BR-415

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde setembro de 2015). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
BR-415
Paisagem vista do acostamento da BR-415, no trecho compreendido como "Serra do Marçal", próximo à cidade de Vitória da Conquista/BA.

A BR-415 é uma rodovia federal do Brasil localizada no sudeste baiano. Liga Vitória da Conquista à Costa do Cacau (Ilhéus e Itabuna). Porém, no trecho compreendido entre Ilhéus e Itabuna o movimento é intenso devido a presença de muitas carretas bitrem que descarregam soja oriunda do Oeste Baiano no porto de Ilhéus, da existência da CEPLAC - Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira, dos bairros que ficam às margens da rodovia, como: Teotônio Vilela, Vila Nazaré, Banco da Vitória e Salobrinho este último que abriga a UESC - Universidade Estadual de Santa Cruz, além do alto índice de acidentes que ocorrem neste percurso de 33km.O motorista também deve ficar atento a região da Serra do Marçal, próximo a Vitória da Conquista, pois é um trecho muito sinuoso e íngreme com várias curvas perigosas.

Serra do Marçal estrada Vitória da Conquista - Itambé, que foi inaugurada em 1931, e oficialmente em 1940, no Governo estadual de Landulfo Alves de Almeida, que governou a Bahia de  1942, nomeado o interventor do estado da Bahia e durante o Governo Presidencial de Getúlio Vargas, na qual tem um busto memorial a ele. É uma ladeira construída num despenhadeiro em uma cadeia de montanhas elevadíssimas, de acordo com motoristas de ônibus de Várias companhias que percorrem o trajeto Vitória da Conquista, Potiraguá-Camacã: A ladeira tem por toda sua extensão desde o inicio, 7 km , de comprimento, ocasionando um perigo constante por todo o trajeto. Contudo é uma ladeira não apenas de altíssima elevação, mas também, de altíssima importância para todo o restante do Sudoeste, a ladeira é marco inesquecível para quem visita o Sudoeste nesta região próxima ao centro Sul. Não dá para imaginar estas partes da região sem a BA-263, e é claro, a Serra do Marçal.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]