José Roquette

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde junho de 2012). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Wikitext.svg
Esta página ou seção precisa ser wikificada (desde junho de 2012).
Por favor ajude a formatar esta página de acordo com as diretrizes estabelecidas.

José Alfredo Parreira Holtreman Roquette (Lisboa, 22 de Setembro de 1936) é um empresário português.[1][2]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Descendente da família Holtreman e neto paterno por bastardia de José Alvalade, neto materno do 1.º Visconde de Alvalade, também sobrinho-tetraneto do 1.º Conde da Póvoa e 1.º Barão de Teixeira primo do 1.º Visconde do Cartaxo, tetraneto dum Francês e duma Italiana, bem como duma Alemã e dum Inglês, é o mais velho de 11 irmãos e irmãs. É também o membro mais velho do ramo Holtreman-Roquette.

Depois de frequentar o Colégio Brotero, na Foz do Douro, prosseguiu os estudos na Faculdade de Economia da Universidade do Porto, onde se licenciou em Economia.

Casou com Maria Margarida de Macedo Pinto de Mendonça, da qual tem três filhos e três filhas.

Em 1959 iniciou a sua vida profissional na mesma cidade, no Banco Espírito Santo. Em 1960 é promovido e chega a Lisboa, tornando-se num dos homens de confiança de Manuel Ribeiro do Espírito Santo Silva, patrão da instituição. Em 1973 participa na constituição da Finagra, sociedade com que adquire a Herdade do Esporão (onde se situa o Castelo do Esporão), estatizada com o 25 de Abril de 1974. Preso duas vezes durante o PREC, saiu de Portugal e viajou ao serviço do Grupo Espírito Santo, numa altura em que exercia funções na administração das suas principais holdings. No final da década de 1980, deixa aquela instituição para assumir a presidência da sociedade Valores Ibéricos, através da qual assegurou o controlo do Banco Totta e Açores, em coligação com os espanhóis do Grupo Banesto, beneficiando do processo de privatizações levado a cabo pelo governo social-democrata de Aníbal Cavaco Silva.

Em 1996, a ligação ao futebol leva-o ao cargo de presidente da Direcção do Sporting Clube de Portugal[2], o clube fundado pelo seu avô, José Holtreman Roquette, conhecido como José Alvalade. No Sporting, começou também a implementar uma lógica empresarial, tendo sido o responsável pela criação da sociedade anónima desportiva (SAD), numa atitude pioneira no futebol português e com a qual o clube voltou a ser campeão ao fim de 18 anos e a obter também a dobradinha ao conquistar a Taça de Portugal, em 2000.

Actualmente, além dos negócios do vinho e do azeite da Herdade do Esporão, lidera o investimento no Parque Alqueva, com o projecto turístico Roncão d'El Rei[1], um antigo monte de caça do rei D. Carlos I de Portugal.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Pedro Santana Lopes
Presidente do Sporting
1996 - 2000
Sucedido por
António Dias da Cunha
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.