Laurus azorica

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa


Como ler uma infocaixa de taxonomiaLaurus azorica
Flores de Laurus azorica.

Flores de Laurus azorica.
Estado de conservação
Espécie quase ameaçada
Quase ameaçada (IUCN 2.3)
Classificação científica
Reino: Plantae
Divisão: Magnoliophyta
Clado: Angiosperm
Clado: Magnoliidae
Classe: Magnoliopsida
Ordem: Laurales
Família: Lauraceae
Género: Laurus
Espécie: L. azorica
Nome binomial
Laurus azorica
(Seub.) Franco
Sinónimos

Laurus azorica (Seub.) Franco é uma espécie do plantas com flor pertencente à família Lauraceae endémica do arquipélago dos Açores, onde ocorre em todas as ilhas. Até recentemente, todas as populações de loureiros macaronésicas eram incluídas nesta espécie. Actualmente é reconhecida como endémica dos Açores, pertencendo as populações da Madeira e Canárias a uma outra espécie, Laurus novocanariensis, também endémica da Macaronésia. Localmente é vulgarmente conhecida pelo nome de louro.[1]

Descrição[editar | editar código-fonte]

Laurus azorica é uma espécie de árvores dioicas (mesofanerófito), muito ramificadas, que alcançam os 10-18 m de altura em condições favoráveis, mas que na maior parte dos casos assume carácter arbustivo. O tronco e ramos com ritidoma de verdoso a cinzento claro, com a copa com folhagem densa.

As folhas são pecioladas com filotaxia alterna, lanceoladas, coreáceas, de coloração verde intenso e brilhante, mais claras na face superior que no verso, onde por vezes assumem um tom ligeiramente acinzentado.

O fruto é uma baga ovóide a globosa, com uma única semente, verde-escuro a negra ao maturar.

Distribuição[editar | editar código-fonte]

L. azorica é uma espécie característica dos bosques de laurissilva dos Açores onde, na presente circunscrição taxonómica é considerada um endemismo. Está considerada em perigo de extinção devido a uma acentuada perda de habitat.

Taxonomia[editar | editar código-fonte]

A espécie foi descrita como Persea azorica Seub.. o basónimo da espécie.[2] Existe alguma incerteza sobre a sinonímia da espécie e a sua circunscrição face à redefinição de Laurus nobilis e de Laurus novocanariensis.

Notas

  1. Árboles: guía de campo; Johnson, Owen y More, David; traductor: Pijoan Rotger, Manuel, ed. Omega, 2006. (ISBN 978-84-282-1400-1).
  2. «Laurus azorica». Tropicos.org. Missouri Botanical Garden. Consultado em 10 de agosto de 2010 

Referências[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Laurus azorica
Wikispecies
O Wikispecies tem informações sobre: Laurus azorica