margens do Norte e do Rio Mundaú.

Em 1830 Santa Luzia do Norte deixou de ser um povoado e passou a ser uma vila, pelo decreto 10-12-1830 desmembrando-se assim de Alagoas - Atual Marechal Deodoro - e sua sede foi formada na povoação de Santa Luzia da Alagoa do Norte. Foi elevada a condição de cidade com o nome de Santa Luzia do Norte, pela lei estadual nº 696, de 13-07-1915. Sob a mesma lei transfere a sade do povoado de Santa Luzia do Norte para a povoação de Riacho Largo. Em divisão administrativa referente ao ano de 1993, o município é constituído de 2 distritos: Santa Luzia do Norte r Rio Largo(sede). Assim permanecendo em divisões territoriais datadas se 31-XXI-1936 e 31-XXI-1937

Economia[editar | editar código-fonte]

O município apesar de pequeno tem uma economia privilegiada na sua região, contando com a presença de uma grande indústria da cadeia Química, mais precisamente de adubos nitrogenados, gerando empregos na região e receita ao município. Além de um abatedouro de frango - Frango Favorito -, do Grupo Ferraz.[7]

Cultura[editar | editar código-fonte]

Santa Luzia do Norte é muito conhecido pela festa da padroeira, Santa Luzia de Siracusa, recebendo romeiros de varias localidades do Brasil, como Bahia, Pernambuco, Sergipe, Ceara, Goias e Paraíba. E também com a tradicional Paixão De Cristo, que ocorre tradicionalmente na Semana Santa.

Educação[editar | editar código-fonte]

O cidade de Santa Luzia Do Norte, contém tem escolas de Ensino fundamenta I e II, além de uma escola estadual para alunos que cursam o ensino médio. O município também conta com uma escola de informática: Inforcart, empresa privada que ensina informática básica e profissionalizante.

Referências

  1. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  2. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 dez. 2010 
  3. «Censo Populacional 2010». Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de novembro de 2010. Consultado em 23 de outubro de 2011 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2010. Consultado em 04 de setembro de 2013  Verifique data em: |access-date= (ajuda)
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 dez. 2010 
  6. «Cidades | IBGE». cidades.ibge.gov.br. Consultado em 21 de fevereiro de 2017 
  7. «Unidade industrial em Santa Luzia marca ressurgimento da avicultura em Alagoas». Setor Avícola. Consultado em 27 de outubro de 2016 
Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Alagoas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.