BR-285

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
BR-285
Tipo Rodovia Transversal
Extensão 674,5 km
Extremos
 • leste:
 • oeste:

BR-101 em Araranguá (SC)
Ponte da Integração em São Borja (RS)
Interseções BR-116.png BR-116 em Vacaria
BR-470 em Lagoa Vermelha
BR-153.svg BR-153 em Passo Fundo
BR-386.png BR-386 em Carazinho
BR-158-rs.png BR-158 em Panambi
BR-472.png BR-472 e BR-287 em São Borja.
Concessionária Rodosul, COVIPLAN
Lista de rodovias do Brasil
BR-285 em Lagoa Vermelha.
Ponte sobre o rio Caxambu na BR-285, município de Panambi.

A BR-285 é uma rodovia transversal brasileira que inicia em Araranguá, Santa Catarina, atravessa a serra e o planalto gaúchos, com extensão de aproximadamente 674,5 km, passando por cidades como Vacaria, Lagoa Vermelha, Gentil, Água Santa, Passo Fundo, Carazinho, Ijuí e São Luiz Gonzaga, e termina em São Borja, Rio Grande do Sul, na fronteira com a Argentina.

Durante o veraneio, a BR-285 recebe grande fluxo de veículos de passeio provindos da Argentina, em sentido do Litoral Gaúcho e Catarinense. O trajeto é feito entre São Borja (divisa com a Argentina) até Vacaria. De lá, o motorista pode seguir para as praias gaúchas, descendo para Caxias do Sul e tomando a Rota do Sol (BR-453) até Terra de Areia. Outro caminho é subir até Lages, no estado de Santa Catarina, e seguir então direto para Florianópolis. O trajeto entre Vacaria e Araranguá, além de ser realizado em trecho de serra e com baixa infra-estrutura viária, ainda tem um trecho não-asfaltado entre as cidades de São José dos Ausentes e Timbé do Sul, o que torna este trecho pouco trafegado.

Foi construída pelo 3º Batalhão Rodoviário e funcionários públicos federais, contratados na época, com início no município de Vacaria-RS, cujo marco do quilometro "zero" foi implantado naquele município, sendo posteriormente alterado, quando a mesma foi ampliada até o município de Araranguá-SC.

Em 2012 começaram as obras de pavimentação para o trecho que vai desde São José dos Ausentes até o limite estadual.[1] O seguinte trecho de 22,8 quilômetros, já dentro de Santa Catarina, tem atrasado o início das obras, o que gerou protestos de várias associações de empresários da região.[2]

Percurso[editar | editar código-fonte]

Serve, dentre outras, às seguintes cidades:

Santa Catarina[editar | editar código-fonte]

Rio Grande do Sul[editar | editar código-fonte]

Pedágios[editar | editar código-fonte]

Existiam dois trechos da BR-285 que foram concessionados a empresas privadas: 66 quilômetros entre Vacaria e Lagoa Vermelha e 120 quilômetros entre Passo Fundo e Panambi. Atualmente as concessões foram revogadas e não há mais cobrança de pedágio na rodovia.

Obras de pavimentação e projeto de duplicação[editar | editar código-fonte]

Em agosto de 2010 foram inauguradas as obras de pavimentação entre as cidades de Vacaria e São José dos Ausentes, o que teve um impacto econômico positivo na região e aumentou num 20% a ocupação das pousadas desta última cidade.[3] Em agosto de 2012 se retomam as obras entre São José dos Ausentes e o limite com o estado de Santa Catarina. Do lado catarinense, os 22,8 quilômetros restantes seguem sendo de terra e as obras se encontram atualmente paralisadas.[4] Devido a que é uma das rodovias mais transitadas da região, principalmente por caminhões que transladam suas mercadorias para Argentina e outros países do Mercosul, alguns municípios propõem a necessidade de construir uma freeway nos pontos mais críticos da BR-285 que melhorariam o fluxo veicular e diminuiria a quantidade de acidentes.[5][6]

Referências

  1. Aldoir Santos, Fátima (21 de agosto de 2012). «Obras da BR 285 em Ausentes serão retomadas nos próximos dias» (em portugués). Consultado em 26 de outubro de 2012 
  2. Carvalho, Karol (30 de julho de 2012). «Obras na BR-285 continuam apenas no papel» (em portugués). Consultado em 26 de outubro de 2012 
  3. Franzosi, Vanessa (19 de agosto de 2010). «Asfalto chega em São José dos Ausentes e já aumenta 20% a ocupação nas pousadas» (em portugués). Consultado em 27 de outubro de 2012 
  4. Carvalho, Karol (30 de julho de 2012). «Obras na BR-285 continuam apenas no papel» (em portugués). Consultado em 27 de outubro de 2012 
  5. Diário da Manhã (23 de dezembro de 2011). «Duplicação entre Passo Fundo e Carazinho é prioridade» (em portugués). Consultado em 27 de outubro de 2012 
  6. Diario da Manhã (17 de setembro de 2012). «Primeiros passos rumo a duplicação» (em portugués). Consultado em 27 de outubro de 2012 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]