Mamonas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para o grupo musical, veja Mamonas Assassinas.
Município de Mamonas
"Capital mineira do forró"
Vista aérea de Mamonas, Minas Gerais; em destaque a lagoa do aconchego.

Vista aérea de Mamonas, Minas Gerais; em destaque a lagoa do aconchego.
Bandeira de Mamonas
Brasão indisponível
Bandeira Brasão indisponível
Hino
Aniversário 27 de abril
Fundação 27 de abril de 1992
Gentílico mamonense [1]
Padroeiro(a) Santo Antônio de Pádua
CEP 39516-000
Prefeito(a) Idalino Celestino de Carvalho
(2017 – 2020)
Localização
Localização de Mamonas
Localização de Mamonas em Minas Gerais
Mamonas está localizado em: Brasil
Mamonas
Localização de Mamonas no Brasil
15° 03' 00" S 42° 56' 56" O15° 03' 00" S 42° 56' 56" O
Unidade federativa Minas Gerais
Mesorregião Norte de Minas IBGE/2008 [2]
Microrregião Janaúba IBGE/2008 [2]
Municípios limítrofes Espinosa, Gameleiras, Monte Azul
Distância até a capital 686 [3] km
Características geográficas
Área 290,283 km² [4]
População 6 321 hab. Censo IBGE/2010[5]
Densidade 21,78 hab./km²
Altitude 650 m
Clima semiárido [6] Bsh
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,621 médio PNUD/2000 [7]
PIB R$ 24 273,246 mil IBGE/2008[8]
PIB per capita R$ 3 758,63 IBGE/2008[8]
Página oficial
Prefeitura http://www.mamonas.mg.gov.br/

Mamonas é um município brasileiro do estado de Minas Gerais. Sua população estimada em 2010 era de 6.321 habitantes. Sendo ela a principal entrada para o Parque Estadual Caminhos do Gerais, gerenciado pelo Instituto Estadual de Floresta o IEF. A economia é a baseado a agricultura familiar e na produção de cachaça. O ponto mais alto do município é de 650 metros, local: ponto central da cidade. Os primeiros moradores da região onde hoje se localiza o município vieram, segundo pode-se apurar, a partir da expansão das populações de Espinosa e Monte Azul, que se localizavam em pontos mais favoráveis, às margens da estrada que ligava (e liga, ainda hoje) o centro da região nordeste ao sul do país.

Em razão de possuir solo fértil e propício ao desenvolvimento da agricultura, a região começou a atrair diversos desbravadores, que para cá vinham para dedicar-se à lavoura, principalmente de milho, que se adaptou muito bem às condições de solo e clima.

Com o passar dos anos, foi-se formando pequena aglomeração de moradias à margem esquerda do pequeno riacho que desce da serra próxima. O mais conhecido dos moradores era um certo senhor Damião, que estabeleceu fazenda de plantação de milho e algodão, e de criação de gado bovino e porcos.

Construiu-se então uma pequena capela, consagrada a Santo Antônio, que assim ficou sendo o padroeiro da comunidade local.

O prédio da prefeitura municipal de Mamonas (Rua José Gomes Lira, bairro centro)
A lagoa do aconchego
Mamonas é considerada a capital mineira do forró, atraindo todos os anos muitos visitantes que vem prestigiar a festa de São João.

O Município de Mamonas tem a sua História ligada ao Município de Espinosa, Estado de Minas Gerais. O Padroeiro da cidade é Santo Antônio e comemora-se no dia 13 de Junho. Mamonas surgiu quando o Sr. Damião de Souza Barreiro instalou a sede da fazenda, neste povoado.

No início, o povoado de Mamonas foi comandado pelo Município de Grão Mogol, passando mais tarde a ser Distrito do Município do Rio Pardo de Minas; depois, do Município de Boa Vista do Tremedal, hoje Monte Azul.

Em 7 de Setembro de 1923, com a criação do Município de Espinosa, Mamonas passou a ser Distrito desta cidade, ficando nessa categoria até 26 de Abril de 1992.

Mamonas conserva a sua tradição a divisão Política Partidária, consequência talvez das inúmeras mudanças de jurisdição do Distrito de Mamonas, no qual foi confirmado a vontade popular na emancipação do Distrito. Em 27 de Abril de 1992 foi transformado em Cidade, e nesta mesma data comemora-se o seu aniversário.

Mamonas é uma cidade marcada por uma grande manifestação cultural, as festas juninas de São João são um grande exemplo da riqueza cultural da cidade, Mamonas é considerada a capital mineira do forró, atraindo todos os anos muito visitantes de cidades vizinhas que vem prestigiar a famosa festa de São João.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «IBGE Cidades@». O Brasil Município por Municipio. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Consultado em 19 de agosto de 2009. 
  2. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008. 
  3. «distancias-bhmunicipios». Distâncias BH/Municípios. Departamento de Estradas de Rodagem de Minas Gerais (DER/MG). Consultado em 19 de agosto de 2009. 
  4. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010. 
  5. «Censo Populacional 2010». Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de novembro de 2010. Consultado em 11 de dezembro de 2010. 
  6. «World Map of the Köppen-Geiger climate classification». World Map of the Köppen-Geiger climate classification. Institute for Veterinary Public Health. Consultado em 24 de fevereiro de 2010. 
  7. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008. 
  8. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010. 
Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Minas Gerais é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.