Gameleiras

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Município de Gameleiras
"Gama"
Bandeira indisponível
Brasão indisponível
Bandeira indisponível Brasão indisponível
Hino
Fundação 21 de dezembro de 1995
Gentílico gameleirense [1]
Lema Pra frente, Gameleiras!
Prefeito(a) Gilmar Rodrigues de Oliveira (PT)
(2017 – 2020)
Localização
Localização de Gameleiras
Localização de Gameleiras em Minas Gerais
Gameleiras está localizado em: Brasil
Gameleiras
Localização de Gameleiras no Brasil
15° 04' 55" S 43° 07' 26" O15° 04' 55" S 43° 07' 26" O
Unidade federativa Minas Gerais
Mesorregião Norte de Minas IBGE/2008 [2]
Microrregião Janaúba IBGE/2008 [2]
Municípios limítrofes Espinosa, Matias Cardoso, Jaíba, Pai Pedro, Monte Azul, Mamonas e Iuiú (BA)
Distância até a capital 723 [3] km
Características geográficas
Área 1 733,399 km² [4]
População 5 139 hab. Censo IBGE/2010[5]
Densidade 2,96 hab./km²
Altitude 500 m
Clima semiárido [6] Bsh
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,581 baixo PNUD/2000 [7]
PIB R$ 29 867,912 mil IBGE/2008[8]
PIB per capita R$ 5 547,53 IBGE/2008[8]

Gameleiras é um município brasileiro do estado de Minas Gerais. Sua população estimada em 2010 era de 5.139 habitantes.

Tendo como principal atividade econômica a agropecuária, Gameleiras é um município tranquilo de clima quente e seco com um período chuvoso bem definido.

História[editar | editar código-fonte]

O município de Gameleiras foi criado em 21 de Dezembro de 1995, sendo desmembrado do município de Monte Azul.[9] Seu primeiro prefeito foi Osvaldo Teixeira de Oliveira, eleito em 03 de outubro de 1996.

A história de Gameleiras é contada em um livro, escrito pelo professor de História da E.E. de Gameleira, Zaurindo Ferndandes Baleeiro, o livro relata a história do município desde a época da escravidão, até a emancipação em 1995.

Não existe muita documentação criada sobre a história da cidade, porém existem rumores de que o povoado começou por uma iniciativa de um tenente-coronel da Guarda Nacional, que buscava criar uma nova vila para facilitar o acesso a recursos, como água e alimentos.[10][11]

No início, a área que hoje pertence a Gameleiras era parte do município de Boa Vista do Tremedal, e chamava-se Brejo dos Mártires.[10][11] A partir da Lei Estadual 843, de 07/07/1923, o município passou a se chamar apenas "Tremedal", e nessa divisão administrativa, o distrito de Brejo dos Mártires apareceu com o nome de Gameleiras pela primeira vez.

A emancipação do município só ocorreu em 21 de dezembro de 1995, pela Lei Estadual nº 12.030.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Localizado no extremo norte mineiro, Gameleiras possui limites territoriais com os municípios baianos de Sebastião Laranjeiras, Iuiú, e os municípios mineiros de Espinosa, Mamonas, Monte Azul, Catuti, Pai Pedro, Jaíba e Matias Cardoso.[10]

Os distritos de Brejo dos Mártires, Jacu das Piranhas, e Engenho são pertencentes a Gameleiras.

Gameleiras abriga juntamente com Monte Azul, Mamonas e Espinosa o parque estadual Caminhos dos Gerais, maior parque estadual do estado de Minas Gerais. O parque protege uma área montanhosa de vegetação de cerrado e caatinga, e sendo uma área de muitas nascentes, a conservação do parque é de suma importância para o município.[12]

Relevo[editar | editar código-fonte]

O ponto mais alto do município é de 500 metros, sendo o ponto central da cidade.[10]

Hidrografia[editar | editar código-fonte]

Gameleiras possui uma barragem, sendo ela banhada pelo Rio Gameleiras.

Economia[editar | editar código-fonte]

A economia é voltada inteiramente para a vocação originária do município, sendo a produção agrícola e pecuária, destacando-se a produção de arroz e milho.

Festas populares[editar | editar código-fonte]

As principais festividades do local são as comemorações à São Sebastião, de 12 a 20 de janeiro. A novena do Excelso Padroeiro Menino Jesus, que ocorre dos dias 17 a 31 de Maio com a presença do Bispo Diocesano, o clero, e religiosos e devotos de toda a região, além da novena da Virgem Senhora Aparecida de 04 a 12 de outubro. A cidade comemora sua Emancipação Política no dia 21 de Dezembro.

Fotografia da entrada da Câmara Municipal de Gameleiras

Pontos turísticos[editar | editar código-fonte]

Interior da Igreja Matriz do Menino Jesus, em Gameleiras

Gameleiras, por ser área rural, não possui muitos pontos turísticos. Limita-se a Igreja Matriz do Menino Jesus. Os turistas da cidade apreciam a Imagem do Padroeiro, o Menino Jesus, feita de madeira de cedro com folhas de ouro 18 quilates.

A Barragem de Gameleiras também é um dos pontos turísticos da cidade, visitado frequentemente por curiosos, entusiastas e moradores, para passar o tempo.

Além da Igreja Matriz e da Barragem, Gameleiras também possui diversas cachoeiras espalhadas por todo o município.

Referências

  1. «IBGE Cidades@». O Brasil Município por Municipio. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Consultado em 19 de agosto de 2009. Arquivado do original em 30 de abril de 2012 
  2. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  3. «distancias-bhmunicipios». Distâncias BH/Municípios. Departamento de Estradas de Rodagem de Minas Gerais (DER/MG). Consultado em 19 de agosto de 2009. Arquivado do original em 21 de agosto de 2009 
  4. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  5. «Censo Populacional 2010». Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de novembro de 2010. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  6. «World Map of the Köppen-Geiger climate classification». World Map of the Köppen-Geiger climate classification. Institute for Veterinary Public Health. Consultado em 24 de fevereiro de 2010 
  7. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  8. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  9. «Gameleiras - Histórico» (PDF). biblioteca.ibge.gov.br. Consultado em 14 de junho de 2012 
  10. a b c d «Gameleiras - Panorama». IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 21 de junho de 2019 
  11. a b «Gameleiras - Histórico». IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 21 de junho de 2019 
  12. «Parque Estadual Caminho dos Gerais». Wikiparques. Consultado em 21 de junho de 2019 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Minas Gerais é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.