Olivença (Alagoas)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Olivença
Bandeira desconhecida
Brasão desconhecido
Bandeira desconhecida Brasão desconhecido
Hino
Aniversário 2 de fevereiro
Fundação 1959
Gentílico olivense ou oliventino
Padroeiro(a) Nossa Senhora do Carmo
Prefeito(a) Jorginaldo Vieira de Menezes [Véio] - (PP)
(2013–2016)
Localização
Localização de Olivença
Localização de Olivença em Alagoas
Olivença está localizado em: Brasil
Olivença
Localização de Olivença no Brasil
09° 31' 07" S 37° 11' 26" O09° 31' 07" S 37° 11' 26" O
Unidade federativa  Alagoas
Mesorregião Sertão Alagoano IBGE/2008[1]
Microrregião Batalha IBGE/2008[1]
Municípios limítrofes Santana do Ipanema, Olho d'Água das Flores, Major Isidoro
Distância até a capital 160 km
Características geográficas
Área 172,957 km² [2]
População 11 688 (estimada 2 015) hab. IBGE/2010[3]
Densidade O numerador (dividendo) tem que ser um número! hab./km²
Clima Árido
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,534 baixo PNUD/2000[4]
PIB R$ 31 297,461 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 2 890,42 IBGE/2008[5]
Página oficial

Olivença é um município brasileiro do estado de Alagoas.

História[editar | editar código-fonte]

A história do atual município de Olivença inicia-se por volta de 1850. Em seus primeiros registros constam, nessa época, apenas um pequeno lugarejo pertencente ao território do município de Santana do Ipanema, com alguns poucos habitantes, entre eles, Antonio Serapião, Manoel Justino e Manoel Luiz da Costa.

Quase 50 anos depois, em 1898, provenientes de Lagoa da Canoa, instalaram-se na região duas famílias: de Manoel Vieira de Oliveira e de Belarmino Vieira de Oliveira, que iniciaram o desenvolvimento da região com a implantação de pequenos sítios e dedicando-se à agricultura e pecuária. O lugar ficou conhecido como "Capim" e teve este nome até a emancipação política.

Cumprindo a tradição entre os ricos proprietários de terras do interior de Alagoas, as próprias famílias construíram uma capela em homenagem à Nossa Senhora do Carmo, padroeira do povoado. A matriz que existe até hoje só foi construída em 1938, mesma época da instalação da feira do povoado.

A Vila do Capim foi crescendo e, em 1930, já tinha características de uma pequena cidade, mesmo ainda sendo povoado de Santana do Ipanema. Neste mesmo ano, os moradores tentaram a autonomia administrativa, tendo como principais líderes João e Odilon Vieira.

Em 1959, através da lei 2.092, Capim foi elevada à condição de município autônomo com

o nome de Olivença, que caracteriza a junção dos sobrenomes das famílias fundadoras do município.

Mesmo enfrentando adversidades por conta da aridez da região, Olivença tem um povo festivo e alegre, que comemora efusivamente as duas grandes festas do município: a Emancipação Política (2 de fevereiro) e da padroeira Nossa Senhora do Carmo (16 de julho).

Geografia[editar | editar código-fonte]

Localiza-se a uma latitude 09º31'07" sul e a uma longitude 37º11'26" oeste, estando a uma altitude de 231 metros. Sua população estimada em 2010, de acordo com IBGE,[6] era de 11.047 habitantes.

Possui uma área de 175,709 km2

O município é formado por diversos sítios e povoados, eis alguns:

Sítios: Campo Alegre, João Paulo, Bento Leite, Lages dos Canjos, Grampará, Dona, Tapuio, Lagoa do Velho, Boa Vista, Pau D'Arco, Rumo, Lagoa de Dentro, São Gregório, Bonsucesso, Barreiros, Garrote, Terra Vermelha, Lagoa dos Patos, Cajá, Serrinha, Tapera do Padre, Boa Vista dos Dionizios, Moita, Pedra do Albano, Cacheira Grande, dentre outros.

Povoados: Vila São José (antigo povoado Barraco), Fazenda Nova, Poço da Cacimba e Vila Nova.

Política[editar | editar código-fonte]

O município é formado por 9 vereadores eleitos nas eleições de 2012.

1- Natividade Soares Tavares Santos (NATI) - 434 votos

2 - Rizoneide Tenorio Silva (Neide Tenório) - 344 votos

3 - Petrúcia Carla Barbosa de Oliveira Silva - 340 votos

4- José Sivaldo Firmino (Zé Galego) - 337 votos

5- Maria Francisca de Menezes (Maria Duca) - 313 votos

6- Josimar Dionízio (Jó) - 411 votos

7 - Cleysson Alves Santana - 372 votos

8 - Jeová Augusto Soares - 331 votos

Esdras José Vilela Ferreira - 291 votos (falecido antes da posse)[7]

9 - Agnaldo Oliveira de Carvalho - 255 votos (1º suplente)

Referências

  1. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008. 
  2. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 dez. 2010. 
  3. «Censo Populacional 2010». Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de novembro de 2010. Consultado em 11 de dezembro de 2010. 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008. 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 dez. 2010. 
  6. «IBGE | Cidades | Infográficos | Alagoas | Olivença | Dados Gerais». cidades.ibge.gov.br. Consultado em 2016-05-04. 
  7. «Sertão Em Foco - O mais completo da região!». www.sertaoemfoco.net. Consultado em 2016-05-06. 
Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Alagoas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.