Junkers F-13

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde março de 2013). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Junkers F-13
Picto infobox aircraft.png
Junkers F-13 no Deutschen Museum
Descrição
Tipo / Missão Trasporte
País de origem  Alemanha
Fabricante Junkers
Período de produção 1919-1932
Quantidade produzida 322 unidade(s)
Primeiro voo em 25 de junho de 1919 (97 anos)
Introduzido em 1920
Aposentado em 1930
Tripulação 2 - Piloto, Copiloto
Passageiros 4 passageiro(s)
Carga útil 689 kg (1 520 lb)
Especificações
Dimensões
Comprimento 9,59 m (31,5 ft)
Envergadura 14,8 m (48,6 ft)
Altura 3,50 m (11,5 ft)
Área das asas 34,50  (371 ft²)
Alongamento 6.3
Peso(s)
Peso vazio 951 kg (2 100 lb)
Peso máx. de decolagem 1 640 kg (3 620 lb)
Propulsão
Motor(es) 1 x Mercedes D.III
Performance
Velocidade máxima 173 km/h (93,3 kn)
Velocidade de cruzeiro 160 km/h (86,3 kn)
Alcance (MTOW) 1 400 km (870 mi)
Teto máximo 5 000 m (16 400 ft)
Razão de subida 2.4 m/s

O Junkers F-13 produzido pela empresa Alemã Junkers, também conhecido como F 13, foi o primeiro avião totalmente metálico. Seu primeiro vôo ocorreu em 25 de junho de 1919.

Histórico[editar | editar código-fonte]

O Junkers F-13 foi desenvolvido com a designação de J13. O primeiro modelo construído foi batizado como Annelise, em homenagem à filha de Hugo Junkers.

Foi utilizado em diversos países, como exemplo nos Estados Unidos, Argentina, Brasil, Bulgária Irã e Rússia. Nos Estados Unidos, era vendido como JL6 pela Junkers-Larsen Corporation.

Este modelo foi utilizado por uma companhia aérea formada exclusivamente por aviões Junkers, a "Junkers Luftverkehr" até que esta fosse fundida com a Lufthansa. Foram construídos aproximadamente 330 aeronaves com inúmeras variações, desde pequenos detalhes na fuselagem até uma variação como hidroavião. Em Portugal, um F-13 operado pelos Serviços Aéreos Portugueses, foi o terceiro avião civil registado, recebendo a matrícula "C-PAAC".

Alverca, Portugal - 13 de Maio de 1929

Foi fabricado até a década de 1940.

Ícone de esboço Este artigo sobre aviação, integrado ao Projeto Aviação, é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.