Johann Bernoulli

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Se procura por filho do biografado, veja Johann II Bernoulli.
Johann Bernoulli
Conhecido(a) por Braquistócrona
Nascimento 6 de agosto de 1667
Basileia
Morte 1 de janeiro de 1748 (80 anos)
Basileia
Nacionalidade Suíça
Alma mater Universidade de Basileia
Orientador(es) Jakob Bernoulli e Nikolaus Eglinger
Orientado(s) Henricus Hoorn, Daniel Bernoulli, Leonhard Euler, Johann Samuel König
Campo(s) Matemática
Tese 1694: Dissertatio de effervescentia et fermentatione; Dissertatio Inauguralis Physico-Anatomica de Motu Musculorum

Johann Bernoulli (Basileia, 27 de julhojul./ 6 de agosto de 1667greg. — Basileia, 1 de janeiro de 1748) foi um matemático suíço.[1]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Ilustração em De motu corporum gravium... (Acta eruditorum, 1713)

Estudou inicialmente medicina. Seu irmão Jakob Bernoulli ensinou-lhe matemática.[1][2]O facto de seu nome aparecer numerado deve-se à existência de um Johann II Bernoulli, nascido posteriormente na família.

Com o seu irmão Jakob, desenvolveu trabalhos que precediam em muito o cálculo de Gottfried Leibniz. Foi acusado de ter roubado ideias de seu irmão Jakob e de expulsar o seu filho Daniel Bernoulli de casa, por ter ganho um prêmio da Academia Francesa de Ciências, para o qual ele próprio estava competindo. Fez fundamentais pesquisas sobre cálculo variacional.

Seu primeiro emprego acadêmico foi em Groningen, em 1695, como professor de matemática. Após a morte de Jakob, em 1705, ocupou seu lugar em Basileia.[1] Muito fez para divulgar o cálculo na Europa. Seu campo de atuação incluía física, química, astronomia, além da matemática. Em ciência aplicada contribuiu extensamente com a óptica, escreveu sobre a teoria das marés e a teoria matemática da navegação. Permaneceu ativo até alguns dias antes de sua morte, com a idade de oitenta anos.

Contribuiu ainda em várias áreas da matemática aplicada, incluindo o movimento de uma partícula num campo gravitacional. Estabeleceu a equação da catenária em 1690. Propôs um engenho de movimento perpétuo.

Em 1697, propôs um problema que se estabeleceu nos fundamentos do cálculo variacional: qual é a curva que une dois pontos dados, de tal modo que uma partícula pesada se mova ao longo da curva, do ponto superior ao ponto inferior, no tempo mínimo? Após ser publicado, permaneceu cerca de um semestre sem resposta. Este problema foi recebido pela Royal Society que o enviou a Isaac Newton à tarde; Newton devolveu-o solucionado na manhã seguinte, e de acordo com John Conduitt, o problema foi resolvido no mesmo dia que foi recepcionado, antes de Newton dormir à noite. A solução foi então enviada a Bernoulli sem identificar autoria, que ao lê-la, instantaneamente reconheceu o responsável, exclamando em latim, tanquam ex ungue leonem (traduzido como "o leão é reconhecido por sua garra"), em referência ao método distinto de Newton.[3]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c «Johann Bernoulli | Swiss mathematician». Encyclopedia Britannica (em inglês) 
  2. «johann bernoulli». ecalculo.if.usp.br. Consultado em 22 de setembro de 2018 
  3. Newton, Isaac (1 de maio de 2005) [1733]. «Introdução». Observations upon the Prophecies of Daniel, and the Apocalypse of St. John (em inglês). Impresso em 1733 por J. Darby e T. Browne. Produzido em 1991 por Arthur Brouhard Robinson. Reimpressão (duplicação). ed. Cave Junction, E.U.A.: Oregon Institute of Science and Medicine (publicado em 1 de setembro de 1991). ISBN 0-942487-02-8. Consultado em 6 de junho de 2019 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) matemático(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.