Ibateguara

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Ibateguara
"Cidade do frio"
Bandeira desconhecida
Brasão desconhecido
Bandeira desconhecida Brasão desconhecido
Hino
Fundação 1 de Janeiro de 1959
Gentílico ibateguarense
Padroeiro(a) São Sebastião
Prefeito(a) Manoel Geraertes Alves Cruz (Geo Cruz) (PTdoB)
Localização
Localização de Ibateguara
Localização de Ibateguara em Alagoas
Ibateguara está localizado em: Brasil
Ibateguara
Localização de Ibateguara no Brasil
08° 58' 22" S 35° 56' 20" O08° 58' 22" S 35° 56' 20" O
Unidade federativa  Alagoas
Mesorregião Leste Alagoano IBGE/2008[1]
Microrregião Serrana dos Quilombos IBGE/2008[1]
Região metropolitana Zona da Mata
Municípios limítrofes São Jose da Lage, Colonia Leolpodina, União dos Palmares, São Benedito do Sul - PE e Quipapá - PE
Distância até a capital 103 km
Características geográficas
Área 261,277 km² [2]
População 15 133 hab. IBGE/2010[3]
Densidade 57,92 hab./km²
Clima Não disponível
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,58 baixo PNUD/2000[4]
PIB R$ 52 061,318 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 3 293,98 IBGE/2008[5]
Página oficial

Ibateguara é um município brasileiro do estado de Alagoas.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Sua população estimada em 2004 era de 16.000 habitantes. Conhecida como "Cidade do Frio', também já foi conhecida como "a suiça", graças ao seu clima frio e ameno.

História[editar | editar código-fonte]

O município de Ibateguara teve origem no antigo Engenho Roçadinho, de propriedade de Claudino da Costa Agra, que recebera o título de sesmaria do imperador D. Pedro II. Ali foram lançadas as bases da povoação que se estenderia e que mais tarde viria a ser o povoado de Piquete, que foi, na verdade, o primeiro núcleo populacional do atual município.

O topônimo lhe foi dado em virtude de um piquete formado pelo caudilho Vicente de Paula na sua luta contra Claudino da Costa Agra, a 6 de novembro de 1844. Claudino Agra foi o vencedor da batalha. As tropas do bandido foram divididas em dois escalões; enquanto um partia para o ataque o outro se entrincheirava no alto do monte, onde fez o piquete, vedando inclusive qualquer auxílio externo a Claudino Agra. A vila nasceu exatamente no local desta trincheira e de suas primitivas construções não existem mais vestígios.

Em 1950 seu nome foi mudado para Horizonte, o que não durou muito tempo. Dom Ranulfo de Farias, então arcebispo de Maceió, sugeriu, e foi aceito, o topônimo de Ibateguara, para a nova povoação que crescia a olhos vistos. De origem indígena, significa "lugar alto".

A primeira capela foi construída próxima do local onde hoje se encontra a prefeitura municipal. O desenvolvimento rápido do lugar deu origem ao movimento que iria culminar com a sua emancipação política. A Lei nº 2.076, de 19 de novembro de 1957, concedeu a autonomia administrativa de Ibateguara, ocorrendo a sua instalação oficial a 1 de janeiro de 1959, com território desmembrado de São José da Laje.

Referências

  1. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008. 
  2. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010. 
  3. «Censo Populacional 2010». Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de novembro de 2010. Consultado em 11 de dezembro de 2010. 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008. 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010. 
Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Alagoas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.