Juan José López

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
J.J. López
Informações pessoais
Nome completo Juan José López
Data de nasc. 31 de outubro de 1950 (68 anos)
Local de nasc. Ciudadela,  Argentina
Apelido J.J. López
El Negro
Informações profissionais
Equipa atual sem clube
Posição Treinador, ex-volante
Clubes de juventude
1969 Argentina River Plate
Clubes profissionais1
Anos Clubes Jogos (golos)
1970-1981
1982
1983
1984-1986
1986-1988
Argentina River Plate
Argentina Talleres
Argentina Boca Juniors
Argentina Argentinos Juniors
Argentina Belgrano
466 (84)
38 (8)
38 (6)
53 (5)
44 (1)
Seleção nacional3
1972-1974 Flag of Argentina.svg Argentina 1 (1)
Times/Equipas que treinou3
1995–1996
1997
1998
1999
2000
2001
20012002
20022003
2004
2005
20102011
Argentina Rosario Central
Argentina Racing
Argentina Instituto
Argentina Unión
Argentina Instituto
Argentina Talleres
Argentina Rosario Central
Argentina Unión
Argentina Talleres
Paraguai Libertad
Argentina River Plate

Juan José López (Ciudadela, Argentina, 31 de outubro de 1950), mais conhecido como J.J. López, é um ex-futebolista e atual treinador argentino.

Carreira[editar | editar código-fonte]

É um dos maiores ídolos do River Plate, onde jogou 466 partidas entre 1970 e 1981. Debutou sob o treinador Didi, mas despontou quando os millonarios passaram a ser treinados pela lenda Ángel Labruna. Formou grande meio-de-campo com Norberto Alonso e Reinaldo Merlo; Alonso era o que construía as jogadas do River, Merlo, as que destruía as adversárias, e J.J., o que corria.[1]

Quando começou, o River estava em um jejum de títulos já havia treze anos. Ainda demoraria cinco para que o tabu terminasse, e Jota Jota participou da quebra em dose dupla, com o River faturando os dois campeonatos argentinos de 1975. Ganharia outros cinco títulos domésticos, além de um vice-campeonato na Taça Libertadores da América de 1976. A despeito de ter passado pelo arquirrival Boca Juniors e de ter sido qualitativamente ainda mais vitorioso no Argentinos Juniors (dois títulos argentinos e, enfim, uma Libertadores, em 1985), seu nome sempre foi sinônimo da equipe de Núñez.[1]

Entre as amarguras esportivas, estão sua não-convocação para a Copa do Mundo de 1978 [2] e ter sido o treinador do River no momento em que sua antiga equipe acabou pela primeira vez rebaixada à segunda divisão, em 2011, no que foi o quarto descenso que sofreu na função.[3]

Títulos[editar | editar código-fonte]

Jogador[editar | editar código-fonte]

Internacionais[editar | editar código-fonte]

Argentina Argentinos Juniors

Nacionais[editar | editar código-fonte]

Argentina River Plate

Argentina Argentinos Juniors

Campanhas de destaque[editar | editar código-fonte]

Jogador[editar | editar código-fonte]

Internacionais[editar | editar código-fonte]

Argentina Argentinos Juniors

Referências

  1. a b PERUGINO, Elías (novembro de 2010). Juan José López. El Gráfico Especial n. 27 - "100 Ídolos de River". Revistas Deportivas, p. 37
  2. MELO, Tiago (25 de junho de 2011). «O dia em que a albiceleste conquistou o mundo». Futebol Portenho. Consultado em 3 de setembro de 2011 
  3. «Técnico do River Plate chega ao quarto rebaixamento». Futebol Portenho. 26 de junho de 2011. Consultado em 3 de setembro de 2011. Arquivado do original em 1 de setembro de 2011