Carangola

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Carangola
  Município do Brasil  
Vista parcial de Carangola
Vista parcial de Carangola
Símbolos
Bandeira de Carangola
Bandeira
Brasão de armas de Carangola
Brasão de armas
Hino
Gentílico carangolense
Localização
Localização de Carangola em Minas Gerais
Localização de Carangola em Minas Gerais
Carangola está localizado em: Brasil
Carangola
Localização de Carangola no Brasil
Mapa de Carangola
Coordenadas 20° 43' 58" S 42° 01' 44" O
País Brasil
Unidade federativa Minas Gerais
Municípios limítrofes Caiana, Divino, Espera Feliz, Faria Lemos, Fervedouro, Pedra Dourada e São Francisco do Glória.
Distância até a capital 357 km
História
Fundação 7 de janeiro de 1882 (140 anos)
Emancipação 12 de agosto de 1878 (de Muriaé)[1]
Administração
Prefeito(a) Silas Vieira (Republicanos, 2021 – 2024)
Características geográficas
Área total [3] 353,404 km²
População total (IBGE/2019[4]) 33 000 hab.
Densidade 93,4 hab./km²
Clima tropical de altitude (Cwa)
Altitude 399 m
Fuso horário Hora de Brasília (UTC−3)
CEP 36800-000 a 36809-999[2]
Indicadores
IDH (PNUD/2010[5]) 0,695 médio
PIB (IBGE/2014[6]) R$ 411 556 mil
PIB per capita (IBGE/2014[6]) R$ 12 317,60
Sítio www.carangola.mg.gov.br (Prefeitura)
www.camaracarangola.mg.gov.br (Câmara)

Carangola é um município brasileiro no interior do estado de Minas Gerais, Região Sudeste do país. Ocupa uma área de 353,404 km² e sua população em 2019 foi estimada em 33 000 habitantes. O município é cortado pelas rodovias BR-482, MG-111 e MG-265 e está a 357 km de Belo Horizonte.[7]

Geografia[editar | editar código-fonte]

Localização[editar | editar código-fonte]

Carangola, 1934. Arquivo Nacional.

De acordo com a divisão regional vigente desde 2017, instituída pelo IBGE,[8] o município pertence às Regiões Geográficas Intermediária de Juiz de Fora e Imediata de Carangola.[9] Até então, com a vigência das divisões em microrregiões e mesorregiões, fazia parte da microrregião de Muriaé, que por sua vez estava incluída na mesorregião da Zona da Mata.[10]

Enchentes[editar | editar código-fonte]

A cidade vem sofrendo com as constantes enchentes (transbordamentos) do Rio Carangola que corta a área urbanizada, em forma de vale, onde se localiza o comércio e onde se concentra a mancha habitacional urbana. O assoreamento dos cursos d´àgua, o desmatamento das margens e a falta de tratamento de adequado dos dejetos, a poluição, associadas as fortes chuvas do período mais quentes do ano são as principais causas[11] das enchentes.

Em janeiro de 2020 o município foi atingido por uma enchente que atingiu um nível recorde, superando a de 1985, que até então havia sido a maior dos últimos tempos.[12] Em 1985, o Rio Carangola subiu seis metros acima do nível normal, atingindo 3,80 metros acima das pontes centrais da cidade. Na época, quatro mortes foram contabilizadas e mais de 2.500 famílias ficaram desabrigadas[13].

Filhos ilustres[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Carangola». IBGE Cidades. Consultado em 1 de fevereiro de 2022 
  2. Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos. «Busca Faixa CEP». Consultado em 1 de fevereiro de 2019 
  3. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (15 de janeiro de 2013). «Áreas dos Municípios». Consultado em 27 de novembro de 2017. Cópia arquivada em 27 de novembro de 2017 
  4. «RESOLUÇÃO Nº 3, DE 26 DE AGOSTO DE 2019 - RESOLUÇÃO Nº 3, DE 26 DE AGOSTO DE 2019 - DOU - Imprensa Nacional». www.in.gov.br. Consultado em 28 de agosto de 2019 
  5. Atlas do Desenvolvimento Humano (29 de julho de 2013). «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil» (PDF). Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). Consultado em 27 de novembro de 2017. Cópia arquivada (PDF) em 8 de julho de 2014 
  6. a b Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (2014). «Produto Interno Bruto dos Municípios - 2014». Consultado em 27 de novembro de 2017. Cópia arquivada em 27 de novembro de 2017 
  7. Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG). «Municípios de Minas Gerais». Consultado em 22 de dezembro de 2014 
  8. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (2017). «Divisão Regional do Brasil». Consultado em 27 de novembro de 2017. Cópia arquivada em 27 de novembro de 2017 
  9. Erro de citação: Etiqueta <ref> inválida; não foi fornecido texto para as refs de nome IBGE_DTB_2017
  10. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (2016). «Divisão Territorial Brasileira 2016». Consultado em 27 de novembro de 2017 
  11. «Enchentes: causas, consequências, como prevenir - Brasil Escola». Brasil Escola. Consultado em 14 de junho de 2020 
  12. «Carangola e Orizânia decretam estado de calamidade pública; veja os trabalhos após as chuvas que atingiram a Zona da Mata». G1. Consultado em 14 de junho de 2020 
  13. www.nonap.com.br, Nonap-Tecnologia Criativa |. «Atiradores do TG/1985 promovem encontro de confraternização». Jornal da Cidade Online. Consultado em 14 de junho de 2020 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Carangola
Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Minas Gerais é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.