Lista de discos lançados para o 64DD

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
O 64DD conecta-se a partir da porta de extensão do Nintendo 64
O Randnet Disk foi um utilitário dial-up, que vinha junto com a inscrição do serviço Randnet
O mouse do 64DD é utilizado na série Mario Artist

A seguir apresenta-se a lista de discos lançados para o 64DD. O Nintendo 64DD é um periférico para o console Nintendo 64, lançado apenas no Japão em 1995, que permitia o uso de discos magnéticos proprietários de sessenta e quatro megabytes para aumentar a capacidade de armazenamento de dados. O 64DD é notável em parte por seu período de vários anos de muitos adiamentos da data de lançamento, sendo essa a principal causa do periférico ser considerado uma falha comercial, tendo apenas em torno de quinze mil vendas no total.[1] Apenas dez discos (divididos em oito jogos e dois utilitários de internet) foram lançados até a descontinuação do produto.

No dia 11 de dezembro de 1999, foram lançados Mario Artist: Paint Studio e Doshin the Giant. O Paint Studio foi o primeiro disco da série Mario Artist e foi desenvolvido pela Software Creations. É uma continuação de Mario Paint, para SNES, essencialmente retendo a mesma jogabilidade de jogo de pintar. Na compra do disco, vinha também um mouse do 64DD, obrigatório para o funcionamento do jogo. Doshin the Giant é um "simulador de deus", desenvolvido pela Param.

Em 23 de fevereiro de 2000, três discos foram lançados: Randnet Disk, Mario Artist: Talent Studio e SimCity 64. O Randnet Disk foi um utilitário dial-up que vinha junto com a inscrição no serviço Randnet, da própria Nintendo. Conjuntamente, permitiam ao console a conexão com a internet. Talent Studio foi o segundo título da série Mario Artist, e permitia aos usuários a criação de personalidades. SimCity 64 é um simulador de criação de cidades desenvolvido pela HAL Laboratory, e é considerado a continuação de SimCity 2000. No dia 21 de abril, foi lançada a expansão para o jogo F-Zero X, intitulada "F-Zero X Expansion Kit", que permitia a criação de novos percursos e carros.

Em 2 de maio, o simulador de golfe customizável Japan Pro Golf Tour 64, desenvolvido pela Media Corporation, foi lançado. No dia 17 do mesmo mês, ocorreu o lançamento da continuação de Doshin the Giant, intitulada "Doshin the Giant: Tinkling Toddler Liberation Front! Assemble!", também desenvolvido pela Param. Os dois últimos lançamentos no geral foram da série Mario Artist, com Communication Kit sendo lançado no dia 29 de junho e Polygon Studio em 29 de agosto. Communication Kit foi um utilitário para os títulos da série Mario Artist, que permitia a troca de dados e o envio de criações dos jogos da série para a internet. Polygon Studio é um criador de polígonos tridimensionais, sendo uma espécie de Paint Studio 3D.

Discos[editar | editar código-fonte]

Nota: Todos os discos foram publicados pela Nintendo, exceto Japan Pro Golf Tour 64, que foi publicado pela Seta Corporation.
Título Desenvolvedor Lançamento[2] Ref.
Mario Artist: Paint Studio
(マリオアーティスト ペイントスタジオ?)
Software Creations 11 de dezembro de 1999 [3]
Doshin the Giant
(巨人のドシン1?)
Param[4] [5]
Randnet Disk
(ランドネットディスク?)
Nintendo 23 de fevereiro de 2000 [6]
Mario Artist: Talent Studio
(マリオアーティスト タレントスタジオ?)
[7]
SimCity 64
(シムシティー64?)
HAL Laboratory [8]
F-Zero X Expansion Kit
(エフゼロ エックス エクスパンション キット?)
Nintendo EAD 21 de abril de 2000 [9]
Japan Pro Golf Tour 64
(日本プロゴルフツアー64?)
Media Corporation 2 de maio de 2000 [10]
Doshin the Giant:
Tinkling Toddler Liberation Front! Assemble!

(巨人のドシン解放戦線 チビッコチッコ大集合
?)
Param[4] 17 de maio de 2000 [11]
Mario Artist: Communication Kit
(マリオアーティスト コミュニケーションキット?)
Nintendo 29 de junho de 2000 [12]
Mario Artist: Polygon Studio
(マリオアーティスト ポリゴンスタジオ?)
29 de agosto de 2000 [13]

Recepção[editar | editar código-fonte]

Peer Schneider, da IGN, avaliou todos os jogos lançados, exceto Polygon Studio e os utilitários de internet. Em geral, tiveram avaliações mistas.

Para Paint Studio, ele deu nota 7/10, dizendo que o jogo "é uma ferramenta criativa bem montada, mas que é limitada pela plataforma em que está". Ele deu nota 8,5/10 ao jogo Doshin the Giant, dizendo que "é um jogo mal executado, mas com ótimas ideias". Em relação ao Talent Studio, ele deu nota 8,2/10, dizendo que o jogo "é um dos títulos mais interessantes para o N64, mas definitivamente precisa de um público para ser apreciado".

SimCity 64 recebeu nota 6/10. Schneider disse que o jogo "acabou sendo uma semi-continuação lenta, ligeiramente acima da média, marcada por ter um dos piores motores gráficos 3D da história do N64". À expansão de F-Zero X, ele deu nota 8,4/10, dizendo que ela "adiciona um novo mundo de possibilidades", mas adicionou que lançar-a para o 64DD "impede que grande parte de seu público acesse essa grande ferramenta de criatividade".

Schneider deu nota 7,8/10 a Japan Pro Golf Tour 64, dizendo que o jogo "é um simulador de golfe bem equilibrado para jogadores que não curtem o estilo arcade de Mario Golf". O último jogo avaliado pela IGN foi a continuação de Doshin the Giant, e foi o jogo que recebeu a pior nota: 2,5/10. Schneider questionou: "64 MB de espaço e essa coleção de imagens borradas de baixa resolução é tudo o que temos? [O jogo] é, sem dúvida, o título mais desagradável e feio do console até agora".

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Kohler, Chris (18 de dezembro de 2018). «The 64DD Was One Of Nintendo's Oddest Experiments». Kotaku (em inglês). Consultado em 4 de maio de 2020 
  2. «64DDソフト概要». 64DD Laboratory (em japonês). Consultado em 3 de maio de 2020 
  3. Schneider, Peer (23 de agosto de 2000). «Mario Artist: Paint Studio (Import)». IGN (em inglês). Consultado em 4 de maio de 2020 
  4. a b Kohler, Chris (2005). Power-Up : how Japanese video games gave the world an extra life (em inglês). Indianapolis, IN: BradyGames. p. 168. 321 páginas. OCLC 58831567 
  5. Schneider, Peer (18 de julho de 2000). «Kyojin no Doshin 1 (Import)». IGN (em inglês). Consultado em 4 de maio de 2020 
  6. «Nintendo Starts Online Service to Support the 64DD». IGN (em inglês). 12 de junho de 1999. Consultado em 4 de maio de 2020 
  7. Schneider, Peer (30 de junho de 2000). «Mario Artist: Talent Studio (Import)». IGN (em inglês). Consultado em 4 de maio de 2020 
  8. Schneider, Peer (29 de julho de 2000). «SimCity 64 (Import)». IGN (em inglês). Consultado em 4 de maio de 2020 
  9. Schneider, Peer (18 de julho de 2000). «F-Zero X Expansion Kit (Import)». IGN (em inglês). Consultado em 4 de maio de 2020 
  10. Schneider, Peer (2 de setembro de 2000). «Japan Pro Golf Tour 64 (Import)». IGN (em inglês). Consultado em 4 de maio de 2020 
  11. Schneider, Peer (29 de julho de 2000). «Kyojin no Doshin -- Kaihou Sensen Chibikko Chikko Daishuugou (Import)». IGN (em inglês). Consultado em 4 de maio de 2020 
  12. «Mario Artist: Communication Kit». IGN (em inglês). Consultado em 5 de março de 2020 
  13. «Mario Artist: Polygon Studio (Import)». IGN (em inglês). 27 de agosto de 1999. Consultado em 4 de maio de 2020