Craíbas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Craíbas
"Terra dos Minérios"
Bandeira de Craíbas
Brasão de Craíbas
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 23 de abril
Fundação 23 de abril de 1986
Gentílico craibense
Prefeito(a) Ediel Barbosa Lima (PMDB)
(2017–2020)
Localização
Localização de Craíbas
Localização de Craíbas em Alagoas
Craíbas está localizado em: Brasil
Craíbas
Localização de Craíbas no Brasil
09° 37' 04" S 36° 46' 04" O09° 37' 04" S 36° 46' 04" O
Unidade federativa  Alagoas
Mesorregião Agreste Alagoano IBGE/2008[1]
Microrregião Arapiraca IBGE/2008[1]
Região metropolitana
do Agreste
Municípios limítrofes Igaci, Major Izidoro, Girau do Ponciano, Lagoa da Canoa, Arapiraca e Jaramataia
Distância até a capital 160 km
Características geográficas
Área 275,325 km² [2]
População 24 403 hab. estimativa IBGE/2016[3]
Densidade 88,63 hab./km²
Clima Não disponível
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,553 baixo PNUD/2000[4]
PIB R$ 71 169,807 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 3 083,75 IBGE/2008[5]
Página oficial

Craíbas é um município localizado na região central de Alagoas. Sua população estimada em 2016 era de 24.403[3] habitantes e sua área é de 275 km².

História[editar | editar código-fonte]

Em 1865, Manoel Nunes da Silva Santos chegou à região onde está hoje o município de Craíbas, sendo um dos seus primeiros habitantes. Apesar de ser uma área pobre, ele resolveu se estabelecer ali mesmo, adquirindo uma grande extensão de terras pertencentes a Felipe Nogueira de Lima, composta basicamente de matas e árvores, principalmente a craibeira, que acabaria dando nome à cidade.

Até 1892, Manoel Nunes foi o único proprietário do lugar. Com o falecimento de sua esposa, Josefa Teixeira da Silva, neste mesmo ano, iniciou-se a partilha de bens entre filhos e genros. As terras foram divididas e incrementou-se, a partir daí, o desenvolvimento da localidade.

No começo do século XX, Craíbas passou a ter características de um povoado. Por volta de 1922 já figurava na divisão administrativa do estado de Alagoas, como um lugarejo pertencente ao município de Limoeiro de Anadia. Adalberto Marroquim, em sua Terra das Alagoas, assevera que em Craíbas, por este tempo, existia uma escola pública mantida pelo estado. A primeira feira pública foi realizada em 23 de março de 1923. O primeiro cartório de registro civil foi instalado em 1939.

O crescimento sócio-econômico do povoado determinou a sua autonomia administrativa. Dessa forma, pela lei nº 2.471, de 28 de agosto de 1962, obteve a sua emancipação política. O deputado estadual José Pereira Lúcio foi o autor do projeto, aprovado na Assembleia Legislativa e sancionado pelo então governador Luiz Cavalcante.

A instalação oficial do município ocorreu em 23 de setembro de 1962. Até a realização das eleições municipais, Antônio Barbosa foi nomeado prefeito, interinamente. Em 1963, Manoel Pedro da Silva foi eleito prefeito, mas perdeu o mandato em 1965, quando a cidade voltou a ser distrito de Arapiraca. Somente após um plebiscito, realizado em 1982, o então governador Theobaldo Barbosa devolveu a autonomia político-administrativa a Craíbas.

Cultura e cidadania[editar | editar código-fonte]

Craíbas tem em seu calendário duas festividades bastante movimentadas: a festa de emancipação política (23 de abril) e a festa da padroeira, Nossa Senhora da Conceição (8 de dezembro).

Em 2013, a Universidade Federal de Alagoas, através da Faculdade de Direito de Alagoas, implantou na cidade, mais precisamente no povoado Bom Jesus (zona rural do município), o programa Nas Asas do Carcará, que visa promover a mobilização social em regiões atingidas pelo fenômeno da seca por via do incentivo à cidadania, educação, cultura e capacitação profissionalizante. É desenvolvido por quase cinquenta membros que compõem o corpo do projeto, não somente do curso de direito, mas em conjunto com parcerias especializadas de diversas unidades acadêmicas, como ciências biológicas, geografia, psicologia, medicina, odontologia e nutrição, entre outras.

Religião[editar | editar código-fonte]

No tocante ao aspecto religioso, a paróquia de Nossa Senhora da Conceição foi fundada em 27 de junho de 1959 por dom José Terceiro de Souza, então bispo de Penedo. Atualmente a freguesia integra o vicariato de Arapiraca e tem como pároco o monsenhor José Theisen, e como vigário paroquial o padre Benedikt Lennartz.

A Paróquia de Craíbas está sob a jurisdição eclesiástica da Diocese de Penedo, cujo bispo atual é dom Valério Breda (SDB).

Geografia[editar | editar código-fonte]

Localização[editar | editar código-fonte]

O município de Craíbas encontra-se na região central conhecida como Mesorregião do Agreste Alagoano. Estabelece limites com os municípios de Igaci, Girau do Ponciano, Lagoa da Canoa, Arapiraca, Jaramataia, e Major Isidoro.

A sede do município encontra-se a uma altitude de aproximadamente 252 metros e coordenadas geográficas de 09°37'04,8" de latitude sul e de 36°46'05" de longitude oeste.

O acesso a partir de Maceió é feito através das rodovias pavimentadas BR-316, BR-101 e AL-220.

Clima[editar | editar código-fonte]

O clima é do tipo tropical semiárido, com chuvas de verão. O período chuvoso se inicia em novembro com término em abril. A precipitação média anual é de 431,8 mm.

Hidrografia[editar | editar código-fonte]

O município de Craíbas encontra-se inserido na bacia hidrográfica do rio São Francisco, banhado pela sub-bacia do rio Traipu, cujo afluente de maior expressão no município é o riacho Salgado.

Economia[editar | editar código-fonte]

Sua população vive basicamente da agricultura, voltada para o plantio de tabaco (fumo); também é muito forte o plantio de milho, algodão e feijão. Seus habitantes têm forte ligação com a cidade vizinha de Arapiraca, grande consumidora do tabaco plantado na cidade.

Nos últimos anos o município vem sendo conhecido pela exploração de minérios, quando foram detectadas diversas áreas ricas em minério[qual?]. A empresa Vale Verde, subsidiária da canadense Aura Minerals é que vem explorando a região. A chegada da empresa vem gerando empregos e mais desenvolvimento para a cidade. Também está prevista a construção de uma ferrovia para deslocar o minério encontrado. O começo da extração estava previsto para o início de agosto de 2013.

Transportes[editar | editar código-fonte]

De acordo com dados do IBGE[quando?], a frota municipal de veículos em 2015 era formada em sua grande parte por 1968 motocicletas, seguido por 1123 automóveis, 305 caminhonetes, 432 motonetas, 132 caminhões, 34 micro-ônibus e 26 ônibus.

Educação[editar | editar código-fonte]

Escolas municipais
  • Escola Municipal de Ensino Fundamental Tenente-coronel José Barros Paes
  • Escola Municipal de Ensino Fundamental Padre José Theisen
  • Escola Municipal Ana Carolina de Queiroz
  • Escola Municipal de Educação Infantil Alice Rodrigues
  • Escola Municipal Pedro Ramos Francisco - Vila Folha Miúda, distrito de Craíbas
  • Escola Alonso de Abreu - Sítio Lagoa Nova
  • Escola Santos Dumont - Sítio Salgado
  • Escola Municipal de Ensino Fundamental Dr. José Pereira Mendes - Povoado Bom Jesus
  • Escola Municipal Padre Afrânio Pinheiro Bezerra - Povoado Santa Rosa
  • Escola Municipal Pedro Nunes Sobrinho
  • Escola Municipal de Ensino Fundamental Francisco Paulino da Silva - Povoado Marruás
Escolas estaduais
  • Escola Estadual Nossa Senhora da Conceição

Referências

  1. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  2. IBGE (10 de outubro de 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  3. a b «Estimativa Populacional 2016». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 2016. Consultado em 25 de julho de 2017 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Alagoas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.