Monte Alegre de Minas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Município de Monte Alegre de Minas
"Terra da Felicidade"
"Capital brasileira do abacaxi"
Vista parcial de Monte Alegre de Minas, a partir da BR-365.

Vista parcial de Monte Alegre de Minas, a partir da BR-365.
Bandeira de Monte Alegre de Minas
Brasão de Monte Alegre de Minas
Bandeira Brasão
Hino
Fundação 16 de setembro de 1870 (148 anos)
Gentílico monte-alegrense[1]
Prefeito(a) Último Bitencourt de Freitas (PSD)
(2017 – 2020)
Localização
Localização de Monte Alegre de Minas
Localização de Monte Alegre de Minas em Minas Gerais
Monte Alegre de Minas está localizado em: Brasil
Monte Alegre de Minas
Localização de Monte Alegre de Minas no Brasil
18° 52' 15" S 48° 52' 51" O18° 52' 15" S 48° 52' 51" O
Unidade federativa Minas Gerais
Região
intermediária

Uberlândia IBGE/2017[2]

Região
imediata

Uberlândia IBGE/2017[2]

Municípios limítrofes Uberlândia, Prata, Canápolis, Tupaciguara, Centralina e Araporã
Distância até a capital 601 km
Características geográficas
Área 2 595,957 km² [1]
População 20 999 hab. estatísticas IBGE/2018[3]
Densidade 8,09 hab./km²
Altitude 730 m
Clima tropical Aw
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,674 médio PNUD/2010[4]
PIB R$ 507 856,74 mil IBGE/2015[5]
PIB per capita R$ 24 350,63 IBGE/2015[5]
Página oficial
Prefeitura montealegre.mg
Câmara montealegredeminas.cam.mg

Monte Alegre de Minas é um município brasileiro no interior do estado de Minas Gerais, Região Sudeste do país. Sua população estimada em 2018 era de 20 999 habitantes.[3]

Localiza-se no Triângulo Mineiro, a oeste da capital do estado, distando desta cerca de 600 quilômetros. Monte Alegre de Minas é conhecida como a capital brasileira do abacaxi, sendo também um importante polo de produção alcooleira.

História[editar | editar código-fonte]

Até o início do século XIX a região onde hoje se localiza a cidade de Monte Alegre de Minas era uma importante rota de passagem entre os estados de São Paulo e Goiás, utilizada por expedições que desbravavam o Triângulo Mineiro. A família de Martins Pereira fixou-se no local juntamente com as famílias Gonçalves da Costa e Martins de Sá, criando o povoado de São Francisco das Chagas de Monte Alegre, subordinado ao município de Prata.

Foi elevado à condição de cidade com a denominação de Monte Alegre, pela lei provincial nº 2556, de 03-01-1880. O município passou a denominar-se Toribaté pelo decreto-lei estadual nº 1058, de 31-12-1943, tendo seu nome novamente modificado para Monte Alegre de Minas pela lei nº 336, de 27-12-1948.

Geografia[editar | editar código-fonte]

De acordo com a divisão do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística vigente desde 2017,[6] o município pertence às Regiões Geográficas Intermediária e Imediata de Uberlândia.[2] Até então, com a vigência das divisões em microrregiões e mesorregiões, o município fazia parte da microrregião de Uberlândia, que por sua vez estava incluída na mesorregião do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba.[7]

Agronegócio[editar | editar código-fonte]

Monte Alegre de Minas é o maior produtor de abacaxi de Minas Gerais e um dos maiores produtores de abacaxi no Brasil. Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em 2014 a área destinada ao plantio de abacaxi foi de 2.200 hectares, com produção de 66 milhões de frutos. A cidade também é importante polo alcooleiro, com produção de 880 mil toneladas de cana-de-açúcar em 2014, em uma área plantada de cerca de 10.000 hectares

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). «Monte Alegre de Minas». Consultado em 13 de setembro de 2018.. Cópia arquivada em 13 de setembro de 2018 
  2. a b c Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (2017). «Base de dados por municípios das Regiões Geográficas Imediatas e Intermediárias do Brasil». Consultado em 1 de dezembro de 2017. 
  3. a b Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (29 de agosto de 2018). «Estimativas da população residente no Brasil e unidades da federação com data de referência em 1º de julho de 2018» (PDF). Consultado em 13 de setembro de 2018. 
  4. Atlas do Desenvolvimento Humano (29 de julho de 2013). «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil» (PDF). Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). Consultado em 13 de setembro de 2018.. Cópia arquivada (PDF) em 8 de julho de 2014 
  5. a b Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (2015). «Produto Interno Bruto dos Municípios - 2015». Consultado em 13 de setembro de 2018.. Cópia arquivada em 13 de setembro de 2018 
  6. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (2017). «Divisão Regional do Brasil». Consultado em 13 de setembro de 2018.. Cópia arquivada em 13 de setembro de 2018 
  7. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1990). «Divisão regional do Brasil em mesorregiões e microrregiões geográficas» (PDF). Biblioteca IBGE. 1: 72–73. Consultado em 13 de setembro de 2018.. Cópia arquivada (PDF) em 13 de setembro de 2018 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Minas Gerais é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.