Luiz Lauro Filho

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Luiz Lauro Filho
Deputado Federal por São Paulo
Período 1º de fevereiro de 2015
até 31 de dezembro de 2018

17 de dezembro de 2019
até 18 de maio de 2020

Vereador de Campinas
Período 1º de janeiro de 2013
até 21 de janeiro de 2015
Dados pessoais
Nome completo Luiz Lauro Ferreira Filho
Nascimento 10 de junho de 1978[1]
Campinas, São Paulo[1][2]
Morte 18 de maio de 2020 (41 anos)
Campinas, São Paulo
Progenitores Mãe: Luiz Lauro Ferreira
Pai: Iara Fais Ferreira
Alma mater PUC-Campinas[3][2]
Esposa Larissa Prado[2]
Partido PSB (2011-2019)
PSDB (2019-2020)
Religião Cristão[2]
Profissão Publicitário[3][1]
Website Website oficial

Luiz Lauro Ferreira Filho (Campinas, 10 de junho de 1978 — Campinas, 18 de maio de 2020) foi um publicitário e político brasileiro.[1][3] Filiado ao PSDB, foi eleito deputado federal por São Paulo nas eleições estaduais de 2014. Era sobrinho de Jonas Donizette, prefeito de Campinas.[4]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Filiado ao PSDB, foi eleito deputado federal. No segundo ano de mandato, foi eleito presidente da Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável da Câmara de Deputados para o período de 2016 a 2017. Em 2017, foi eleito o 2º vice-presidente da Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional, uma das 23 comissões permanentes da Casa, responsável por debater e aprovar matérias relacionadas às áreas de defesa e de política externa brasileira.[5]

Votou a favor do Processo de impeachment de Dilma Rousseff.[6] Já durante o Governo Michel Temer, votou a favor da PEC do Teto dos Gastos Públicos.[6] Em abril de 2017 foi favorável à Reforma Trabalhista.[6][7] Em agosto de 2017 votou a favor do processo em que se pedia abertura de investigação do então presidente Michel Temer.[6][8]

Após 2018[editar | editar código-fonte]

Nas eleições de 2018, filiado ao PSB, não consegui se reeleger, terminou como primeiro suplente. Em dezembro de 2019, foi expulso pela executiva municipal do partido, migrando então para o PSDB. A ação foi considerada uma manobra pela direção nacional do PSB, que cancelou a expulsão e entrou na justiça para reaver o mandato de Luiz Lauro, que no mesmo mês da expulsão assumiu o mandato após a licença Jefferson Campos. A expulsão foi parte de um acordo firmado entre o seu tio, prefeito de Campinas Jonas Donizette e o governador João Doria Junior, do PSDB, para que o partido do governador pudesse ter deputados o suficiente para escolha de Beto Pereira como líder.[9]

Em abril de 2020, foi efetivado deputado federal com a morte de Luiz Flávio Gomes,[10] mas acabou falecendo no mês seguinte vítima de um infarto.[11] Com isso, Ricardo Augusto Machado da Silva, segundo suplente, assumiu o mandato, resgatando o mesmo para o PSB.[9]

Referências

  1. a b c d «LUIZ LAURO FILHO». UOL. Consultado em 7 de fevereiro de 2015 
  2. a b c d «Luiz Lauro Filho: o novo Deputado Federal de Campinas». Folha de Campinas. Consultado em 7 de fevereiro de 2015 
  3. a b c «LUIZ LAURO FILHO - PSB/SP». Câmara dos Deputados do Brasil. Consultado em 7 de fevereiro de 2015 
  4. «Briga política separa irmãos em campanha de Campinas - Política - Estadão». Estadão 
  5. «Luiz Lauro Filho». Câmara dos Deputados do Brasil. Consultado em 23 de agosto de 2017 
  6. a b c d «Veja como deputados votaram no impeachment de Dilma, na PEC 241, na reforma trabalhista e na denúncia contra Temer». G1. 2 de agosto de 2017. Consultado em 11 de outubro de 2017 
  7. Redação (27 de abril de 2017). «Reforma trabalhista: como votaram os deputados». Consultado em 18 de setembro de 2017 
  8. Carta Capital (3 de agosto de 2017). «Como votou cada deputado sobre a denúncia contra Temer». Consultado em 18 de setembro de 2017 
  9. a b https://correio.rac.com.br/_conteudo/2020/03/campinas_e_rmc/910382-luiz-lauro-parecer-sugere-provas.html
  10. «Aos 62 anos, deputado Luiz Flávio Gomes morre em São Paulo - Notícias» 
  11. «Morre deputado federal Luiz Lauro Filho aos 41 anos em Campinas». G1. 18 de maio de 2020. Consultado em 18 de maio de 2020 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um político brasileiro é um esboço relacionado ao Projeto Biografias de Políticos. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.