Olhos-d'Água

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Olhos d'Água.
Olhos-d'Água
  Município do Brasil  
Símbolos
Hino
Lema Trabalho e Confiança
Gentílico olhos-d'aguense [1]
Localização
Localização de Olhos-d'Água em Minas Gerais
Localização de Olhos-d'Água em Minas Gerais
Olhos-d'Água está localizado em: Brasil
Olhos-d'Água
Localização de Olhos-d'Água no Brasil
Mapa de Olhos-d'Água
Coordenadas 17° 23' 49" S 43° 34' 22" O
País Brasil
Unidade federativa Minas Gerais
Municípios limítrofes Diamantina e Bocaiuva
Distância até a capital 414 [2] km
História
Fundação 1845 (174 anos)
Aniversário 21 de dezembro
Administração
Prefeito(a) Rone Douglas Dias (PP)
Características geográficas
Área total [5] 2 092,078 km²
População total (Estimativa IBGE/2012[6]) 5 416 hab.
Densidade 2,59 hab./km²
Clima semiárido[3] (Bsh)
Altitude 719 m
Fuso horário Hora de Brasília (UTC−3)
CEP 39398-000 a 39399-999[4]
Indicadores
IDH (PNUD/2000 [7]) 0,669 médio
PIB (IBGE/2008[8]) R$ 6,525 56 mil
PIB per capita (IBGE/2008[8]) R$ 7 085,41
Outras informações
Padroeiro(a) Santa'Ana[9]
www.olhosdagua.mg.gov.br (Prefeitura)

Olhos-d'Água é um município brasileiro do estado de Minas Gerais. Sua população estimada em 2012 era de 5.416 habitantes.[6]

Localização e acesso[editar | editar código-fonte]

O município de Olhos d’Água está localizado na região norte do estado de Minas Gerais (figura 02), com sede nas coordenadas geográficas 17,40S de latitude e 43,57W de longitude (PNUD, 2000). A sua área total ocupa 1 936,0 km², e está contida nas folhas topográficas Bocaiúva (SE-23-X-C-III), Curimataí (SE-23-X-C-VI), Itacambira (SE-23-X- D-I) e Carbonita (SE-23-X- D-IV), escala 1:100.000, editadas pelo IBGE.

A sede municipal encontra-se a 751,00m de altitude e dista 416 km de Belo Horizonte, capital do estado, sendo acessada a partir dessa cidade por rodovia federal (BR-451,135). O município pertence à área mineira da Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste (Sudene).

Aspectos socioeconômicos[editar | editar código-fonte]

Os dados sócioeconômicos relativos ao município de Olhos d’Água foram obtidos a partir de pesquisa ao site do IBGE, censo 2000 (IBGE, 2000). A população registrada neste censo foi de 4 284 pessoas residentes na área. Desse total, 1 890 habitantes (44,11%) aglomera-se na sede municipal. A densidade demográfica e o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) municipal do município são respectivamente de 2,21 habitantes/km² e de 0,669 (PNUD, 2000).

O sistema educacional restringe-se aos cursos de 10 e 20 graus, cursos mais avançados a população tem que se deslocar para centros mais desenvolvidos. Regionalmente Montes Claros é cidade mais próxima, com ofertas de cursos de nível universitários e técnicos. O município é desprovido de meio culturais e de lazer (IBGE, 2000). A maioria da população encontra-se na faixa etária 10 e 19 anos. A taxa de alfabetização para é de 75,8% (IBGE, 2000).

A rede geral de abastecimento de água atende a 49,46% dos domicílios, enquanto 45,22% são providos por poços ou nascentes na propriedade e 5,3% possuem outra forma de abastecimento de água (IBGE, 2000).

O município não possui rede de esgotamento sanitário. Os dados do censo do IBGE demonstram que 63,9% dos domicílios têm fossa séptica, e 36,1% não têm instalação sanitária. A maioria do lixo gerado é coletada (44,9%) pelo serviço de limpeza, enquanto 55,1% são queimados ou jogados em terreno baldio ou ainda nas drenagens.

A agricultura é basicamente de subsistência.Na pecuária criação de galináceos, bovinos, suínos e eqüinos. O reflorestamento é uma das atividades principais do município, sendo o eucalipto o mais cultivado, notadamente para produção de carvão vegetal, e é o maior responsável pela geração de empregos e de divisas (IBGE, 2000). Os recursos minerais mais importantes estão relacionados a extração de ouro e diamantes a cidade e um dos polos mas bem sucedidos do Brasil na extração de minérios, utilizados como fundentes ou na na fabricação para peças para aeronaves,carros e eletrodomésticos como muitas outras coisas, em fornos de tijolos e diamantes e de quartzo e RIMA, localizadas no município de Bocaiúva; além de diamantes garimpados ao longo do rio Jequitinhonha.

Aspectos fisiográficos[editar | editar código-fonte]

A temperatura média anual 25 °C. O índice pluviométrico é de 1 100 mm anuais. O relevo apresenta topografia plana de 30%, ondulado 30% e montanhosa 40%, a altitude máxima é de 925 m e a mínima de 700 m. O cerrado representa o principal tipo de vegetação. Os principais rios que drenam o município são: Jequitinhonha, Macaúbas, Curral e Ferreiros. O solo é silto-arenoso com teores de cálcio elevados e baixo fósforo e potássio (ENCICLOPÉDIA, 1998).

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

-A cidade juntamente com Bocaiúva, Buenópolis e Diamantina abriga o Parque Nacional das Sempre Vivas.

-Parte da Serra do Espinhaço está localizada em terras Olhosdaguenses.

-Dr. José Agostinho Vieira de Mattos, médico do Imperador Dom Pedro II nasceu em Ribeirão, distrito pertencente a Olhos d' Água.

- Possui três distritos criados pela Lei Municipal 347/2014 sancionada em 20 de outubro de 2014 e publicada em 22 de outubro de 2014 no Diário Oficial de Minas Gerais, a saber: Ribeirão de Santo Agostinho, Três Dias e Pimenta de São Serafim.

Referências

  1. «IBGE Cidades@». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Consultado em 12 de março de 2017 
  2. «distancias-bhmunicipios». Distâncias BH/Municípios. Departamento de Estradas de Rodagem de Minas Gerais (DER/MG). Consultado em 19 de agosto de 2009. Arquivado do original em 21 de agosto de 2009 
  3. «World Map of the Köppen-Geiger climate classification». World Map of the Köppen-Geiger climate classification. Institute for Veterinary Public Health. Consultado em 24 de fevereiro de 2010 
  4. Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos. «Busca Faixa CEP». Consultado em 1 de fevereiro de 2019 
  5. IBGE (10 de outubro de 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  6. a b «Estimativas da população residente nos municípios brasileiros com data de referência em 1 de julho de 2012» (PDF). Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 31 de agosto de 2012. Consultado em 31 de janeiro de 2013 
  7. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  8. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  9. Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (SENAC). «Lista por santos padroeiros» (PDF). Descubra Minas. p. 6. Consultado em 14 de setembro de 2017. Cópia arquivada (PDF) em 14 de setembro de 2017 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Minas Gerais é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.