Bom Despacho

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Bom Despacho
"Cidade Sorriso"
"A Cidade da Senhora do Sol"
"Capital Mineira do Leite"
"Metrópole do Interior"
Igreja Matriz Nossa Senhora do Bom Despacho, no Centro de Bom Despacho, Minas Gerais

Igreja Matriz Nossa Senhora do Bom Despacho, no Centro de Bom Despacho, Minas Gerais
Bandeira de Bom Despacho
Brasão de Bom Despacho
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 1 de junho
Fundação 1 de junho de 1912 (104 anos)[1]
Gentílico bom-despachense
Lema Fé, Energia e Trabalho
Padroeiro(a) Nossa Senhora do Bom Despacho
CEP 35600-000
Prefeito(a) Fernando Cabral (PPS)
(2013–2016)
Localização
Localização de Bom Despacho
Localização de Bom Despacho em Minas Gerais
Bom Despacho está localizado em: Brasil
Bom Despacho
Localização de Bom Despacho no Brasil
19° 44' 09" S 45° 15' 07" O19° 44' 09" S 45° 15' 07" O
Unidade federativa  Minas Gerais
Mesorregião Central Mineira IBGE/2008[2]
Microrregião Bom Despacho IBGE/2008[2]
Municípios limítrofes Moema, Martinho Campos, Araújos, Leandro Ferreira, Dores do Indaiá, Santo Antônio do Monte, Luz
Distância até a capital 156 km
Características geográficas
Área 1 213 km² (Brasil: 1212º, MG: 38º)[3]
Área urbana 10.0 km² (MG: 36º) – 
Distritos Bom Despacho e Engenho do Ribeiro
População 49 236 hab. (Brasil: 651º / MG: 72º) –  IBGE/2015[4]
Densidade 40,59 hab./km²
Altitude 768 m
Clima Tropical de altitude Cwa
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,799 (MG: 3º) – alto PNUD/2000[5]
Gini 0.49 PNUD/2013[6]
PIB R$ 929 767,000 mil IBGE/2013[7]
PIB per capita R$ 19 229 94 IBGE/2013[7]
Página oficial
Prefeitura bomdespacho.mg.gov.br
Câmara camarabd.mg.gov.br

Bom Despacho é um município brasileiro localizado na Mesorregião Central Mineira, no estado de Minas Gerais, na região do Alto São Francisco, a 768 metros de altitude. Com uma área de 1.213,5 km², fica a 156 km de Belo Horizonte. É considerada polo para algumas cidades de pequeno porte próximas. Está interligada aos principais centros urbanos da região por rodovias asfaltadas como a BR-262 e MG-164, esta última liga o município a BR-040. Bom Despacho é uma cidade de ambiente tranquilo, agradável, familiar, clima tipico do interior Mineiro. Possui baixos índices de criminalidade, o que eleva a qualidade de vida no município.

História[editar | editar código-fonte]

Hierarquia Urbana[editar | editar código-fonte]

Segundo os critérios do IBGE, Bom Despacho faz parte da Mesorregião Central Mineira, uma das 12 instituídas pelo órgão em Minas Gerais. A mesorregião é composta por 30 municípios onde vivem cerca de 466.521 pessoas. Bom Despacho é a segunda mais populosa cidade da mesorregião, atrás apenas de Curvelo.[8]

Ainda de acordo com a classificação do IBGE, o município faz parte da Microrregião de Bom Despacho, que reúne 12 municípios que, somados, possuem cerca de 166.199 habitantes, sendo o mais populoso dos municípios do grupo.[8]

O governo de Minas Gerais adota uma classificação regional diferente, na qual o estado é dividido em dez Regiões de Planejamento. Bom Despacho está localizado na Região VI, Centro-Oeste de Minas, onde é o 4º município mais populoso.[9]

População[editar | editar código-fonte]

De acordo com a estimativa populacional divulgada pelo IBGE em 2015 Bom Despacho tinha 49.236[10] habitantes. O último Censo Demográfico, realizado em 2010, apontou uma população de 45.624 habitantes, sendo a maior parte com idade entre 20 e 39 anos, cerca de 32%. Logo em seguida está a faixa etária de 0 a 19 anos com 30,5%, dos 40 aos 59 anos com 25,5% e as pessoas acima de 60 anos representam 12% da população total. Ademais, cerca de 94,1% da população reside na cidade. Os outros 5,9% moram na área rural do município. Em Bom Despacho cerca de 49,6% dos habitantes são homens e 50,4% mulheres (Base: Censo 2010)[11] .

População de Bom Despacho
Ano Habitantes Variação (%)
1999 38.883
2000 39.256 0,96
2001 40.490 3,14
2002 40.914 1,04
2003 41.364 1,09
2004 42.310 2,28
2005 42.833 1,23
2006 43.353 1,21
2007 42.260 -2,52
2008 43.898 3,87
2009 44.265 0,83
2010 45.624 3,07
2011 46.060 0,95
2012 46.482 0,91
2013 48.350 4,01
2014 48.802 0,93
2015 49.236 0,88

Fonte: IBGE

Economia[editar | editar código-fonte]

O Produto Interno Bruto (PIB), ou seja, tudo aquilo que o município produziu durante o ano, totalizou R$929,7 milhões em 2013, a preços correntes. Por sua vez, o PIB per capita alcançou R$19,2 mil no mesmo ano. A maior parte do PIB de Bom Despacho advém do setor de serviços, cerca de 50,8%. A indústria é responsável por 16,1%, a agropecuária 8,6% e o restante, 24,3%, são impostos e serviços da Administração Pública e Seguridade Social[12] .

PIB[13] - Bom Despacho
Ano R$
2013 929,7 milhões
2012 808,3 milhões
2011 704,9 milhões
2010 628,1 milhões
2005 401,9 milhões
2000 188,2 milhões

Até 2014 os principais produtos agrícolas do município, ou seja, aqueles de maior produção, extensão de plantio e colheita, foram a cana de açúcar, a soja e o milho. Somente esses três produtos são responsáveis por 6.470 hectares de área plantada e colhida, além de 217.100 toneladas de produção ao ano.

Principais produtos agrícolas - Bom Despacho, ano 2014[14]
Produto Área colhida (ha) Produção (t)
Cana de açúcar 2.870 200.900
Soja 2.000 5.000
Milho 1.600 11.200
Feijão 250 250
Soja 150 420
Mandioca 110 1.980
Arroz em casca 40 48
Melancia 30 900

Além disso, assume destaque a pecuária e outras culturas. São 83.893 cabeças de gado e uma produção leiteira de 67.734 litros dia (2014). Isso faz da Microrregião de Bom Despacho uma das maiores bacias leiteiras do Brasil e, também, faz da própria Bom Despacho ser o maior produtor de leite do estado de Minas Gerais. Ademais, são 1.015 milhão de cabeças de galináceos e 56.116 de suínos. O município ainda produziu 4.938 dúzias de ovos e 10.500 quilos de mel (2014)[15] .

Emprego[editar | editar código-fonte]

Bom Despacho, até 2010, contava com uma população economicamente ativa ocupada de 23.653 pessoas. Já a população economicamente ativa desocupada era de 1.781 pessoas. A inativa era de 7.856 pessoas.

Características da mão de obra - Bom Despacho
2000 2010
% dos ocupados com ensino fundamental completo 43,38 57,31
% dos ocupados com ensino médio completo 29,25 40,00
% dos ocupados com rendimento de até 1 salário mínimo 44,53 11,38
% dos ocupados com rendimento de até 2 salário mínimo 77,24 66,86
Percentual dos ocupados com rendimento de até 5 salários mínimo 91,95 92,68

Fonte: Atlas do Desenvolvimento Humano no Brasil, 2013.

Em torno de 12,59% das pessoas com idade de 18 anos ou mais e ocupadas no município, em 2010, trabalhavam no setor agropecuário, 0,11% na indústria extrativa, 14,09% na indústria de transformação, 8,26% no setor de construção, 0,98% nos setores de utilidade pública, 18,39% no comércio e 41,51% no setor de serviços[16] . No ano de 2013 havia em Bom Despacho 10.808 empregos formais, isto é, empregos com carteira assinada. Em 2014 esse número aumentou para 11.331[17] .

Criação líquida de emprego - Bom Despacho
2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 Total
Admissões 4.180 4.539 4.617 5.725 5.556 5.788 6.907 6.662 5.706 49.680
Demissões 4.109 4.408 4.281 5.362 5.434 5.417 5.938 6.461 5.782 47.192
Saldo 71 131 336 363 122 371 969 201 -72 2.488

Fonte: Ministério do Trabalho, CAGED (2016).

Pobreza e renda[editar | editar código-fonte]

A renda per capita média de Bom Despacho cresceu 25,1% no intervalo entre o ano 2000 e 2010, ao passar de R$647,07 para R$809,90. O Índice de Gini é um indicador utilizado para medir o grau de concentração de renda em uma sociedade. Numericamente, varia de 0 a 1, quanto mais perto de 0 menor a desigualdade de renda e, por outro lado, quanto mais próximo de 1 maior a desigualdade de renda. Bom Despacho obteve um Gini de 0,59 em 2000 e 0,49 no ano de 2010. Ou seja, neste período houve queda da desigualdade de renda entre as pessoas. A proporção de pessoas pobres, isto é, com renda domiciliar per capita inferior a R$ 140,00 (a preços de agosto de 2010), alcançou 2,96% da população total.

Indicadores sociais - Bom Despacho
2000 2010
Renda per capita (em R$) 647,07 809,90
% de extremamente pobres 2,35 0,66
% de pobres 13,29 2,96
Índice de Gini 0,59 0,49

Fonte: Atlas do Desenvolvimento Humano do Brasil, 2013.

O Índice de Desenvolvimento Humano (IDH-M) de Bom Despacho divulgado em 2010 alcançou nota de 0,750, o que situa esse município na faixa de desenvolvimento humano alto (IDH-M entre 0,700 e 0,799). A dimensão que mais contribuiu para o IDH-M de Bom Despacho foi o item Longevidade, com índice de 0,861. Logo depois veio a Renda, com índice de 0,742, e em seguida a Educação, com índice de 0,661. Com isso, Bom Despacho ocupa a 551ª posição entre os 5.565 municípios brasileiros, isto significa que a cidade faz parte dos 10% dos municípios com melhor desenvolvimento humano no País.

Índice de Desenvolvimento Humano - Bom Despacho
2000 2010
IDH-M 0,665 0,750
IDH-M Educação 0,529 0,661
IDH-M Longevidade 0,786 0,861
IDH-M Renda 0,706 0,742

Fonte: Atlas do Desenvolvimento Humano do Brasil, 2013.

Educação[editar | editar código-fonte]

Na área da educação, o município está estruturado da seguinte forma: Ao todo são 36 escolas, sendo 24 públicas e 12 particulares. Somente 1 escola está localizada na zona rural, as demais estão situadas na área urbana de Bom Despacho. Do total das escolas 18 oferecem ensino infantil, 20 ensino fundamental, 10 ensino médio, 2 educação de jovens e adultos e 1 com educação especial substitutiva. Ademais, das escolas públicas 14 são municipais e 10 estaduais. Ao todo, no município em 2014 foram realizadas 10.694 matrículas[18] . A tabela abaixo mostra os resultados alcançados por Bom Despacho no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb).

Ideb - Bom Despacho
Rede de Ensino/Ano 2007 2009 2011 2013
Ensino estadual, 4ª série e 5º ano 5.3 6.0 6.5 6.6
Ensino estadual, 8ª série e 9º ano 3.3 4.1 4.5 4.8
Ensino municipal, 4ª série e 5º ano 4.4 5.9 5.9 6.1

Fonte: INEP, 2016.

A taxa de analfabetismo entre a população de 15 anos ou mais de idade era 9,4% no ano 2000. Em 2010 a taxa foi reduzida, situada nos 5,8%. Em Bom Despacho, até 2010, havia 3.564 pessoas com nível superior completo. O município conta com um centro universitário, além de várias faculdades de ensino presencial e à distância.

Indicadores da Educação
1991 2000 2010
% da população com 18 anos ou mais com ensino fundamental completo 24,67 36,87 52,22
% da população de 5 a 6 anos frequentando a escola 34,42 89,01 100
% da população de 11 a 13 anos frequentando os anos finais do ensino fundamental 49,13 79,57 87,21
% da população de 15 a 17 anos com ensino fundamental completo 19,29 55,52 64,11
% da população de 18 a 20 anos com ensino médio completo 10,33 29,05 46,04

Fonte: Atlas do Desenvolvimento Humano do Brasil, 2013.

Saúde[editar | editar código-fonte]

A mortalidade infantil (mortalidade de crianças com menos de um ano de idade) em Bom Despacho passou de 22,6 por mil nascidos vivos, em 2000, para 12,9 por mil nascidos vivos, em 2010. Já a esperança de vida ao nascer na cidade passou de 72,1 anos em 2000 para 76,7 no ano de 2010. A taxa de fecundidade total, que é o número de filhos por mulher, chegou a 2,2 em Bom Despacho. Em 1991, era 3 filhos para cada mulher[16] . Quanto a estrutura médico-hospitalar na cidade, em 2015, havia 1,63 médico e 2,09 leitos para cada mil habitantes. Ademais, neste mesmo ano, 100% da população já estava coberta pelo Programa Saúde da Família (PSF).

Principais causas de óbito em Bom Despacho
Causas Óbitos entre 2006-2014
Aparelho circulatório 236
Aparelho respiratório 235
Aparelho digestivo 98
Doenças endócrinas, nutricionais e metabólicas 75
Neoplasias - tumores 67
Doenças infecciosas e parasitárias 58
Lesões, envenenamentos e causas externas 29
Doenças no sangue, transtornos imunitários 23
Sinais e achados anormais em exames clínicos e laboratoriais 19
10º Doenças no período perinatal 16
11º Doenças sistema nervoso 14

Fonte: IBGE - Morbidades hospitalares.

Infraestrutura urbana[editar | editar código-fonte]

Em Bom Despacho, até 2010, havia 14.546 domicílios particulares permanentes[19] , ou seja, imóveis exclusivamente para habitação. Já em 2015, o número de residências urbanas e rurais era, respectivamente, 18.708 e 1.759 (Cemig). Ademais, o município contava com cerca de 200 Km de vias públicas e estradas rurais, sendo responsáveis por abrigar um tráfego de 26.922 veículos[20] .

Referente a estrutura dos domicílios 93,4% contavam com coleta de lixo, 98,6% com abastecimento de água, 92,1% tinham esgotamento sanitário adequado, 98,2% serviço de energia elétrica e 32,8% acesso à internet[21] (2010).

Geografia[editar | editar código-fonte]

Rio Lambari - Bom Despacho

O relevo predominante na região de Bom Despacho são as formas planas, onde também são observadas as planícies fluviais dos Rios São Francisco, Pará, Picão e Indaiá, caracterizados por terraços e várzeas, com ocorrência de áreas de permeabilidade acentuada, sujeitas as inundações periódicas. Tais características geomorfológicas conferem à região uma topografia geral pouco acidentada. A vegetação, por sua vez, se for excluído as áreas reflorestadas com eucalipto, as pastagens e as áreas onde se desenvolve a agricultura, as formações vegetais de ocorrência no município são compostas por: cerrado, campo cerrado, capoeira, campos e matas ciliares ou de galeria. A rede hidrográfica bom-despachense tem como principais cursos de água, o São Francisco e o Lambari, na fronteira leste, e os rios Capivari, Machados e Picão, entre outros cursos de menor vulto. De modo geral, o município é bem servido de recursos hídricos.

Bom Despacho está na Mesorregião Central Mineira. Tem como pertencentes ao município o distrito do Engenho do Ribeiro, além dos povoados da Passagem, Mato Seco, Capivari dos Macedos, Capivari dos Eleutérios, Capivari dos Alves, Capivari dos Marçal, Córrego Areado, Lagoa do José Luís, Povoado do Vilaça, Extrema, Pulador, Água Doce, Ermo e Povoado da Garça. A cidade de Bom Despacho faz divisas com sete municípios, são eles: Martinho Campos, Leandro Ferreira, Araújos, Santo Antônio do Monte, Moema, Luz e Dores do Indaiá.

Está localizada em um local estratégico, tendo fácil acesso a importantes mercados como Belo Horizonte 156 Km, São Paulo 584 Km, Rio de Janeiro 576 Km, Brasília 681 Km, entre outros centros, o que favorece para que novas indústrias se instalem na cidade.

Lazer e turismo[editar | editar código-fonte]

Cultura e festas tradicionais[editar | editar código-fonte]

7º Batalhão da PMMG - Bom Despacho
Praça Matriz - Bom Despacho

Bom Despacho é uma cidade hospitaleira, alegre e com muitas atrações durante todo o ano. Entre as festas assume destaque o Desfile Cívico de Aniversário da cidade, dia 1º de junho; o Arraía BD, que também acontece em junho; o Encontro Nacional dos Motociclistas, em julho; Cavalgada do Padre Libério, em julho; o Festival Gastronômico e Artesanal de Bom Despacho (Festigarte), no mês de agosto; Festa do Reinado (Assunção de Nossa Senhora), 15 de agosto; Desfile Cívico de 7 de Setembro; Exposição de Bom Despacho, que ocorre em setembro; a Inauguração das Luzes de Natal, no início de dezembro. Ademais, existem outras datas comemorativas como a Festa de Santa Rosa de Lima; de São Sebastião; de São Benedito; Dia da Padroeira Nossa Senhora do Bom Despacho. No Parque Mata do Batalhão, que está localizado no 7º Batalhão da Polícia Militar, acontece durante todo o ano atividades como concertos, caminhadas e apresentações artísticas.

Administração pública[editar | editar código-fonte]

Finanças municipais[editar | editar código-fonte]

Os recursos captados e administrados pela Prefeitura de Bom Despacho para fazer frente às despesas do município totalizaram R$89,2 milhões no ano de 2015, acréscimo de 15,5% em relação ao ano anterior. As receitas correntes são a maioria, isto é, respondem por cerca de 98% do total. Nela estão inseridas as receitas tributárias, como a arrecadação do Imposto sobre a Predial e Territorial Urbana (IPTU), o Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISS), além das transferências intergovernamentais que é a maior parte.

Prefeitura Municipal de Bom Despacho Receita[22] - R$ milhões
2014 2015
Receita Corrente 74,67 87,85
Receita de Capital 2,56 1,38
TOTAL R$77,23 milhões R$89,23 milhões

Como se vê, a receita tributária do município foi de R$16,3 milhões em 2015, cerca de 17,2% superior ao ano de 2014. Tanto o IPTU como o ISS são os impostos de maior arrecadação, foram responsáveis, juntos, por 68,7% de toda receita tributária do município. Entretanto, a fonte de recurso mais relevante para as prefeituras, e em Bom Despacho não é diferente, se chama Fundo de Participação dos Municípios (FPM).

Prefeitura Municipal de Bom Despacho Receita Tributária[22] - R$ milhões
2014 2015
IPTU 4,22 5,11
ISS 4,49 6,09
ITBI 2,63 2,22
IR 0,821 0,945
Taxas 1,78 2,01
Total R$13,9 milhões R$16,3 milhões

Bom Despacho recebeu algo em torno de R$24,5 milhões em 2015. É mediante essa transferência que as prefeituras conseguem alavancar seus investimentos na cidade. O lado lesivo disso é que boa parte dos municípios são dependentes do FPM, ou seja, em anos de repasses apáticos há queda dos investimentos e com isso diminuição dos serviços prestados a população.

Prefeitura Municipal de Bom Despacho Fundo de Participação dos Municípios - FPM[22]
2014 2015
Transferência - FPM R$23,1 milhões R$24,5 milhões

Em paralelo às receitas está o comportamento dos gastos municipais. Este item, por sua vez, engloba as despesas com pessoal e encargos sociais, além dos investimentos realizados na cidade. De forma mais específica, as despesas correntes, que são basicamente o custeio da máquina pública, dos investimentos realizados no passado e do pessoal, totalizaram R$73,4 milhões em 2015. As despesas de capital, que são os investimentos realizados no ano e a amortização de dívidas, somaram R$6,3 milhões, ambos em 2015.

Prefeitura Municipal de Bom Despacho Despesa[22] - R$ milhões
2014 2015
1. Despesa Corrente 59,18 73,41
2. Despesa de Capital 4,59 6,33
3. Despesa Intraorçamentária 3,70 4,23
TOTAL R$67,48 milhões R$83,98 milhões

As despesas de uma cidade não são poucas, afinal, o município precisa atender a demanda crescente dos cidadãos e melhorar cada vez mais os serviços prestados a toda população. Aqui estão inseridos serviços como os de limpeza urbana, iluminação pública, infraestrutura, saúde, educação, além daqueles relacionados a promoção do esporte, lazer e cultura. Mais da metade das receitas municipais são aplicadas nas áreas da saúde e educação, cerca de 30% e 27%, respectivamente.

Prefeitura Municipal de Bom Despacho Aplicação de recursos na Saúde e Educação[22]  %
Limites 2014 2015 2016*
Saúde - 15% 29,10 24,85 30
Educação - 25% 27,14 28,01 27

*Valor estimado para o ano de 2016.

Prêmios[editar | editar código-fonte]

  • Prêmio Mineiro de Excelência em Gestão Pública Municipal: Realizado pelo Governo de Minas Gerais e o Instituto Qualidade Minas no biênio 2013-2014[23] ;
  • Prêmio Cidades Sustentáveis: Realizado pela Rede Nossa São Paulo, Instituto Ethos, Rede Social Brasileira por Cidades Justas e Brasileiras, em 2014[24] ;
  • Finalista do Prêmio Experiências Exitosas em Vigilância em Saúde: Realizado pelo Governo de Minas Gerais, em 2014;
  • Prêmio Municiência: Realizado pela Confederação Nacional dos Municípios, em 2015[25] ;
  • Finalista do IX Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor-MG, em 2016.

Religião[editar | editar código-fonte]

Clima[editar | editar código-fonte]

Em 19 de julho de 2000, foi registrada na cidade a temperatura de -3,4 °C.[26]

Os dados climatológicos a seguir, representam uma média do período entre 1961 e 1990.

Nuvola apps kweather.svg Dados climatológicos para Bom Despacho, Minas Gerais - Brasil Weather-rain-thunderstorm.svg
Mês Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Ano
Temperatura máxima média (°C) 29,4 30 30 28,6 27,1 26,2 26,5 28,7 28,7 29,7 29,1 28,6 30
Temperatura mínima média (°C) 18,3 18,6 18,2 16,5 13,8 11,7 11,2 12,8 14,9 17 17,7 18,3 8,8
Precipitação (mm) 264,7 182,8 142,7 64,7 33,3 16,5 11,7 11,5 54,2 118,5 191,5 282,5 1 374,6
Fonte: [27] Outubro 2012

Imigração alemã[editar | editar código-fonte]

Na década de 1920, Bom Despacho recebeu duas colônias de imigrantes estrangeiros de nacionalidade predominantemente alemã. Nos dias de hoje, a tradição e a história destes imigrantes está quase totalmente esquecida.

O fluxo de estrangeiros para terras brasileiras havia diminuído bastante como consequência da Primeira Guerra Mundial (1914-1918), mas cresceu devido à situação dos países europeus após o conflito. Por meio do ministério da agricultura do então Presidente do Estado de Minas Gerais, Artur Bernardes, e do então prefeito de Bom Despacho, Faustino Assunção, foram implantadas nas terras do município, a Colônia Álvaro da Silveira em 1920 e a Colônia David Campista em 1921.[28] [29]

Referências

  1. «História - Bom Despacho/MG». bomdespachomg.com.br. 2007. Arquivado desde o original em 23 de junho de 2012. Consultado em 23 de junho de 2012. 
  2. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008. 
  3. [ftp:http://www.cidades.ibge.gov.br/xtras/perfil.php?lang=&codmun=310740 «IBGE Cidades»]. Área oficial dos municípios. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 7 de fevereiro de 2014. Consultado em 5 julho de 2016. 
  4. [ftp:http://www.cidades.ibge.gov.br/xtras/temas.php?lang=&codmun=310740&idtema=130&search=minas-gerais «Estimativa da População 2015»]. Estimativa Populacional 2015. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 7 de fevereiro de 2014. Consultado em 5 julho de 2016.  Texto "bom-despacho" ignorado (Ajuda); Texto "estimativa-da-populacao-2015- " ignorado (Ajuda)
  5. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008. 
  6. «Bom Despacho». Atlas do Desenvolvimento Humano dos Municípios do Brasil 2013. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2013. Consultado em 16 de julho de 2016. 
  7. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2013». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 5 jul. 2016.  Texto "bom-despacho" ignorado (Ajuda); Texto "produto-interno-bruto-dos-municipios-2013" ignorado (Ajuda)
  8. a b «Mesorregiões e microrregiões». Portal Minas Gerais. Consultado em 21 de novembro de 2013. 
  9. «Regiões de Planejamento». Portal Minas Gerais. Consultado em 26 de julho de 2016. 
  10. http://www.cidades.ibge.gov.br/xtras/perfil.php?lang=&codmun=310740
  11. http://www.bomdespacho.mg.gov.br/wp-content/uploads/2013/12/Perfil-de-Bom-Despacho1.pdf
  12. http://www.cidades.ibge.gov.br/xtras/temas.php?lang=&codmun=310740&idtema=152&search=minas-gerais%7Cbom-despacho%7Cproduto-interno-bruto-dos-municipios-2013
  13. http://www.cidades.ibge.gov.br/xtras/perfil.php?lang=&codmun=310740
  14. http://www.cidades.ibge.gov.br/xtras/temas.php?lang=&codmun=310740&idtema=149&search=minas-gerais%7Cbom-despacho%7Cproducao-agricola-municipal-lavoura-temporaria-2014
  15. http://www.cidades.ibge.gov.br/xtras/temas.php?lang=&codmun=310740&idtema=147&search=minas-gerais%7Cbom-despacho%7Cpecuaria-2014
  16. a b http://www.atlasbrasil.org.br/2013/pt/perfil_m/bom-despacho_mg
  17. http://pdet.mte.gov.br/rais
  18. http://www.qedu.org.br/cidade/1600-bom-despacho/censo-escolar?year=2014&dependence=0&localization=0&education_stage=0&item=
  19. http://www.cidades.ibge.gov.br/xtras/temas.php?lang=&codmun=310740&idtema=94&search=minas-gerais%7Cbom-despacho%7Ccenso-demografico-2010:-resultados-da-amostra-domicilios--
  20. http://www.cidades.ibge.gov.br/xtras/temas.php?lang=&codmun=310740&idtema=153&search=minas-gerais%7Cbom-despacho%7Cfrota-2015
  21. http://datagerais.fjp.mg.gov.br/indicadores/index?start=1
  22. a b c d e http://www.bomdespacho.mg.gov.br/wp-content/uploads/2016/04/RAM-2016.pdf
  23. http://www.pmqp.org.br/site09/main.asp?op=5&area=PMGPM&codigo=45&cod_menu=0
  24. http://www.cidadessustentaveis.org.br/noticias/observatorios-dos-municipios-brasileiros-sao-reconhecidos-pelo-premio-cidades-sustentaveis
  25. http://www.municiencia.cnm.org.br/
  26. http://www1.folha.uol.com.br/folha/cotidiano/ult95u5154.shtml
  27. «Tempo Agora - Climatologia em Bom Despacho, MG». 
  28. «Provincial Presidential Reports - Minas Gerais (1830-1930)». Mensagem ao Congresso de Minas Gerais 1920 - p.80 a 82. 1920. 
  29. «Provincial Presidential Reports - Minas Gerais (1830-1930)». Mensagem ao Congresso de Minas Gerais 1921 - p.16 a 17. 1921. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Minas Gerais é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.