Minador do Negrão

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Minador do Negrão
"Terra de Gente Grande"
PraçaMinadorDoNegrão.jpg

Bandeira desconhecida
Brasão de Minador do Negrão
Bandeira desconhecida Brasão
Hino
Aniversário 27 de agosto
Fundação 1962
Gentílico minadorense
Prefeito(a) Maria do Socorro Cardoso Ferro (PSDB)
(2013–2016)
Localização
Localização de Minador do Negrão
Localização de Minador do Negrão em Alagoas
Minador do Negrão está localizado em: Brasil
Minador do Negrão
Localização de Minador do Negrão no Brasil
09° 18' 18" S 36° 51' 54" O09° 18' 18" S 36° 51' 54" O
Unidade federativa  Alagoas
Mesorregião Agreste Alagoano IBGE/2008[1]
Microrregião Palmeira dos Índios IBGE/2008[1]
Municípios limítrofes norte e a oeste faz limite com o estado de Pernambuco, a sul com o município de Cacimbinhas, a leste com Estrela de Alagoas.
Distância até a capital 169 km
Características geográficas
Área 164,476 km² [2]
População 5 280 hab. IBGE/2010[3]
Densidade 32,1 hab./km²
Altitude 270 m
Clima Clima quente e seco
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,569 baixo PNUD/2000[4]
PIB R$ 21 480,323 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 4 048,31 IBGE/2008[5]
Página oficial

Minador do Negrão é um município brasileiro do estado de Alagoas. A cidade, situada no agreste de Alagoas, fica a 270 metros de altitude, distante 169 quilômetros de Maceió e 35 quilômetros de Palmeira dos Índios.

O topônimo de Minador do Negrão teve origem no fato de existir na propriedade de Félix Negrão, considerado o fundador da cidade, uma fonte de água cristalina de ótima qualidade e grande potencial.

História[editar | editar código-fonte]

O município deve sua criação e povoamento a uma fazenda de gado que fora instalada em 1936 por Félix de Souza Negrão. É bem verdade que antes dessa época, já deveriam existir moradores em regiões próximas.

Em 1940 foi criada uma feira livre, onde pessoas e comerciantes de outras regiões vinham para comprar e negociar. Além de Félix de Souza Negrão, são também considerados pioneiros do lugar Joaquim Belarmino Barros, Clarindo Amorim, José Antônio Duarte e Colimério Ferreira Ferro.

Em 1950 foi elevada a condição de vila, já que o progresso da povoação que ali se formava era uma constante. Sempre pertenceu a Palmeira dos Índios, de onde foi emancipado. A luta pela sua independência política encontrou no deputado Remi Maia e em Joaquim Belarmino Barros seus principais líderes. Ela foi alcançada através da Lei nº 2470 de 27 de agosto de 1962, ocorrendo sua instalação oficial a 9 de setembro do mesmo ano, com o território formado por apenas um distrito, o da sede, situação que ainda hoje perdura.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Sua população segundo o IBGE, em 2007, é de 5.160 habitantes e sua área é de 166,58 km².

Localização[editar | editar código-fonte]

Situa-se na Microrregião de Palmeira dos Índios (115), sendo seus limites Cacimbinhas (22 km), Estrela de Alagoas (23 km), Bom Conselho (42 km) e Iati (40 km), os dois últimos no estado de Pernambuco.

Clima[editar | editar código-fonte]

Tem um clima quente e seco, com máximas de 35º e mínimas de 14º. O inverno inicia-se em Abril para terminar em Setembro.

Economia[editar | editar código-fonte]

A base da economia do município é a agropecuária.

Cultura[editar | editar código-fonte]

Um dos principais atrativos de Minador do Negrão é a Praça Tereza Araújo Barros, ponto de encontro de jovens e adultos. As festividades também atraem muitos visitantes da região, destacando-se a Festa da Padroeira, Nossa Senhora das Graças, e o já tradicional Baile dos Casados (março), onde os participantes têm que comprovar a união com documentação.

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Visitado em 11 de outubro de 2008.
  2. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Visitado em 5 dez. 2010.
  3. Censo Populacional 2010 Censo Populacional 2010 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (29 de novembro de 2010). Visitado em 11 de dezembro de 2010.
  4. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil Atlas do Desenvolvimento Humano Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2000). Visitado em 11 de outubro de 2008.
  5. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Visitado em 11 dez. 2010.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Alagoas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.