Jacuípe

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Jacuípe (desambiguação).
Município de Jacuípe
Bandeira desconhecida
Brasão desconhecido
Bandeira desconhecida Brasão desconhecido
Hino
Aniversário 4 de fevereiro
Fundação 1958
Gentílico jacuipense
Padroeiro(a) São Caetano
Prefeito(a) Manoel Marques Júnior (PSD)
(2013–2016)
Localização
Localização de Jacuípe
Localização de Jacuípe em Alagoas
Jacuípe está localizado em: Brasil
Jacuípe
Localização de Jacuípe no Brasil
08° 50' 31" S 35° 27' 36" O08° 50' 31" S 35° 27' 36" O
Unidade federativa  Alagoas
Mesorregião Leste Alagoano IBGE/2008[1]
Microrregião Mata Alagoana IBGE/2008[1]
Região metropolitana Zona da Mata
Municípios limítrofes Campestre, Porto Calvo, Jundiá, Maragogi, Barreiros (PE) e Água Preta (PE)
Distância até a capital 96 km
Características geográficas
Área 216,762 km² [2]
População 6 986 hab. IBGE/2010[3]
Densidade 32,23 hab./km²
Altitude 200 m
Clima tropical Aw
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,548 baixo PNUD/2000[4]
PIB R$ 25 043,160 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 3 539,17 IBGE/2008[5]
Página oficial

Jacuípe é um município do estado de Alagoas, no Brasil. Localiza-se a uma latitude 8° 50' 31" sul e a uma longitude 35° 27' 36" oeste, estando a uma altitude de 200 metros. Sua população estimada em 2010 era de 6 986 habitantes[carece de fontes?] e a área do município é de 217 quilômetros quadrados.

Toponímia[editar | editar código-fonte]

"Jacuípe" é originário do tupi antigo îaku'ype, que significa "no rio dos jacus" (îaku, jacu, 'y, rio, pe, em).[6]

História[editar | editar código-fonte]

Por volta do ano 1000, a região foi invadida por povos tupis procedentes da Amazônia, que expulsaram os habitantes originais tapuias para o interior do continente. No século XVI, a região era habitada pela tribo tupi dos caetés.[7] São antigos os movimentos do homem branco no desbravamento da região Norte de Alagoas. Segundo os historiadores, colonizadores vindos de Porto Calvo no século XVII foram os primeiros brancos a chegar à região. Ainda de acordo com os historiadores, os donos das terras eram os índios, que mantiveram boas relações com os brancos, formando um pequeno lugarejo que foi crescendo aos poucos até tornar-se uma comunidade. A primeira capela construída na povoação ainda existe, estando, hoje, dentro do cemitério municipal.

Em 1946, foi construída a igreja matriz de São Caetano, padroeiro do município. Os primeiros moradores foram Horácio Pedrosa, Miguel Morato da Silva e Graciliano Pedrosa. Jacuípe, cujo topônimo foi dado em razão de o rio Jacuípe cortar seu território, sempre teve o movimento ligado a Palmares, em Pernambuco, pela facilidade de acesso. A comunidade que crescia começou a cobrar melhores serviços e mais atenção de Porto Calvo, a quem pertencia. Sem assistência, os moradores iniciaram um movimento pela emancipação. Destacaram-se Mário Acioly Wanderley, homenageado no hino da cidade; Alcides Moreira da Silva; e Manoel Bezerra Cavalcante. Jacuípe foi elevado à categoria de município autônomo em 1958. 

Formação Administrativa[editar | editar código-fonte]

Em divisão administrativa do Brasil referente ao ano de 1933, figura, no município de Porto Calvo, o distrito de Jacuípe.  Assim permanecendo em divisões territoriais datadas de 31 de dezembro de 1936 e 31 de dezembro de 1937.  Pelo decreto-lei estadual 2 909, de 30 de dezembro de 1943, o distrito de Jacuípe passou a denominar-se Jacuitinga.  Em divisão territorial datada de 1 de julho de 1950, o distrito de Jacuitinga, ex-Jacuípe, figura no município de Porto Calvo.  Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1 de julho de 1955.  Elevado à categoria de município com a denominação de Jacuípe, pela lei estadual 2 099, de 15 de julho de 1958, desmembrado de Porto Calvo. Sede do antigo distrito de Jacuípe. Constituído distrito sede. Instalado em 4 de fevereiro de 1959.  Em divisão territorial datada de 1 de julho de 1960, o município é constituído do distrito sede.  Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007. 

Alterações toponímicas distritaisː o decreto-lei estadual 2 909, de 30 de dezembro de 1943, alterou o topônimo de Jacuípe para Jacuitinga. Já a lei estadual 2 099, de 15 de julho de 1958, fez o topônimo voltar a ser Jacuípe.

Dados e estatísticas[editar | editar código-fonte]

População estimada 2014  7 177
População 2010 6 997
Área da unidade territorial (km²) 216,762
Densidade demográfica (hab/km²) 33,26
Código do Município 2703502
Gentílico jacuipense
Prefeito: Manoel Marques Júnior

Geografia[editar | editar código-fonte]

Jacuípe está localizado na divisa com Pernambuco, ao norte do estado de Alagoas. Às margens do Rio Jacuípe, origem do nome dado à cidade.

Cultura[editar | editar código-fonte]

O principal evento festivo da cidade é a Festa de Reis, realizada no dia 6 de janeiro, quando o município recebe muitos visitantes das cidades vizinhas, inclusive de Pernambuco, ocasião em que reafirma seus votos de paz, alegria e prosperidade a cada novo ano que se inicia. 

Religião[editar | editar código-fonte]

O cristianismo está fortemente presente no município, apresentando predominantemente adeptos do catolicismo, com várias comunidades e pastorais, além de denominações protestantes como Assembleia de Deus, Igreja Adventista do Sétimo Dia e Igreja Universal do Reino de Deus. Os cultos afro-brasileiros também se fazem presentes.

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Jacuípe

Referências

  1. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008. 
  2. IBGE (10 de outubro de 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010. 
  3. «Censo Populacional 2010». Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de novembro de 2010. Consultado em 11 de dezembro de 2010. 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008. 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010. 
  6. NAVARRO, E. A. Dicionário de Tupi Antigoː a Língua Indígena Clássica do Brasil. São Paulo. Global. 2103. p. 578.
  7. BUENO, E. Brasilː uma História. 2ª edição. São Paulo. Ática. 2003. p. 19.
Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Alagoas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.