Turvolândia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Turvolândia
"Turvonópolis, Turvo, Retiro"
Bandeira indisponível
Brasão indisponível
Bandeira indisponível Brasão indisponível
Hino
Fundação 31 de dezembro de 1962
Gentílico turvolandense[1]
Prefeito(a) Elivelto Carvalho (PDT)
(2017–2020)
Localização
Localização de Turvolândia
Localização de Turvolândia em Minas Gerais
Turvolândia está localizado em: Brasil
Turvolândia
Localização de Turvolândia no Brasil
21° 52' 33" S 45° 47' 13" O21° 52' 33" S 45° 47' 13" O
Unidade federativa  Minas Gerais
Mesorregião Sul/Sudoeste de Minas IBGE/2008[2]
Microrregião Santa Rita do Sapucaí IBGE/2008[2]
Municípios limítrofes Carvalhópolis, Poço Fundo, São João da Mata, Silvianópolis, São Gonçalo do Sapucaí, Cordislândia, Machado
Distância até a capital 365 km
Características geográficas
Área 221,284 km² [3]
População 4 658 hab. Censo IBGE/2010[4]
Densidade 21,05 hab./km²
Clima Não disponível
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,696 médio PNUD/2010[5]
PIB R$ 64 152,127 mil IBGE/2008[6]
PIB per capita R$ 12 954,79 IBGE/2008[6]
Página oficial

Turvolândia é um município brasileiro do estado de Minas Gerais. Sua população recenseada em 2010 é de 4.658 habitantes conforme dados do IBGE[4].

História[editar | editar código-fonte]

Por volta do ano de 1850 os senhores Manuel Venceslau Pimentel e Capitão Possidônio Gonçalves se assentaram na região junto de suas famílias e escravos. Por iniciativa destes se deu a construção da capela em evocação a Nossa Senhora da Piedade no ano de 1860[7][8]. Ao redor da igreja foi se formando o povoado do Retiro do Sapucaí, primeiramente subordinado a Pouso Alegre quando da elevação a distrito de paz em 1870. Pela lei provincial 2402 de 5 de novembro de 1877[9] o distrito foi elevado à categoria de freguesia pertencendo a São Gonçalo do Sapucaí, elevação reforçada pela lei estadual nº 2 de 14 de setembro de 1891, que cria o distrito que passa a pertencer a Pouso Alegre. Em divisão territorial no ano de 1950 Retiro do Sapucaí figura como distrito de São Gonçalo do Sapucaí até sua emancipação política em 30 de dezembro de 1962[10].

Economia[editar | editar código-fonte]

A economia local é baseada principalmente na agricultura. A cidade abriga a Cooperativa Agrícola Sul de Minas (CASM), também chamada Cotia, que tem sido a principal geradora de empregos. Fundada por imigrantes japoneses a CASM produz frutos como caqui, decopom, atemóia e ameixa. A economia também é movimentada pela presença de micro indústrias do segmento têxtil.

Turismo[editar | editar código-fonte]

O município apresenta diversos pontos turísticos como cachoeiras, o Rio Sapucaí onde se pratica pescaria. A praça central da cidade é um ponto movimentado com a presença e ao seu redor se distribuem vários bares. Comumente moradores e visitantes se reúnem no local como descontração.

Importante é também a comemoração do aniversário do município quando são apresentados shows em praça pública. Existe também a ponte pênsil Afonso Pena na divisa com o município de São Gonçalo do Sapucaí e a Festa do Rosário, um dos principais eventos da cidade. O evento tem seu início com o levantamento do mastro na primeira semana de agosto. Na ocasião são também apresentados shows na praça além da presença de ternos de congadas e barracas.

Referências

  1. «Denominações Urbanas». Assembleia Legislativa do Estado de Minas Gerais. Consultado em 17 de julho de 2010 
  2. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  3. IBGE (10 de outubro de 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  4. a b «Censo Populacional 2010». Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de novembro de 2010. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  5. «Ranking IDHM Municípios 2010». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2013. Consultado em 15 de junho de 2015 
  6. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  7. «Estruturas arquitetônicas e urbanísticas: Igreja de Nosa Senhora da Piedade». Portal do Patrimônio Cultural. Consultado em 18 de maio de 2012 
  8. «A origem de Turvolândia». Prefeitura Municipal de Turvolândia. Consultado em 18 de maio de 2012 
  9. Saturnino da Veiga, Bernardo (1884). Almanaque Sul-Mineiro (PDF). Campanha: Tipografia do Monitor Sul-Mineiro. p. 137. Consultado em 28 de maio de 2015 
  10. «Histórico» (PDF). IBGE. Consultado em 28 de maio de 2015 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Minas Gerais é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.