Branquinha

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Branquinha
  Município do Brasil  
Hino
Gentílico branquinhense
Localização
Localização de Branquinha em Alagoas
Localização de Branquinha em Alagoas
Mapa de Branquinha
Coordenadas 9° 14' 45" S 36° 0' 54" O
País Brasil
Unidade federativa Alagoas
Região metropolitana Zona da Mata
Municípios limítrofes Murici, União dos Palmares e Capela, Viçosa, Chã Preta, Santana do Mundaú, Joaquim Gomes e Flexeiras
Distância até a capital 64 km
História
Fundação 1962 (60 anos)
Aniversário 18 de maio
Administração
Prefeito(a) Raimundo José de Freitas Lopes[1] (MDB, 2021 – 2024)
Características geográficas
Área total [2] 168,048 km²
População total (Estimativa IBGE/2020[3]) 10 460 hab.
Densidade 62,2 hab./km²
Clima Tropical (estação seca)
Altitude 90 m
Fuso horário Hora de Brasília (UTC−3)
Indicadores
IDH (PNUD/2000[4]) 0,513 baixo
PIB (IBGE/2008[5]) R$ 37 094,217 mil
PIB per capita (IBGE/2018[5]) R$ 47 215,27
Outras informações
Padroeiro(a) São Sebastião

Branquinha é um município brasileiro do estado de Alagoas. Sua população no último censo em 2010 era de 10.583 habitantes.

História[editar | editar código-fonte]

A colonização da cidade começou por volta de 1870. Moradores recém-chegados de outras regiões foram instalando pequenos sítios. A vila foi crescendo às margens do rio Mundaú.

O progresso da região foi impulsionado a partir de 1955, quando lideranças locais começaram a lutar pela emancipação política. Nomes como ex-deputado Pedro Timóteo Acioli Filho, Manoel Gomes Peixoto, Humberto de Lucena Sarmento e Emílio Elizeu Maia de Omena faziam parte desse grupo. Só em 1962, através de uma lei, é que o município conseguiu a emancipação, sendo desmembrado de Murici.

Em 2010 devido as Enchentes em Alagoas e Pernambuco em 2010, a cidade ficou praticamente destruída. Somente as construções mais resistentes ficaram de pé. Mais de 100 pessoas estão desaparecidas.

Várias organizações de voluntários estiveram presentes logo após a enchente, um grupo notável foi o Voluntários da Esperança que implantou na cidade o Projeto Branquinha da Gente.

Economia[editar | editar código-fonte]

A economia da cidade é baseada na lavoura destacando-se as plantações de cana-de-açucar, laranja, mandioca, batata bem como a pecuária.

A feira livre apresenta um bom desenvolvimento em virtude da existência de 5 assentamentos com plantações de lavouras de subsistências, comercializadas na sede e nos municípios vizinhos.[carece de fontes?]

Referências

  1. «Candidatos a vereador Branquinha-AL». Estadão. Consultado em 4 de junho de 2021 
  2. «área de branquinha». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística IBGE. 29 de novembro de 2020. Consultado em 27 de junho de 2020 
  3. «Estimatuva Populacional 2020». Estimativa IBGE Populacional 2020. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de novembro de 2020. Consultado em 27 de junho de 2020 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Alagoas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.