Jaramataia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Jaramataia
Bandeira desconhecida
Brasão desconhecido
Bandeira desconhecida Brasão desconhecido
Hino
Fundação 20 de Junho de 1962
Gentílico jaramataiense
Prefeito(a) Ricardo Martins Barbosa [Ricardo Paranhos] - (PPS)
(2013–2016)
Localização
Localização de Jaramataia
Localização de Jaramataia em Alagoas
Jaramataia está localizado em: Brasil
Jaramataia
Localização de Jaramataia no Brasil
09° 39' 32" S 37° 00' 07" O09° 39' 32" S 37° 00' 07" O
Unidade federativa  Alagoas
Mesorregião Sertão Alagoano IBGE/2008[1]
Microrregião Batalha IBGE/2008[1]
Região metropolitana
do Agreste
Municípios limítrofes Major Isidoro, Batalha, Craíbas, Traipu, Girau do Ponciano
Distância até a capital 138 km
Características geográficas
Área 103,710 km² [2]
População 5 562 hab. IBGE/2010[3]
Densidade 53,63 hab./km²
Altitude 164 m
Clima Tropical semi-árido
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,58 baixo PNUD/2000[4]
PIB R$ 23 852,267 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 3 902,53 IBGE/2008[5]
Página oficial

Jaramataia é um município brasileiro do Estado de Alagoas.

História[editar | editar código-fonte]

A origem do município, datada por volta de 1882, é a fazenda Jaramataia, de Manoel Barbosa Farias. Naquela época, havia apenas uma pequena casa onde residia uma senhora conhecida como Luiza. Exatamente onde se encontra hoje construída a cidade era a sede da fazenda.

Pouco tempo depois chegou ao local Dezinho Barbosa de Amorim, que começou um pequeno sítio. Os oito filhos do seu casamento continuaram na região formando suas próprias famílias e fazendo crescer o povoado: a Jaramataia dos Barbosa. O nome se originou da grande quantidade de jaramataias - árvores abundantes que cobriam parte das terras.

Em 1900 foi construída a primeira capela do povoado. Cinquenta e quatro anos depois foi concluída a atual matriz de Nossa Senhora da Conceição. O povoado cresceu rápido e em 1961 foi elevado à condição de distrito. O desenvolvimento fez alguns grupos pedirem a emancipação, tendo como líderes Olavo Barbosa de Oliveira, José Barbosa, Aureliano Barbosa César, José Azarias Barbosa, José Maria Cavalcante e José Cícero Barbosa.

A autonomia aconteceu por força de Lei 2.444, de maio de 1962, oficialmente em junho, com território desmembrado de Batalha.

O município é um dos maiores produtores de leite do Estado e tem como atrações o Centro Cultural Beto Barreto e a Prainha do Açude, que é o ponto de encontro da população local e visitantes no final de semana. Entre os eventos, destacam-se: a festa da Emancipação Política (20 de junho), a tradicional vaquejada (setembro) e a festa da padroeira Nossa Senhora da Conceição (8 de dezembro).

Geografia[editar | editar código-fonte]

Sua população estimada em 2004 era de 6.514 habitantes.

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Visitado em 11 de outubro de 2008.
  2. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Visitado em 5 dez. 2010.
  3. Censo Populacional 2010 Censo Populacional 2010 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (29 de novembro de 2010). Visitado em 11 de dezembro de 2010.
  4. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil Atlas do Desenvolvimento Humano Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2000). Visitado em 11 de outubro de 2008.
  5. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Visitado em 11 dez. 2010.
Ícone de esboço Este sobre municípios do estado de Alagoas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.