BR-267

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
'
País
Identificador  BR-267 
Tipo Rodovia transversal
Inauguração 1937
Extensão 1 921,3 km (1 194,1 mi)
Extremos
 • leste:
 • oeste:

BR-116 em Leopoldina, MG
Fronteira entre o Brasil e o Paraguai, em Porto Murtinho, MS
Interseções BR-116
BR-040
BR-494
BR-354
BR-383
BR-460
BR-381
BR-146
BR-459
BR-369
BR-050
BR-364
BR-153
BR-158
BR-374
BR-163
BR-060
Rodovias Federais do Brasil
Rodovia Washington Luís (trecho da BR-267) na entrada da cidade de São Carlos, km 236 sentido sul.
Trecho da rodovia BR-267 no município de Aiuruoca, em Minas Gerais.

A BR-267 é uma rodovia transversal que corta os estados brasileiros de Minas Gerais, São Paulo e Mato Grosso do Sul.

Começa no município de Leopoldina, Minas Gerais, no entroncamento com a Rodovia BR-116 e prossegue até a fronteira do Brasil com o Paraguai em Porto Murtinho, Mato Grosso do Sul.[1]

A BR-267 possui extensão total de 1922 quilômetros, sendo 533 em Minas Gerais, 706 em São Paulo e 683 no Mato Grosso do Sul. Em Minas Gerais, no trecho entre Juiz de Fora e Poços de Caldas, é denominada Rodovia Vital Brazil.[2]

Descrição de trecho[editar | editar código-fonte]

A BR-267 atravessa importantes municípios como Juiz de Fora, Caxambu e Poços de Caldas em Minas Gerais, e entra na SP-215 na divisa com MG pouco antes de São Roque da Fartura, Vargem Grande do Sul, Casa Branca, Santa Cruz das Palmeiras, Porto Ferreira, Descalvado, São Carlos (até aqui na SP-215 e entra na SP-310) em São Carlos, Ibaté, Araraquara (até aqui na SP-310 e entra na SP-331), Ibitinga, Iacanga, Pirajuí (até aqui na SP-331 e entra na SP-300), Pirajuí, Lins, Penápolis (até aqui na SP-300 e entra na SP-425), Santópolis do Aguapeí, Osvaldo Cruz, Presidente Prudente (até aqui na SP-425 e entra na SP-270), Presidente Venceslau, Presidente Epitácio (divisa com Bataguassu-MS) em São Paulo.[3]

Em Guia Lopes da Laguna que dá acesso à região turística de Bonito, no Mato Grosso do Sul.

Na divisa dos estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul, a BR-267 cruza o Rio Paraná com a ponte Hélio Serejo.

Traçado da Rodovia[editar | editar código-fonte]

  • Nomes: BR-267 - Minas Gerais
  • Saídas:
    • km 1 - BR-116 (Leopoldina), BR-120
    • km 7 - BR-116, MG-126 (Bicas)
    • km 61 - MG-126 (Bicas), Antiga Estrada União e Indústria
    • km 93 - Antiga Estrada União e Indústria, MG-353
    • km 102 - MG-353, Antiga Estrada União e Indústria
    • km 111 - Antiga Estrada União e Indústria, BR-040
    • km 115 - BR-040
    • km 118 - BR-040, MG-135
    • km 138 - MG-135 Acesso Lima Duarte
    • km 213 - MG-457 (Bom Jardim de Minas), BR-494 (Arantina)

Trechos delegados[editar | editar código-fonte]

Dois segmentos da BR-267 foram delegados ao Departamento de Estradas de Rodagem do Estado de Minas Gerais: o trecho compreendido entre a BR-381, no município de Campanha, e a rodovia MG-179, em Machado, e o trecho que vai da BR-146, em Poços de Caldas, até a divisa com o estado de São Paulo.[4]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Rodovias Transversais» (PDF). Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes. Consultado em 11 de dezembro de 2016 
  2. «Homenagens». Instituto Vital Brazil. Consultado em 11 de dezembro de 2016 
  3. http://www1.dnit.gov.br/rodovias/condicoes/sp.htm
  4. «Condições das rodovias». Departamento Nacional de Infra-Estrutura de Transportes. Consultado em 19 de março de 2011 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]