Lawrence La Fountain-Stokes

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Lawrence La Fountain-Stokes
Lawrence La Fountain-Stokes em 2009
Nascimento 10 de abril de 1968
San Juan, Porto Rico
Nacionalidade Flag of Puerto Rico.svg porto-riquenho
Ocupação contista
poeta
dramaturgo
cronista
crítico literário
Principais trabalhos Uñas pintadas de azul/Blue Fingernails
Queer Ricans
Página oficial
http://larrylafountain.com

Lawrence La Fountain-Stokes (San Juan, Porto Rico, 10 de abril de 1968) é um escritor, pesquisador e performista gay porto-riquenho, também conhecido como Larry La Fountain. É ganhador de vários prêmios literários e por seu trabalho com estudantes universitários hispânicos e LGBT (lésbicas, gays, bissexuais, travestis, transexuais e transgêneros) nos Estados Unidos.[1] Atualmente mora em Ann Arbor, Michigan.

Vida[editar | editar código-fonte]

La Fountain-Stokes nasceu e cresceu em San Juan, Porto Rico, especificamente em Miramar, um bairro tradicional localizado no distrito central de Santurce. Foi adotado ao nascer por Donald e Ramona La Fountain, e é o irmão da locutora de ESPN Michele La Fountain. Escreveu sobre suas experiências de infância num ensaio chamado "Los nenes con los nenes e las nenas con las nenas" onde descreve seu lar como bilíngüe e bicultural.[2] No seu ensaio "Queer Diasporas, Boricua Lives: A Meditation on Sexile" também discute algumas de estas experiências de juventude.[3]

La Fountain-Stokes recebeu sua educação primária e secundária na Academia do Perpetuo Socorro, um colégio bilíngüe porto-riquenho administrado nesse então pelas freiras da ordem das Irmãs Docentes de Notre Dame (School Sisters of Notre Dame). Se recebeu de colégio em 1986. Depois passou a estudar no Harvard College em Cambridge, Massachusetts, onde recebeu um bacharelado em artes em Estudos Hispânicos em 1991. Como parte da sua formação de graduação, La Fountain-Stokes estudou por um ano e meio na Universidade de São Paulo em Brasil (1988-89). Passou depois a obter um mestrado e doutorado em Línguas Hispânicas da Universidade Columbia em Nova York.

La Fountain-Stokes começou sua carreira como professor universitário na Universidade Estadual do Ohio (1998-1999) e depois ensinou na Universidade Rutgers, que é a Universidade Estadual de Nova Jersey, por quatro anos (1999-2003).[4][5][6] Desde 2003, ensina estudos dos latinos nos EUA, estudos americanos, e estudos hispânicos na Universidade de Michigan, incluindo matérias sobre cultura homossexual caribenha, estudos queer, e literatura, teatro, performance e cine latino-americanos, caribenhos e latinos.[7][8][9] Recebeu uma promoção a professor associado com permanência em 2009.[10] Suas entrevistas em espanhol com artistas, jornalistas e acadêmicos tais como o músico e romancista uruguaio Dani Umpi e o jornalista Sam Quiñones do Los Angeles Times aparecem no canal da "University of Michigan in Spanish" em YouTube e em iTunes U.[11]

Obra acadêmica[editar | editar código-fonte]

A pesquisa acadêmica de La Fountain-Stokes enfoca principalmente na cultura queer porto-riquenha.[12][13] No seu livro Queer Ricans: Cultures and Sexualities in the Diaspora (University of Minnesota Press, 2009), discute a migração LGBT porto-riquenha desde uma perspectiva dos estudos culturais, com capítulos sobre Luis Rafael Sánchez, Manuel Ramos Otero, Luz María Umpierre, Frances Negrón-Muntaner, Rose Troche, Erika Lopez, Arthur Aviles e Elizabeth Marrero.[14]Queer Ricans está baseado na tese doutoral de La Fountain-Stokes, a qual escreveu sob a supervisão da professora feminista inglesa Jean Franco.[15] O autor recebeu auspicio para este projeto em 1997 do Programa Internacional de Migração do Social Science Research Council.[16]

Trabalha agora num próximo livro titulado Translocas and Transmachas: Trans Diasporic Puerto Rican Drag no qual pesquisa temas sobre o teatro porto-riquenho e diaspórico, performance, e ativismo desde os anos 1960, e sobre os vínculos entre o travestismo, modificações de sexo e gênero sexual, e deslocamentos geográficos numa zona marcada pela alta incidência de migrações.[12][17][18] Neste projeto, La Fountain-Stokes analisa as obras de um número de performistas e ativistas contemporâneos, incluindo Sylvia Rivera, Holly Woodlawn, Mario Montez, Antonio Pantojas, Freddie Mercado, Jorge Merced, Eduardo Alegría, Javier Cardona, Lady Catiria, Elizabeth Marrero, e Erika Lopez. Tem outro projeto de livro menos desenvolvido sobre o uso de palavras de animais como pato para se referir à homossexualidade em Porto Rico e no Caribe.[19][20]

La Fountain-Stokes já publicou artigos acadêmicos em revistas como CENTRO Journal, Revista Iberoamericana, e GLQ: A Journal of Lesbian and Gay Studies, incluindo seu ensaio sobre sua viagem a Cuba, "De un pájaro las dos alas," que apareceu em GLQ em 2002 e também em Our Caribbean: A Gathering of Lesbian and Gay Writing from the Antilles, editado pelo autor jamaicano gay Thomas Glave.[21][22] La Fountain-Stokes descreve a primeira parte de este artigo como uma "narrativa ou auto-etnografia ficcionalizada experimental baseada nas minhas experiências de viagem como crítico teatral porto-riquenho gay e ex-estudante de pós-graduação".[23]

La Fountain-Stokes freqüentemente publica artigos curtos em espanhol no suplemento cultural En Rojo do semanário porto-riquenho Claridad.[12] Entre esses se encontram resenhas teatrais e literárias e ensaios sobre cultural popular, por exemplo a que escreveu sobre o ex-policial, agora ator e modelo Peter Hance.[24] La Fountain-Stokes freqüentemente oferece palestras em encontros profissionais e em faculdades universitárias, e já falou de seu trabalho em diversos países, incluindo Brasil, Colômbia, Cuba, México, Venezuela e Espanha.[12][25][26] Também participa ativamente num grande número de organizações profissionais, particularmente na Modern Language Association (Associação de Línguas Modernas), na Latin American Studies Association (Associação de Estudos Latino-Americanos), na Puerto Rican Studies Association (Associação de Estudos Porto-Riquenhos), na Caribbean Studies Association (Associação de Estudos Caribenhos), e no Centro de Estudos Lésbicos e Gays (CLAGS) da Universidade da Cidade de Nova Iorque.[1][12]

Obra criativa[editar | editar código-fonte]

La Fountain-Stokes é conhecido principalmente como autor de contos, mas também publica poesia e já recebeu prêmios por suas peças de teatro. Também fez intervenções performativas, especificamente seu unipessoal Abolición del pato (2004), feito como parte do Primeiro Festival Experimental de Casa Cruz de la Luna em San Germán, Porto Rico, e depois no festival "Out Like That" do Bronx Academy of Arts and Dance.[27] O Village Voice descreveu Abolición del pato da seguinte maneira: "This is not Avenue Q" (Isto não é a avenida Q) em referência ao uso de bonecas indígenas como marionetes para falar sobre o tema da homossexualidade porto-riquenha.[28]

Os contos de La Fountain-Stokes apareceram em várias antologias como Bésame Mucho: New Gay Latino Fiction (1999) e Los otros cuerpos: Antología de temática gay, lésbica y queer desde Puerto Rico y su diáspora (2007).[29][30] Também publicou em revistas e páginas da Internet como Blithe House Quarterly e Harrington Gay Men’s Fiction Quarterly.[31][32] Seu primeiro livro de contos se chama Uñas pintadas de azul/Blue Fingernails (Bilingual Press/Editorial Bilingüe, 2009) e inclui 14 contos escritos nos anos 1990 e princípios dos 2000, alguns enquanto o autor era estudante da oficina de criação literária da importante escritora chilena Diamela Eltit.[33]

A maior parte dos contos de La Fountain-Stokes se enfocam nas vidas e peripécias de personagens gay porto-riquenhos, e às vezes incorporam elementos de ficção científica e de literatura fantástica ou fantasia. Enrique Morales-Díaz escreveu sobre um de estes contos, "Mi nombre, masa multitudinaria" (Meu nome, massa multitudinária) descrevendo a La Fountain-Stokes como um autor "diasporican" (da diáspora porto-riquenha).[34]

As peças teatrais de La Fountain-Stokes incluem ¡Escándalo! (2003) e Uñas pintadas de azul (2006, uma extensão do conto publicado no seu livro de contos). Ambas peças foram lidas como parte do Projeto "Asunción" auspiciado pelo Teatro Pregones do Bronx, mas não foram encenadas.[35]

Prêmios[editar | editar código-fonte]

  • Harold R. Johnson Diversity Service Award, Escritório do Provost e do Vice-presidente Executivo para Assuntos Acadêmicos, Universidade de Michigan, Ann Arbor, 2009.[36]
  • La Celebración Latina “Circle Award,” Universidade de Michigan, Ann Arbor. (Em reconhecimento pelo serviço distinguido à comunidade universitária), 2008.[37]
  • ALMA (Assisting Latinos to Maximize Achievement) Appreciation Award, Universidade de Michigan, Ann Arbor, 2006.
  • Lavender Graduation Award, Escritório de Assuntos Lésbicos, Gay, Bissexuais, e Transgéneros, Universidade de Michigan, Ann Arbor, 2006.
  • Michigan Campus Compact Faculty/Staff Community Service-Learning Award, 2006.[38]
  • Woodrow Wilson National Fellowship Foundation Career Enhancement Fellowship for Junior Faculty, 2006.
  • Segundo prêmio, Asunción Playwrights Project Play Competition do Teatro Pregones, pela peça Uñas pintadas de azul, 2006.
  • Membro e ganhador da bolsa de estudo do Global Ethnic Literatures Seminar, Universidade de Michigan, Ann Arbor, 2004.
  • Terceiro lugar, Asunción Playwrights Project Play Competition do Teatro Pregones, pela peça ¡Escándalo!, 2003.
  • Membro e ganhador da bolsa de estudo do Center for the Critical Analysis of Contemporary Culture (CCACC), Rutgers University, New Brunswick, NJ, 2001–2002.
  • Social Science Research Council International Migration Program, Minority Summer Dissertation Workshop Fellowship, Verano 1997.[16]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. a b "La Fountain-Stokes, Lawrence." Who's Who in America 59a edição, 2005. New Providence, NJ: Marquis Who's Who, 2004. ISBN 0837969824
  2. La Fountain-Stokes, Lawrence. "Los nenes con los nenes e las nenas con las nenas." Matthew Rottnek, ed. Sissies and Tomboys: Gender Nonconformity and Homosexual Childhood. Nova York: New York University Press, 1999. 236-44. ISBN 0814774830
  3. La Fountain-Stokes, Lawrence. "Queer Diasporas, Boricua Lives: A Meditation on Sexile." Review: Literature and Arts of the Americas 77 41.2 (Fall 2008): 294-301, consultado 21 de novembro de 2008. (Requer subscrição para acesso.)
  4. Abney, N'Kechia. "Assistant Prof Says Adios to OSU." Arquivado em 16 de junho de 2007 no Archive.is The Lantern: The Student Voice of Ohio State University (7 de maio de 1999), consultado 21 de novembro de 2008.
  5. Abney, N'Kechia. "Ethnic Studies Programs Denied."[ligação inativa] The Lantern: The Student Voice of Ohio State University (26 de abril de 1999), consultado 21 de novembro de 2008.
  6. Frías, Mónica. "Latino Studies: A Heated Discussion at Ohio State." ¿Qué Pasa, OSU? (Primavera 1999), consultado 6 de janeiro de 2009.
  7. American Culture (University of Michigan)[ligação inativa], consultado 21 de novembro de 2008.
  8. University of Michigan Romance Languages and Literatures Arquivado em 29 de junho de 2009, no Wayback Machine., consultado 21 de novembro de 2008.
  9. Mortimer, Jeff. "The Road to the Familiar." LSAmagazine (College of Literature, Science, and the Arts, University of Michigan, Ann Arbor) Primavera 2006: 26-31.
  10. Guarnieri, Anthony e Amanda Schweitzer. "Regents Roundup." The University Record Online (18 de maio de 2009), consultado 23 de maio de 2009.
  11. UMinSpanish YouTube Channel, consultado 22 de novembro de 2008.
  12. a b c d e La Fountain-Stokes CV Arquivado em 6 de junho de 2011, no Wayback Machine., consultado 21 de novembro de 2008.
  13. La Fountain-Stokes, Lawrence. "Cultures of the Puerto Rican Queer Diaspora." Brad Epps, Keja Valens, and Bill Johnson González, eds. Passing Lines: Sexuality and Immigration. Cambridge, MA: David Rockefeller Center for Latin American Studies e Harvard University Press, 2005. 275-309. ISBN 0674018850
  14. La Fountain-Stokes, Lawrence. Queer Ricans: Cultures and Sexualities in the Diaspora. Minneapolis: University of Minnesota Press, 2009. ISBN 0816640920
  15. La Fountain-Stokes, Lawrence. "Culture, Representation, and the Puerto Rican Queer Diaspora." Dissertação doutoral, Universidade Columbia, 1999. Incluída em ProQuest Dissertations & Theses, consultado 20 de novembro de 2008. OCLC 42028159
  16. a b SSRC Minority Summer Dissertation Workshop Participants Arquivado em 20 de novembro de 2008, no Wayback Machine., consultado 21 de novembro de 2008.
  17. La Fountain-Stokes, Lawrence. "Entre boleros, travestismos y migraciones translocales: Manuel Ramos Otero, Jorge Merced y El bolero fue mi ruina del Teatro Pregones del Bronx." Revista Iberoamericana 71.212 (julho-setembro 2005): 887-907.
  18. La Fountain-Stokes, Lawrence. "Trans/Bolero/Drag/Migration: Music, Cultural Translation, and Diasporic Puerto Rican Theatricalities." WSQ: Women's Studies Quarterly (Número especial sobre “Trans-”) 36.3-4 (Outono/Inverno 2008): 190-209.
  19. La Fountain-Stokes, Lawrence. "Queer Ducks, Puerto Rican Patos, and Jewish American Feygelekh: Birds and the Cultural Representation of Homosexuality." Arquivado em 6 de abril de 2012, no Wayback Machine. CENTRO: Journal of the Center for Puerto Rican Studies 19.1 (Primavera 2007): 192-229, consultado 21 de novembro de 2008.
  20. La Fountain-Stokes, Lawrence. "Naturezas Extravagantes: Sobre Patos Porto-Riquenhos, Veados Brasileiros, e Outros Bichos Raros." Imagem e identidade: Estudos da homocultura. Denilson Lopes, Berenice Bento, Sérgio Aboud, and Wilton Garcia, eds. São Paulo: Nojosa Edições, 2004. 309-18.
  21. La Fountain-Stokes, Lawrence. "De un pájaro las dos alas: Travel Notes of a Queer Puerto Rican in Havana.” Arquivado em 3 de março de 2016, no Wayback Machine. GLQ: A Journal of Lesbian and Gay Studies 8.1-2 (2002): 7-33, consultado 21 de novembro de 2008. (Requer subscrição a Project MUSE para acesso.)
  22. La Fountain-Stokes, Lawrence. "De un pájaro las dos alas: Travel Notes of a Queer Puerto Rican in Havana.” Em Thomas Glave, ed., Our Caribbean: A Gathering of Lesbian and Gay Writing from the Antilles Arquivado em 18 de dezembro de 2008, no Wayback Machine.. Durham: Duke University Press, 2008. 202-32. ISBN 9780822342267
  23. La Fountain-Stokes, "De un pájaro," Our Caribbean página 211.
  24. La Fountain-Stokes, Lawrence. "Peter Hance: El cuerpo del delito." Claridad (San Juan, PR) 31 de janeiro-6 de fevereiro de 1997: 28-29.
  25. Wisotzki, Rubén. "La Fountain-Stokes: 'No me dejo engañar por la euforía de Ricky Martin.'" [Entrevista] El Nacional (Caracas, Venezuela) 18 de novembro de 1999.
  26. Mix Brasil, "Detailed Program for 2nd Congress of the Brazilian Association of Homocultural Studies," Arquivado em 5 de agosto de 2004, no Wayback Machine. (June 6, 2004), consultado 21 de novembro de 2008.
  27. Fiet, Lowell. "Una lluvia de performance y teatro experimental." Claridad 15-21 de janeiro de 2004: 26.
  28. Adkison, Danial. "Listings for Tuesday, June 15th 2004: Out Like That Festival.", consultado 21 de novembro de 2008.
  29. La Fountain-Stokes, Larry. "My Name, Multitudinous Mass." Em Jaime Manrique e Jesse Doris, eds. Bésame Mucho: New Gay Latino Fiction. Nova York: Painted Leaf Press, 1999. 60-67. ISBN 1891305069
  30. La Fountain-Stokes, Lawrence. "Cuento de un padre y un hijo." Em David Caleb Acevedo, Moisés Agosto e Luis Negrón, eds. Los otros cuerpos: Antología de temática gay, lésbica y queer desde Puerto Rico y su diáspora. San Juan: Editorial Tiempo Nuevo, 2007. 135-42. ISBN 0977361284
  31. La Fountain-Stokes, Lawrence. "Blue Fingernails." Blithe House Quarterly 7.1 (Winter 2003), consultado 21 de novembro de 2008.
  32. La Fountain-Stokes, Lawrence. "Intergaláctica de Amor." Harrington Gay Men’s Fiction Quarterly 6.4 (2005): 13-24, consultado 21 de novembro de 2008
  33. Bilingual Review Press - Blue Fingernails, consultado 21 de novembro de 2008.
  34. Morales-Díaz, Enrique. "Identity of the 'Diasporican' Homosexual in the Literary Periphery." Em José L. Torres-Padilla e Carmen Haydée Rivera, eds. Writing Off the Hyphen: New Perspectives on the Literature of the Puerto Rican Diaspora. Seattle: University of Washington Press, 2008. 295-312. ISBN 9780295988245
  35. La Fountain-Stokes, Lawrence. "Pregones Theater’s 2003 Asunción Playwrights Project." Latin American Theatre Review 37.2 (Primavera 2004): 141-46.
  36. Erin Biehl, "Six Faculty Members Lauded for Commitment to Diversity", The University Record Online (4 de mayo de 2009), consultado 21 de maio de 2009.
  37. University of Michigan News Service, "Latina/o Culture Professor Lawrence La Fountain-Stokes Receives Circle Award", (25 de abril de 2008), consultado 21 de novembro de 2008.
  38. University of Michigan, "A2 Faculty Member Nets Service-Learning Award", The University Record Online (20 de fevereiro de 2006), consultado 21 de novembro de 2008.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]