Jacques Cassard

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde abril de 2015). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Jacques Cassard
Nome nativo Jacques Cassard
Nascimento 30 de setembro de 1679
Nantes
Morte 21 de janeiro de 1740 (60 anos)
Ham
Cidadania França
Ocupação militar

Jacques Cassard (Nantes, 30 de setembro de 1679 - Castelo de Ham (Somme), 21 de janeiro de 1740) foi um corsário francês.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Destacou-se no corso contra navios ingleses no canal da Mancha.

No comando de uma frota de 12 navios, a 5 de maio de 1712 desembarcou as suas forças na Praia (baía da Praia Negra), na ilha de Santiago em Cabo Verde, liderando um grande ataque à Ribeira Grande, que conquistou, saqueou e incendiou. Os corsários ocuparam uma boa parte da ilha, tendo o bispo da Diocese de Santiago de Cabo Verde à época, D. Francisco de Santo Agostinho (T.O.R.) (1708-1719), retirado para o interior, onde reorganizou as forças de defesa, liderando a resistência e incentivando o contra-ataque. Na retirada, os corsários levaram tudo o que conseguiram transportar, incluindo os sinos da Sé, as suas relíquias, e o mobiliário em madeira de lei. O que não foi levado para bordo, foi incendiado, incluindo a riquíssima biblioteca do bispo. Estima-se que o montante total deste saque ascendeu a mais de 3 milhões de libras.

Como comandante teve grande sucesso nas suas ações, tendo acumulado, durante a sua carreira, grande fortuna.

Caiu em desgraça junto à Coroa francesa, tendo passado os seus últimos 24 (4?) anos na prisão, onde veio a falecer em 1740.