Iapu

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Iapu
Vista parcial de Iapu a partir da BR-458

Vista parcial de Iapu a partir da BR-458
Bandeira desconhecida
Brasão de Iapu
Bandeira desconhecida Brasão
Hino
Aniversário 1 de janeiro de 1949 (68 anos)
Fundação 27 de dezembro de 1948[1]
Gentílico iapuense
Prefeito(a) José Carlos de Barros (PSDB)
(2017–2020)
Localização
Localização de Iapu
Localização de Iapu em Minas Gerais
Iapu está localizado em: Brasil
Iapu
Localização de Iapu no Brasil
19° 26' 13" S 42° 13' 04" O19° 26' 13" S 42° 13' 04" O
Unidade federativa  Minas Gerais
Mesorregião Vale do Rio Doce IBGE/2013[2]
Microrregião Caratinga IBGE/2013 [2]
Região metropolitana Vale do Aço
Municípios limítrofes Sobrália, Periquito, Naque, Bugre, Caratinga, Inhapim e São João do Oriente
Distância até a capital 252 km
Características geográficas
Área 340,579 km² [3]
Distritos Iapu (sede) e São Sebastião da Barra[1]
População 10 917 hab. estatísticas IBGE/2016[4]
Densidade 32,05 hab./km²
Altitude 450 m
Clima tropical quente semiúmido Aw
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,654 médio PNUD/2010[5]
PIB R$ 87 297 mil IBGE/2014[6]
PIB per capita R$ 8 068,14 IBGE/2014[6]
Página oficial

Iapu é um município brasileiro no interior do estado de Minas Gerais, Região Sudeste do país. Pertence à Mesorregião do Vale do Rio Doce, à Microrregião de Caratinga e ao colar metropolitano do Vale do Aço e sua população estimada em 2016 era de 10 917 habitantes.[4]

História[editar | editar código-fonte]

A área onde está situado o atual município de Iapu fora explorada pela primeira vez no começo do século XIX, apesar de que artigos de cerâmica encontrados na região apontam a presença de indígenas em tempos anteriores. A 26 de dezembro de 1822, tem-se a chegada de Raimundo José de Souza e seu sobrinho Antônio Bronza de Souza, que acamparam à margem de um ribeirão, denominado por eles de Santo Estevão em honra ao dia do santo ser comemorado naquela data. As terras férteis atraíram, na década de 1880, novos moradores, e a construção de uma pequena capela consolida a formação do povoado.[1]

Dado o desenvolvimento, foi criado o distrito, denominado Santo Estevão e subordinado a Caratinga, pela lei municipal nº 116, de 30 de setembro de 1901. A lei estadual nº 843, de 7 de setembro de 1923, alterou a denominação distrital para Boachá, voltando a se chamar Santo Estevão pela lei estadual nº 1.035, de 20 de setembro de 1928. Pelo decreto estadual nº 148, de 17 de dezembro de 1938, o distrito foi transferido para Inhapim, tendo sua denominação alterada para Iapu pelo decreto estadual nº 1.058, de 31 de dezembro de 1943.[1]

A emancipação de Iapu foi decretada pela lei estadual nº 336, de 27 de dezembro de 1948, instalando-se em 1º de janeiro de 1949 e constituindo-se pelos distritos de Bugre e São João do Oriente, além da sede. Em 30 de dezembro de 1962, pela lei estadual nº 2.764, foi criado o distrito de São Sebastião da Barra, ao mesmo tempo que São João do Oriente foi elevado à categoria de município. Bugre também foi emancipado pela lei estadual n° 12.030, de 21 de dezembro de 1995.[1]

Imagens[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c d e Enciclopédia dos Municípios Brasileiros (2007). «Iapu - Histórico». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Cópia arquivada desde o original (PDF) em 14 de junho de 2013. Consultado em 14 de junho de 2013 
  2. a b Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais (19 de julho de 2013). «Divisão Territorial do Brasil». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Consultado em 8 de julho de 2014 
  3. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (15 de janeiro de 2013). «Área territorial oficial». Cópia arquivada desde o original em 8 de julho de 2014. Consultado em 8 de julho de 2014 
  4. a b Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (30 de agosto de 2016). «Estimativas da população residente no Brasil e unidades da federação com data de referência em 1º de julho de 2016». Cópia arquivada desde o original (PDF) em 30 de agosto de 2016. Consultado em 30 de agosto de 2016 
  5. Atlas do Desenvolvimento Humano (29 de julho de 2013). «Ranking IDH-M Municípios 2010». Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). Cópia arquivada desde o original em 8 de julho de 2014. Consultado em 8 de julho de 2014 
  6. a b Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (2014). «Produto Interno Bruto dos Municípios - 2014». Cópia arquivada desde o original em 3 de janeiro de 2017. Consultado em 3 de janeiro de 2017 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Minas Gerais é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.