Joaquim Gomes

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para pelo ciclista português, veja Joaquim Gomes (ciclista).
Município de Joaquim Gomes
Vista da Serra do Búfalo em Joaquim Gomes

Vista da Serra do Búfalo em Joaquim Gomes
Bandeira de Joaquim Gomes
Brasão de Joaquim Gomes
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 25 de agosto
Fundação 25 de agosto de 1962 (56 anos)
Gentílico joaquiense[1]
Lema Liberdade e Trabalho
Prefeito(a) Adriano Ferreira Barros (PSB)
(2017 – 2020)
Localização
Localização de Joaquim Gomes
Localização de Joaquim Gomes em Alagoas
Joaquim Gomes está localizado em: Brasil
Joaquim Gomes
Localização de Joaquim Gomes no Brasil
09° 07' 58" S 35° 44' 52" O09° 07' 58" S 35° 44' 52" O
Unidade federativa Alagoas
Mesorregião Leste Alagoano IBGE/2008[2]
Microrregião Mata Alagoana IBGE/2008[2]
Região metropolitana Zona da Mata
Municípios limítrofes Flexeiras, Novo Lino, Colônia Leopoldina, São Luís do Quitunde, União dos Palmares e Matriz de Camaragibe
Distância até a capital 63 km
Características geográficas
Área 238,595 km² [3]
População 23 903 hab. estimativa IBGE/2018[4]
Densidade 100,18 hab./km²
Altitude 104 m
Clima temperado
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,54 baixo PNUD/2000[5]
PIB R$ 58 799,863 mil IBGE/2008[6]
PIB per capita R$ 2 628,98 IBGE/2008[6]

Joaquim Gomes é um município brasileiro do estado de Alagoas localizado na região da Zona da Mata. Sua população, conforme estimativas do IBGE de 2018, era de 23 903[4] habitantes.

História[editar | editar código-fonte]

O município de Joaquim Gomes tem suas origens históricas no engenho São Salvador, de propriedade de José Correia de Araújo Barros. Em 1900, Araújo Barros morreu e, por razões de problemas financeiros que envolveram os seus negócios, a sua propriedade ficou alienada a seu genro, Joaquim Gomes da Silva Rego, que tinha a patente de major da Guarda Nacional, e que resolveu tomar a frente dos negócios da família, e adquiriu do banco credor a propriedade então alienada. Uma de suas primeiras providências foi dedicada à Nossa Senhora da Conceição.

Graças ao espírito empreendedor de Joaquim Gomes, o local alcançou notável prosperidade. Antes do início da colonização daquelas terras, os índios Wassu ocupavam a região. Ainda hoje existem descendentes desses indígenas habitando no povoado Cocal; são morenos com cabelos lisos e dedicam-se ao cultivo de lavouras de subsistência.

A pequena vila que se formou viveu uma fase de grande desenvolvimento, e tal fato ensejou o surgimento de movimentos para conseguir sua emancipação política.

Lei de criação[editar | editar código-fonte]

A lei nº 2468 de 25 de agosto de 1962 concedeu autonomia administrativa ao povoado, que recebeu o nome de seu fundador, Joaquim Gomes.

Toponímia[editar | editar código-fonte]

O nome do município é uma homenagem prestada a Joaquim Gomes da Silva Rego, que deu grande impulso ao povoado durante a sua formação histórica. Anteriormente era uma pequena aldeia arupé, chamada pelos índios de Urucum, que é o fruto do urucuzeiro, uma substância que se extrai da polpa desse arbusto e é empregada na fabricação do colorau.

Política[editar | editar código-fonte]

Executivo[editar | editar código-fonte]

A prefeitura antigamente era em prédios alugados, até ser construído prédio próprio por Mário Gomes de Barros. Mas a inauguração só se deu com a posse do prefeito Amaro Celestino Lins, no ano de 1972.

Legislativo[editar | editar código-fonte]

O poder legislativo é formado por nove vereadores eleitos pelo povo através do voto direto. A Câmara Municipal foi implantada no dia 30 de outubro de 1963, com a presença do prefeito Osmário Gomes da Silva Rego.

Economia[editar | editar código-fonte]

Até o ano de 1985 a produção industrial de Joaquim Gomes era representada pela indústria de transformação açucareira, a Usina Alegria mas, com a falência deste setor, este tipo de atividade entrou em decadência. Depois de décadas, houve a reativação da Usina Agrisa, vindo a gerar centenas de empregos e receitas ao município, mas não durou muito tempo e parou de funcionar, deixando a cidade novamente sem sua receita.

Cultura[editar | editar código-fonte]

A comunidade costuma organizar em épocas próprias a cavalhada, guerreiro, pastoril, bandas de pífanos e quadrilhas juninas.

De uma miscigenação homogênea, Joaquim Gomes conta com uma tribo indígena denominada wassu na Aldeia Cocal, que mantém os costumes dos primeiros antepassados.

Referências

  1. IBGE - Histórico de Joaquim Gomes
  2. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  3. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 dez. 2010 
  4. a b «Estimativa populacional 2018 IBGE». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de agosto de 2018. Consultado em 29 de setembro de 2018 
  5. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  6. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 dez. 2010 
Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Alagoas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.