Pocrane

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para o índio, veja Guido Pokrane.

{{Info/Município do Brasil

| nome                 = Pocrane
| foto                 = Pocrane - MG.jpg
| leg_foto             = Vista de Pocrane
| apelido              =
| brasão               = BrasaoPocrane.png
| bandeira             =
| link_brasão          =
| link_bandeira        =
| link_hino            =
| aniversário          =
| fundação             =27 de dezembro de 1948 (69 anos)
| gentílico            = Pocranense
| lema                 =
|CEP=36960-000| prefeito             = Ernani José de Macedo            = [[Partido Trabalhista Brasileiro (PTB)]
| fim_mandato          = 2018- 2020
| mapa                 = MinasGerais Municip Pocrane.svg
| latP                 = S | latG = 19 | latM = 37 | latS = 12
| lonP                 = O | lonG = 41 | lonM = 38 | lonS = 13
| estado               = Minas Gerais
| mesorregião          = Vale do Rio Doce
| data_mesorregião     = IBGE/2008[1]
| microrregião         = Aimorés
| data_microrregião    = IBGE/2008[1]
| região_metropolitana =
| vizinhos             = Santa Rita do Itueto, Conselheiro Pena, Alvarenga, Inhapim, Ipanema, Taparuba, Mutum e Aimorés.
| dist_capital         = 394
| área                 = 691.065

| área_ref = [2]

| população            = 8986
| data_pop             = Censo IBGE/2010[3]
| altitude             = 225
| clima                =
| sigla_clima          =
| idh                  = 0.69 
| data_idh             = PNUD/2000[4]
| pib                  = 46 193,090 mil
| data_pib             = IBGE/2008[5]
| pib_per_capita       = 5192.57
| data_pib_per_capita  = IBGE/2008[5]

|site_prefeitura=pocrane.mg.gov.br| Ponto mais Alto = 1.085

| temperatura média    = 24,5°C
}}

Pocrane é um município brasileiro do estado de Minas Gerais. Sua população estimada em 2015 era de 10.865 habitantes.

História[editar | editar código-fonte]

Após a volta da expedição de catequização e colonização do francês Guido Marlière, em 1824, o índio Pokrane resolveu se converter ao catolicismo. Aceitou ser batizado e passou a trabalhar na catequização de outros índios.

Quando o francês abandonou o trabalho de catequização, Pokrane passou a viver com a tribo dos coroados, tornando-se seu chefe. Em 1843, Manoel Antônio de Souza chegou a região e tomou posse das terras ali localizadas, atingindo os domínios de Pokrane.

Mesmo com a invasão de suas terras, Pokrane não hostilizou os brancos, passando a fornecer-lhes mantimentos e a prestar-lhes ajuda. Em 1879, a região foi elevada a freguesia paroquial pertencendo a Vermelho Novo, da paróquia de Ponte Nova.

Um ano depois, recebeu a categoria de distrito policial, com o nome de Nossa Senhora da Penha do Pokrane, passando a fazer parte de São Lourenço do Manhuaçu. Em 1887, o nome foi alterado para Pokrane e, em 1911, para Pocrane.

Em 1948, foi criado o município, desmembrado do município de Ipanema.

Geografia[editar | editar código-fonte]

É banhado pelo Ribeirão Pocrane. Suas atividades econômicas estão voltadas para a agricultura e a pecuária.

Política[editar | editar código-fonte]

Lista de Prefeitos da emancipação[6] até a atualidade:

  • Leanir de Assis Magalhães – Lírio (1949/1952)
  • Anacleto Dornellas Filho – Cretim (1953/1954)
  • Leanir de Assis Magalhães – Lírio (1955/1958)
  • Manuel José Pereira Bahia – Bahia (1959/1962)
  • José Pinto de Almeida – Zé Fachada (1963/1966)
  • Leanir de Assis Magalhães – Lírio (1967/1970)
  • Manuel José Pereira Bahia – Bahia (1971/1972)
  • Leanir de Assis Magalhães – Lírio (1973/1976)
  • Waldemar de Oliveira Durço (1973/1974) (interino)
  • Álvaro de Oliveira Pinto (1977/1982)
  • Sebastião de Freitas Filho – Marambaia (1983/1988)
  • Antônio Martins de Paiva – Titonho (1989/1992)
  • Rui Magalhães – (1993/1996)
  • Álvaro de Oliveira Pinto – (1997/2000)-(2001/2004)
  • Eustáquio Dionis – (2005/2008)-(2009/2012)
  • Delosmar Fernandes da Rocha – (2013/2016)
  • Alvaro de Oliveira Pinto Junior – (2017/2018)
  • Ernane José Macedo - 2018

Distritos e vilas[editar | editar código-fonte]

  • Assaraí[7]
  • Barra da Figueira[8]
  • Vila de Cachoeirão
  • Vila de Taquaral

Eventos[editar | editar código-fonte]

Pocrane realiza em julho a famosa festa do Virakopos, idealizada por um grupo de jovens com intuito de se encontrarem nas férias escolares, festa esta que já tornou tradição na região. No mês de maio é comemorada a festa do trabalhador, sua exposição agropecuária na primeira semana de setembro e com rodeios.

Referências

  1. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008. 
  2. IBGE (10 de outubro de 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010. 
  3. «Censo Populacional 2010». Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de novembro de 2010. Consultado em 11 de dezembro de 2010. 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008. 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 dez. 2010. 
  6. Durço, Jonathas Gerry de Oliveira (1989). Pokrane: da saga dos botocudos ao nascimento de um arraial. [S.l.: s.n.] 
  7. «Visualização Minas gerais» (PDF). Consultado em 29 de Junho de 2013. 
  8. «Visualização Minas gerais» (PDF). Consultado em 29 de Junho de 2013.