BR-482

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde fevereiro de 2015). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

A BR-482 é uma rodovia federal brasileira que tem início no município de Itapemirim (localidade de Safra) - ES e término na cidade de Conselheiro Lafaiete - MG.

Extensão da Rodovia[editar | editar código-fonte]

A extensão total da rodovia é de 406,8 km, ligando cidades importantes como Cachoeiro de Itapemirim-ES, Carangola-MG, Conselheiro Lafaiete-MG e Viçosa-MG. Sendo assim, sua principal função é ligar os dois Estados, tornando-se uma das opções de acesso mútuo aos Estados de Minas Gerais e Espírito Santo. Para os mineiros da microrregião de Carangola, a rodovia é a principal via de acesso às praias do litoral sul do Espírito Santo.

Serviços à margem[editar | editar código-fonte]

Às margens da BR-482 existem excelentes serviços aos seus usuários. Entre eles estão postos de gasolina, restaurantes, hotéis, etc., todos de boa qualidade. No município de Alegre-ES, a rodovia acolhe às sua margens uma Escola Agrotécnica Federal. Em Carangola, a rodovia acolhe diversos estabelecimentos comerciais e industriais, o empreendimento turístico Parque Jequitibá e ainda uma Central Hidrelétrica, construída no Rio Carangola, cuja energia é capaz de atender uma população estimada em mais de 200 mil habitantes.

Principais municípios da rodovia[editar | editar código-fonte]

Os maiores municípios servidos pela BR-482 são Cachoeiro de Itapemirim, Carangola, Conselheiro Lafaiete e Viçosa.



Municípios cortados pela rodovia[editar | editar código-fonte]

Municípios Capixabas[editar | editar código-fonte]

Itapemirim, Cachoeiro de Itapemirim, Jerônimo Monteiro, Alegre, Distrito de Celina (Alegre), Guaçuí e Dores do Rio Preto.

Municípios Mineiros[editar | editar código-fonte]

Espera Feliz, Carangola, Fervedouro, Araponga, Canaã, São Miguel do Anta, Viçosa, Porto Firme, Piranga, Catas Altas da Noruega, Itaverava e Conselheiro Lafaiete.

Trajeto retilíneo da rodovia[editar | editar código-fonte]

Safra (entroncamento com a BR-101), Cachoeiro de Itapemirim, Jerônimo Monteiro, Alegre, Celina, Guaçuí, Dores do Rio Preto, Espera Feliz, Carangola (entroncamentos com as MG-111 e MG-265), Fervedouro (entroncamento com a BR-116), Araponga, Canaã, São Miguel do Anta, Viçosa, Porto Firme, Piranga, Catas Altas da Noruega, Itaverava e Conselheiro Lafaiete (entroncamentos com as BR-040 e BR-383).

Rodovias interligadas[editar | editar código-fonte]

A MG-111 e a BR-365 são importantes rodovias que estão interligadas à BR-482, sendo que em alguns trechos uma ou outra possui trechos em sobreposição com a BR-482.

Dificuldades da rodovia[editar | editar código-fonte]

Como outras rodovias do país, a BR-482 tem apresentado problemas em sua estrutura. Atualmente, o principal trecho danificado da rodovia é o que liga o município de Carangola ao município de Fervedouro, ambos em Minas Gerais. A União já está a cuidar da re-estruturação de tal trecho, estando instalada da cidade de Carangola a empresa ZAG, especializada na reconstrução de rodovias. O trecho entre Fervedouro (Entroncamento da BR-116) e Araponga não é pavimentado. São 42km de estrada de terra que corta o Parque Estadual da Serra do Brigadeiro, onde a estrada é calçada com blocos de concreto nos trechos mais críticos.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]