Ibateguara

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Ibateguara
"Cidade do frio"
Bandeira desconhecida
Brasão desconhecido
Bandeira desconhecida Brasão desconhecido
Hino
Fundação 1º de Janeiro de 1959
Gentílico ibateguarense
Prefeito(a) Manoel Geraertes Alves Cruz (Geo Cruz) (PTdoB)
(2013–2016)
Localização
Localização de Ibateguara
Localização de Ibateguara em Alagoas
Ibateguara está localizado em: Brasil
Ibateguara
Localização de Ibateguara no Brasil
08° 58' 22" S 35° 56' 20" O08° 58' 22" S 35° 56' 20" O
Unidade federativa  Alagoas
Mesorregião Leste Alagoano IBGE/2008[1]
Microrregião Serrana dos Quilombos IBGE/2008[1]
Região metropolitana Zona da Mata
Municípios limítrofes São Jose da Lage, Colonia Leolpodina, União dos Palmares e Quipapá - PE
Distância até a capital 103 km
Características geográficas
Área 261,277 km² [2]
População 15 133 hab. IBGE/2010[3]
Densidade 57,92 hab./km²
Clima Não disponível
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,58 baixo PNUD/2000[4]
PIB R$ 52 061,318 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 3 293,98 IBGE/2008[5]
Página oficial

Ibateguara é um município brasileiro do estado de Alagoas.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Sua população estimada em 2004 era de 16.000 habitantes. Conhecida como "Cidade do Frio', também já foi conhecida como "a suiça", graças ao seu clima frio e ameno.

História[editar | editar código-fonte]

O município de Ibateguara teve origem no antigo Engenho Roçadinho, de propriedade de Claudino da Costa Agra, que recebera o título de sesmaria do imperador D. Pedro II. Ali foram lançadas as bases da povoação que se estenderia e que mais tarde viria a ser o povoado de Piquete, que foi, na verdade, o primeiro núcleo populacional do atual município.

O topônimo lhe foi dado em virtude de um piquete formado pelo caudilho Vicente de Paula na sua luta contra Claudino da Costa Agra, a 6 de novembro de 1844. Claudino Agra foi o vencedor da batalha. As tropas do bandido foram divididas em dois escalões; enquanto um partia para o ataque o outro se entrincheirava no alto do monte, onde fez o piquete, vedando inclusive qualquer auxílio externo a Claudino Agra. A vila nasceu exatamente no local desta trincheira e de suas primitivas construções não existem mais vestígios.

Em 1950 seu nome foi mudado para Horizonte, o que não durou muito tempo. Dom Ranulfo de Farias, então arcebispo de Maceió, sugeriu, e foi aceito, o topônimo de Ibateguara, para a nova povoação que crescia a olhos vistos. De origem indígena, significa "lugar alto".

A primeira capela foi construída próxima do local onde hoje se encontra a prefeitura municipal. O desenvolvimento rápido do lugar deu origem ao movimento que iria culminar com a sua emancipação política. A Lei nº 2.076, de 19 de novembro de 1957, concedeu a autonomia administrativa de Ibateguara, ocorrendo a sua instalação oficial a 1 de janeiro de 1959, com território desmembrado de São José da Laje.

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Visitado em 11 de outubro de 2008.
  2. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Visitado em 5 dez. 2010.
  3. Censo Populacional 2010 Censo Populacional 2010 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (29 de novembro de 2010). Visitado em 11 de dezembro de 2010.
  4. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil Atlas do Desenvolvimento Humano Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2000). Visitado em 11 de outubro de 2008.
  5. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Visitado em 11 dez. 2010.
Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Alagoas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.