Lenita Gentil

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Lenita Gentil
Informação geral
Nome completo Maria Helena Gentil do Carmo
Nascimento 6 de agosto de 1948 (69 anos)
Origem Marinha Grande, Marinha Grande
País  Portugal
Gênero(s) Fado

Maria Helena Gentil do Carmo mais conhecida por Lenita Gentil[1] (Marinha Grande, Marinha Grande, 6 de agosto de 1948) é uma fadista portuguesa.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Lenita começou a cantar em público com 5 anos. Com 16 anos estreou-se aos microfones dos Emissores do Norte Reunidos, do Porto, pela mão do maestro Resende Dias. Do seu currículo, fazem parte diversas passagens por festivais de música nacionais e internacionais. No conhecido Festival da Canção da Figueira da Foz participou na edição de 1967, cuja vencedora foi Tonicha com o tema "A tua canção avozinha". Em 1968 ganhou o Óscar da Imprensa e fica em 2º lugar no Festival da Canção da Costa Verde (Espinho), com "Quando o Sol Descobre".

Venceu o Festival de Aranda del Duero em 1967 e 1968. Em 1970 concorreu a um Festival do México. Participou no Festival RTP da Canção em 1971 com "Anda ver O Sol" e num Festival da Roménia.

Participou no filme Os Toiros de Mary Foster, de 1972, onde aparece como cantora. Em 1973 participou no Festival de Dois Mundos e nas Olimpiadas da Canção, realizadas na Grécia, onde recebeu o Prémio da Crítica. Em 1975 participou no Festival Sopot da Polónia.

O seu grande sucesso da década de 1980 foi "Eles Foram tão Longe", tema da autoria de Carlos Paião. Em 1989 concorreu ao Festival RTP da Canção com "Canção de Roda e Fantasia".

Em Julho de 2004, a Movieplay editou um duplo CD com alguns dos seus êxitos. Em Outubro de 2005 a editora Ovação lançou o álbum Outro lado do fado com temas inéditos adaptados a músicas do fado tradicional, e temas criados por Amália Rodrigues ("Maldição" e "Fria Claridade").

Gravou alguns discos em colaboração com o fadista Natalino de Jesus.

Actualmente, Lenita Gentil pode ser ouvida quase diariamente na casa de fados, O FAIA, na rua da barroca ao Bairro Alto em Lisboa.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Certidão de lista de associadas da Audiogest» (pdf). IGAC/Ministério da Cultura. 25 de julho de 2007. Consultado em 16 de Janeiro de 2014. Cópia arquivada (PDF) em 24 de Dezembro de 2013 
Ícone de esboço Este artigo sobre uma cantora é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.