Matheus Fernandes

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Disambig grey.svg Nota: Este artigo é sobre é sobre o cantor. Para o futebolista, veja Matheus Fernandes Siqueira.
Matheus Fernandes
Matheus Fernandes em 2019
Informação geral
Nome completo Matheus Fernandes do Nascimento
Nascimento 9 de novembro de 1991 (30 anos)
Local de nascimento Fortaleza, CE
Brasil
Nacionalidade brasileiro
Gênero(s) forró eletrônico
Ocupação(ões) Cantor e compositor
Gravadora(s) Som Livre

Matheus Fernandes do Nascimento (Fortaleza, 9 de novembro de 1991)[1] é um cantor e compositor brasileiro. Oriundo do forró, costuma misturar elementos do sertanejo e trazer batidas eletrônicas em suas músicas.[2]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Antes de ingressar na carreira musical, Matheus Nascimento trabalhava com marketing político.[3] Conhecido pela cantoria com os amigos, ele ganhou um violão de presente e passou a tentar tocar o instrumento. Dos primeiros acordes saiu a música "Mete Ficha".[2]

Matheus Fernandes passou a trabalhar como compositor. Escreveu músicas como "Mulherada na Lancha" e "Chama o Samu", que foram interpretadas por Wesley Safadão, sendo a primeira ainda na época da banda Garota Safada.[2]

Em 2019, Matheus Fernandes lançou o hit "Sonâmbulo", música que se tornou um viral no TikTok e que foi uma das apostas para o carnaval de 2020. A canção trouxe a participação de Léo Santana[3]

Matheus lançou em 2021 o single "Baby Me Atende", com Dilsinho.[4] A música se tornou um grande êxito do cantor, tendo atingido o segundo lugar no Top100 Brasil da Deezer e a quinta posição no Top200 Brasil do Spotify.[carece de fontes?] Outra música bem-sucedida foi "Nem Vá", com Zé Neto & Cristiano[5], canção que também teve presença no Top100 do Spotify.[6]

Em julho de 2021, Matheus lançou o álbum "Matheus Fernandes - Na Praia", cuja primeira parte inclui 10 canções, incluindo o êxito "Baby Me Atende".[7] O trabalho foi o terceiro mais ouvido globalmente no Spotify entre 10 e 11 de julho de 2021 e o único álbum brasileiro a entrar no Top10 nesse mesmo período.[8]

Discografia[editar | editar código-fonte]

Álbuns de estúdio[editar | editar código-fonte]

  • Ao Vivo em Fortaleza (2017 - Independente)
  • Na Praia (2021 - Som Livre)[7]

EPs[editar | editar código-fonte]

  • Ensaio Acústico (2018 - Independente)
  • Direto do Ensaio do MF (2018 - Independente)

Singles[editar | editar código-fonte]

  • Fui Partiu (part. Mc Kekel) (2017)
  • O Jeito é Beber (2017)
  • Dolce & Gabanna (2018)
  • Meio Termo (2018)
  • Plano de Solteiro (part. Wesley Safadão) (2018)
  • Amores de Mentira (2018)
  • Sonâmbulo (2019)
  • Vou Parar na Gaiola (2019)
  • Morena (2019)
  • Sonâmbulo (part. Léo Santana) (2019)
  • Sentadão (2020)
  • Nem Vá (part Zé Neto & Cristiano) (2020)
  • Baby Me Atende (part. Dilsinho) (2021)
  • Ploc Ploc (part. Kadu Martins) (2021)

Referências

  1. «COLUNA SOCIAL Matheus Fernandes comemora aniversário entre amigos». Márcia Travessoni. 11 de novembro de 2021. Consultado em 6 de dezembro de 2021 
  2. a b c «Quem é Matheus Fernandes, dono do hit "Baby Me Atende"?». POPline. 2 de junho de 2021. Consultado em 1 de agosto de 2021 
  3. a b «'Baby me Atende': Matheus Fernandes explica hit com Dilsinho que mistura pisadinha e pagode». G1. Consultado em 1 de agosto de 2021 
  4. «Matheus Fernandes lança feat com Dilsinho de 'Baby Me Atende'; assista - É Hit». Diário do Nordeste. 3 de março de 2021. Consultado em 1 de agosto de 2021 
  5. «Zé Neto e Cristiano fazem parceria com Matheus Fernandes na gravação do clipe da música 'Nem vá'». Extra Online. 17 de agosto de 2020. Consultado em 1 de agosto de 2021 
  6. «Fenômeno do forró cearense, Matheus Fernandes desembarca em Brasília». Jornal de Brasília. 6 de julho de 2021. Consultado em 1 de agosto de 2021 
  7. a b «Matheus Fernandes lança o álbum "Na Praia"». Terra. Consultado em 1 de agosto de 2021 
  8. Neto, Nelson Lima. «Álbum lançado pelo cearense Matheus Fernandes entre os mais ouvidos no mundo no Spotify». Ancelmo - O Globo. Consultado em 2 de agosto de 2021 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]