Bocaiuva

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Bocaiuva (desambiguação).
Bocaiuva
  Município do Brasil  
Símbolos
Bandeira de Bocaiuva
Bandeira
Brasão de armas de Bocaiuva
[[Brasão|Brasão de armas]]
Hino
Lema A paz é o nosso lema eterno
Apelido(s) "Boc"
Gentílico bocaiuvense [1]
Localização
Localização de Bocaiuva em Minas Gerais
Localização de Bocaiuva em Minas Gerais
Bocaiuva está localizado em: Brasil
Bocaiuva
Localização de Bocaiuva no Brasil
Mapa de Bocaiuva
Coordenadas 17° 06' 28" S 43° 48' 54" O
País Brasil
Unidade federativa Minas Gerais
Municípios limítrofes Montes Claros, Engenheiro Navarro, Glaucilândia, Diamantina, Olhos-d'Água, Carbonita, Turmalina, Botumirim, Itacambira, Guaraciama e Claro dos Poções
Distância até a capital 369 km[2]
História
Fundação 14 de julho de 1888 (131 anos)
Aniversário 14 de julho
Administração
Prefeito(a) Marisa de Souza Alves (MDB, 2017 – 2020)
Características geográficas
Área total [5] 3 232,660 km²
População total (IBGE/2013[6]) 48 974 hab.
Densidade 15,15 hab./km²
Clima semiárido [3] (Bsh)
Altitude 698 m
Fuso horário Hora de Brasília (UTC−3)
CEP 39390-000 a 39396-999[4]
Indicadores
IDH (PNUD/2000 [7]) 0,736 alto
PIB (IBGE/2008[8]) R$ 348 575,069 mil
PIB per capita (IBGE/2008[8]) R$ 7 527,64
Outras informações
Padroeiro(a) Nosso Senhor do Bonfim[9]
www.bocaiuva.mg.gov.br (Prefeitura)
www.bocaiuva.mg.leg.br (Câmara)

Bocaiuva é um município brasileiro situado no interior do estado de Minas Gerais, cerca de 369 km [2] ao norte da capital Belo Horizonte. É a sexta cidade mais populosa do Norte de Minas e a 69ª do estado, com população estimada em 2013 em 48974 habitantes[6].

Está na bacia hidrográfica do Rio Jequitinhonha.

História[editar | editar código-fonte]

Bocaiuva surgiu em 15 de junho de 1553, originada pelas expedições de Spinoza e Navarro. Eles vinham de Porto Seguro à procura de riquezas. Alguns integrantes dessa expedição resolveram permanecer no local por achar as terras promissoras.

A bandeira de Fernão Dias Leme iniciou a segunda entrada de pessoas na região. Pertenciam a essa bandeira Matias Cardoso de Almeida e Antônio Gonçalves Figueira.

Em 1700 surgiu em Bocaiuva a imagem do Senhor do Bonfim, que também contribuiu para o povoamento da Região.[10]

O primeiro nome oficial desta terra foi Curato de Macaúbas, depois Arraial do Senhor do Bonfim, depois, Freguesia do Senhor do Bonfim, Vila do Jequitaí, Vila Nova do Jequitaí.

Existem duas versões a respeito da origem do nome "Bocaiuva": uma remete à palmeira Macaúba (nome científico Acrocomia aculeata, também conhecida como bocaiúva)[11] e a outra ao abolicionista e jornalista Quintino Bocaiuva. Entretanto, esse jornalista em nada contribuiu para o nome da cidade, visto que a abundância da palmeira "bocaiúva" na região é o que de fato deu origem ao nome do município mineiro.

Em 14 de julho de 1888, o município passa a denominar-se Bocaiúva, com o Coronel Manoel Freire Figueiredo Fonseca.

Em 20 de maio de 1947 ocorreu um eclipse do Sol que teve sua faixa cruzando o território brasileiro. A cidade de Bocaiuva (MG) recebeu diversas expedições científicas para a realização de observações, coleta de dados e posteriores estudos sobre o fenômeno. As circunstâncias do imediato pós-Segunda Guerra Mundial conferiram um grande destaque na imprensa nacional e internacional a este evento, produzindo registros em diferentes mídias, Bocaiuva – cidade que recebeu a maioria das expedições científicas para a observação do fenômeno – e para a auto-afirmação de sua identidade como um local de produção de conhecimento.

Bocaiuva recebeu uma expedição de importantes pesquisadores e cientistas para o estudo do fenômeno, como o engenheiro e físico estadunidense Lyman James Briggs, diretor do National Bureau of Standards e que liderou a equipe do National Geographic Society, e o astrônomo belgo-americano George Van Biesbroeck, que confirmou a Teoria da Relatividade, em 1952.

Especula-se que o físico Albert Einstein iria a Bocaiúva analisar o fenômeno ocorrido, mas fontes afirmam que o cientista desistiu da viagem em último momento.[12].

Geografia[editar | editar código-fonte]

Bocaiuva possui uma das melhores infra-estruturas sanitárias do Norte de Minas, asfaltamento em mais de 80% das ruas e tem a segunda melhor arrecadação norte-mineira. De acordo com o IBGE, em 2010 Bocaiuva tinha a população residente de 46.654 habitantes, sendo 23.366 homens e 23.288 mulheres[13].

Segundo dados do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), referentes aos períodos de 1979 a 1986, 1988, 1990 a 1991 e 1993 a 1997, a menor temperatura registrada em Bocaiuva, no povoado de Engenheiro Dolabela, foi de 0 °C em junho de 1997, nos dias 10 e 30,[14] e a maior atingiu 38,9 °C em 1° de novembro de 1984.[15] O maior acumulado de precipitação em 24 horas foi de 125,3 milímetros (mm) em 21 de novembro de 1994, seguido por 115,6 mm em 28 de dezembro de 1985.[16] Janeiro de 1985, com 529,8 mm, foi o mês de maior precipitação.[17]

Dados climatológicos para Bocaiuva (Engenheiro Dolabela)
Mês Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Ano
Temperatura máxima recorde (°C) 37,1 36,6 37,9 37,4 34,3 32,6 32,1 36,9 38,7 38,5 38,9 37,5 38,9
Temperatura máxima média (°C) 30,7 31,5 31 29,8 28,6 27,9 27,4 29,1 30,8 31,6 30,4 29,7 29,9
Temperatura média compensada (°C) 24,2 24,8 24,4 23 21,2 19,4 19,3 20,8 23,1 23,6 24 - -
Temperatura mínima média (°C) 18,2 18,6 18,6 16,5 14 11,5 11,7 12,4 15,7 17,7 18,1 18,2 15,9
Temperatura mínima recorde (°C) 12,1 10,6 11 7,8 5 0 2,8 3 7,2 9 10,1 11 0
Precipitação (mm) 214,7 76,2 117,3 43,7 5,9 7,3 9,6 2,9 23,9 57,6 176,8 206,5 942,3
Dias com precipitação (≥ 1 mm) 11 7 9 3 1 1 1 1 2 - 13 - -
Umidade relativa compensada (%) 78 73,9 76,8 75,1 73,1 70,8 67,1 64,7 65 67,4 72,8 78 71,9
Horas de sol 187,1 221,3 204,7 223,2 229,8 238,9 242,7 239,7 215 195,6 162,9 151,7 2 512,6
Fonte: Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) (normal climatológica de 1981-2010;[18] recordes de temperatura:
01/06/1979 a 31/12/1986, 01/01/1988 a 31/12/1988, 01/01/1990 a 31/12/1991 e 01/01/1993 a 30/09/1997)[14][15]

Hidrografia[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «IBGE Cidades@». O Brasil Município por Municipio. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Consultado em 19 de agosto de 2009 
  2. a b «Distâncias entre Municípios de Minas». Distâncias BH/Municípios. Departamento de Estradas de Rodagem de Minas Gerais (DER/MG). Consultado em 1 de dezembro de 2011 
  3. «World Map of the Köppen-Geiger climate classification». World Map of the Köppen-Geiger climate classification. Institute for Veterinary Public Health. Consultado em 24 de fevereiro de 2010 
  4. Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos. «Busca Faixa CEP». Consultado em 1 de fevereiro de 2019 
  5. IBGE (10 de outubro de 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  6. a b «IBGE| Minas Gerais | Bocaiúva». Consultado em 24 de novembro de 2013 
  7. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  8. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  9. Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (SENAC). «Lista por santos padroeiros» (PDF). Descubra Minas. p. 14. Consultado em 14 de setembro de 2017. Cópia arquivada (PDF) em 14 de setembro de 2017 
  10. http://www.bocaiuva.com/?id=60002
  11. «Macaúba, bocaiúva, macaiba ou coco-baboso (Acrocomia aculeata)». Cerratinga. Consultado em 1 de março de 2016 
  12. «Bocaiuva - MG - Viagens pelo Brasil». www.viagenspelobrasil.net. Consultado em 11 de dezembro de 2016 
  13. «IBGE | Cidades | Infográficos | Minas Gerais | Bocaiúva | Dados Gerais». cod.ibge.gov.br. Consultado em 11 de dezembro de 2016 
  14. a b «BDMEP - série histórica - dados diários - temperatura mínima (°C) - Eng Dolabela (Bocaiuva)». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 8 de julho de 2018 
  15. a b «BDMEP - série histórica - dados diários - temperatura máxima (°C) - Eng Dolabela (Bocaiuva)». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 8 de julho de 2018 
  16. «BDMEP - série histórica - dados diários - precipitação (mm) - Eng Dolabela (Bocaiuva)». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 8 de julho de 2018 
  17. «BDMEP - série histórica - dados mensais - precipitação total (mm) - Eng Dolabela (Bocaiuva)». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 8 de julho de 2018 
  18. «NORMAIS CLIMATOLÓGICAS DO BRASIL». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 8 de julho de 2018 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Minas Gerais é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.