Monte Azul

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Este artigo é sobre o município de Minas Gerais. Para o município paulista, veja Monte Azul Paulista.
Disambig grey.svg Nota: Para pelo clube de futebol, veja Atlético Monte Azul.
Município de Monte Azul
Bandeira de Monte Azul
Brasão de Monte Azul
Bandeira Brasão
Hino
Fundação 4 de outubro de 1878 (139 anos)
Gentílico monte-azulense[1]
Prefeito(a) Alexandre Augusto Fernandes de Oliveira (PMDB)
(2017 – 2020)
Localização
Localização de Monte Azul
Localização de Monte Azul em Minas Gerais
Monte Azul está localizado em: Brasil
Monte Azul
Localização de Monte Azul no Brasil
15° 09' 18" S 42° 52' 30" O15° 09' 18" S 42° 52' 30" O
Unidade federativa Minas Gerais
Mesorregião Norte de Minas IBGE/2008 [2]
Microrregião Janaúba IBGE/2008 [2]
Municípios limítrofes Espinosa, Mamonas, Gameleiras, Pai Pedro, Catuti, Mato Verde, Santo Antônio do Retiro,
Distância até a capital 668 km[3]
Características geográficas
Área 991,568 km² [4]
População 22 102 hab. Censo IBGE/2010[5]
Densidade 22,29 hab./km²
Altitude 582 m
Clima Semiárido Bsh[6]
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,659 médio PNUD/2010 [7]
PIB R$ 121 326 mil IBGE/2010[8]
PIB per capita R$ 5 490,99 IBGE/2010[8]

Monte Azul é um município brasileiro do estado de Minas Gerais. Sua população estimada em 2014 é de 22.102 habitantes. O ponto mais alto do município é de 1820 metros, local: Serra Geral. [1]

História[editar | editar código-fonte]

A história de Monte Azul é fortemente marcada pela influência do Coronel Levi. A área do município já abrangeu outras pequenas cidades vizinhas, como Gameleiras e Mato Verde.

No último quartel do século XVIII, Dona Maria Rosária Pereira da Rocha adquiriu ao Conde da Ponte, as terras de Boa Vista do Tremedal e São João do Pernambuco, doando uma gleba de terras para a construção de uma capela em honra à Senhora das Graças. Em torno dessa capela formou-se o arraial de Boa Vista do Tremedal, que posteriormente viria a se chamar Monte Azul, no Estado de Minas Gerais. Maria Rosária Pereira da Rocha era amante do português Pompéo, que foi morto em companhia de seu enorme grupo de escravos e capangas, por um inimigo seu, por questões de terras. Maria Rosária e Pompéo tiveram uma filha que se casou com Joaquim Fernandes dos Anjos.

Em 4 de outubro de 1887, o município veio a ser fundado.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Clima

Segundo dados do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), referentes ao período de 1974 a 1982, 1984, 1986 e de 1990 a 2015, a menor temperatura registrada em Monte Azul foi de 11 °C em 13 de julho de 1979,[9] e a maior atingiu 41,1 °C em 22 de outubro de 2015.[10] O maior acumulado de precipitação em 24 horas foi de 140,1 milímetros (mm) em 9 de dezembro de 2005. Outros grandes acumulados iguais ou superiores a 100 mm foram 136 mm em 16 de janeiro de 2002, 124 mm em 16 de janeiro de 1995, 116 mm em 24 de março de 1997 e 104,3 mm em 4 de março de 1982.[11] Dezembro de 2000, com 460,5 mm, foi o mês de maior precipitação.[12]

Dados climatológicos para Monte Azul
Mês Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Ano
Temperatura máxima recorde (°C) 38 37,8 38,1 38 36,4 34,7 35,1 37,1 39,7 41,1 40,8 39,3 41,1
Temperatura máxima média (°C) 31 30,9 31,3 30,9 30,1 28,7 28,7 29,9 31,7 32,5 31 30,6 30,7
Temperatura média compensada (°C) 25,3 25,8 25,5 25,2 24,2 22,8 22,6 23,5 25,2 26,3 25,6 25,2 24,8
Temperatura mínima média (°C) 20,9 21,4 21,3 20,8 19,5 17,9 17,7 18,3 19,9 21,3 21,3 21,1 20,1
Temperatura mínima recorde (°C) 16,2 13,6 17,2 13,6 11,9 11,3 11 11,4 12,3 15,8 16,8 16,8 11
Precipitação (mm) 132,5 95,9 117,3 35,2 5,3 1,2 0,4 1,4 13,1 52,8 138,9 178,1 772,1
Dias com precipitação (≥ 1 mm) 9 8 8 3 1 0 0 0 1 4 9 11 54
Umidade relativa compensada (%) 69,3 65,8 67,1 63,1 58,4 56,7 53,4 49,7 48,3 51,6 64,1 70,3 59,8
Horas de sol 224,8 216,1 231,8 243,1 254,2 257,4 269,3 278,8 256,7 238,2 185 188,1 2 843,5
Fonte: Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) (normal climatológica de 1981-2010;[13] recordes de temperatura:
01/03/1974 a 31/12/1982, 01/01/1984 a 31/12/1984, 01/01/1986 a 31/12/1986 e 01/01/1990 a 31/12/2015)[9][10]

Economia[editar | editar código-fonte]

Historicamente, a agricultura da cidade se dava essencialmente pelo cultivo do algodão. Porém, com a praga dos "bicudos", essa prática se tornou impossibilitada. Atualmente, a agropecuária é o setor forte da economia do campo.

Na cidade, o comércio teve um crescimento contundente nos últimos anos, com o aparecimento de lojas de tecidos e confecções, no varejo e no atacado. Ademais, foram fundadas fábricas de roupas íntimas e de passeio, tornando Monte Azul um pólo regional no setor. Além disso, lojas de móveis, eletrodomésticos e eletrônicos em geral foram atraídas para a cidade. O Mercado Municipal foi ampliado no primeiro mandato da gestão de José Edvaldo, e hoje, o segundo andar abrange um centro comercial promissor.

O mercado consumidor monte-azulense é atraente, considerados os demais da região. Contudo, os níveis de IDH e PIB per capita são baixos em relação às demais regiões de Minas Gerais e do Sudeste do Brasil.

Turismo[editar | editar código-fonte]

Monte Azul, apesar do clima e vegetação serem de transição entre os pertencentes ao Cerrado e Caatinga, é um município com muitas cachoeiras, cercadas de belíssimas serras. Entretanto, o turismo ecológico é praticamente inexplorado por governo e população da cidade. O máximo que se pode usufruir das belezas naturais monteazulenses é conseguido através dos acessos por estradas de terra e de "guias", que seriam os próprios moradores da região.

As serras que cercam a cidade além de ter referência na mudança do nome de Tremedal para Monte Azul, é de grande atração turística. Ao chegar a Monte Azul e ver as lindas serras azuis o viajante ou turista logo já sabe o porquê do nome.

Tradicionalmente, são realizados alguns eventos no Parque de Exposições, como réveillon, micaretas e exposições agropecuárias, as quais geralmente contam com leilões bovinos, shows musicais, exposições artesanais, concursos de culinária, etc, atraindo grande parte da população regional.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «IBGE Cidades@». O Brasil Município por Municipio. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Consultado em 17 de outubro de 2014. 
  2. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008. 
  3. «distancias-bhmunicipios». Distâncias BH/Municípios. Departamento de Estradas de Rodagem de Minas Gerais (DER/MG). Consultado em 19 de agosto de 2009. 
  4. IBGE (10 de outubro de 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010. 
  5. «Censo Populacional 2010». Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Consultado em 17 de outubro de 2014. 
  6. «World Map of the Köppen-Geiger climate classification». World Map of the Köppen-Geiger climate classification. Institute for Veterinary Public Health. Consultado em 24 de fevereiro de 2010. 
  7. «Ranking IDHM Municípios 2010». Atlas do Desenvolvimento Humano no Brasil 2013. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2010. Consultado em 17 de outubro de 2014. 
  8. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2011». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 17 de outubro de 2014. 
  9. a b «BDMEP - série histórica - dados diários - temperatura mínima (°C) - Monte Azul». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 1 de julho de 2018. 
  10. a b «BDMEP - série histórica - dados diários - temperatura máxima (°C) - Monte Azul». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 1 de julho de 2018. 
  11. «BDMEP - série histórica - dados diários - precipitação (mm) - Monte Azul». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 1 de julho de 2018. 
  12. «BDMEP - série histórica - dados mensais - precipitação total (mm) - Monte Azul». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 1 de julho de 2018. 
  13. «NORMAIS CLIMATOLÓGICAS DO BRASIL». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 1 de julho de 2018. 
Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Minas Gerais é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.