Mayra Andrade

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Mayra Andrade
Informação geral
Nome completo Mayra Andrade
Nascimento 13 de fevereiro de 1985 (36 anos)
Origem Cabo Verde
País Cabo Verde Cabo Verde
Género(s)
Página oficial http://mayraandrade.com

Mayra Andrade (Havana, 13 de fevereiro de 1985) é uma cantora cabo-verdiana, reconhecida como uma das mais promissoras da música do país.[1]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nascida em Cuba, cresceu entre o Senegal, Angola, Alemanha e ainda Cabo Verde. Em 2003 fixou-se em Paris onde, em Janeiro de 2004, se apresentou num dos mais consagrados bares de lançamento de artistas da world music, o Satellite Café.

As primeiras canções que ouve são brasileiras, mas é com 16 anos de idade,que ganha a medalha de ouro com uma canção em crioulo cabo-verdiano nos Jogos da Francofonia de 2001,realizados em Ottawa no Canadá

A partir de 2002 inicia apresentações na Praia (Cabo Verde) e no Mindelo, e logo depois em Lisboa, e finalmente em França, onde habitou durante 14 anos. Em 2016 muda-se para Lisboa. Após participar nos festivais de Verão portugueses, faz a primeira parte de um espectáculo de Cesária Évora e, no Brasil, colabora em duetos com Lenine e Chico Buarque. Em 2005, Charles Aznavour convida-a para o seu novo álbum, num dueto em francês. O guitarrista Hernâni Almeida, outra grande promessa da música cabo-verdiana, acompanhou-a em alguns concertos em 2006. 9 Em 2006 é editado o disco Navega que inclui composições de Orlando Pantera como "Lapidu Na Bô", "Dispidida", "Regasu" e "Tunuka".

Em 2008 repete o feito de Mariza, ao vencer o prémio BBC Radio 3 World Music na categoria Revelação. Já colaborou com, entre outros, Cesária Évora, Chico Buarque, Caetano Veloso, Charles Aznavour, Mariza e Pedro Moutinho.

O álbum Stória, Stória é editado em 2009. Em 2010 é lançado o disco Studio 105.

Participa na compilação "Red Hot + Rio 2" em conjunto com o Trio Mocotó. Participa no DVD de "Mart'nália - Em África ao Vivo". Em 2012 colabora no disco do Kolme Trio de Ruben Alves (piano), Miguel Amado (contrabaixo) e Carlos Miguel (bateria).

Em Novembro de 2013 lança o CD Lovely Difficult. O disco foi nomeado em França aos prémios "Victoires de la Musique", na categoria de World Music.

Desde 2015, a Mayra Andrade tornou-se ambaixadora da campanha da ONU Livres e Iguais (Free and Equal) em Cabo Verde para lançar um apelo ao respeito e aceitação da comunidade LGBT do arquipélago.[2]

Em 2016 mudou-se para Lisboa.

Discografia[editar | editar código-fonte]

Álbuns[editar | editar código-fonte]

Ano Álbum Melhor posição Certificação
FRA
[3]
2006 Navega 124
2009 Stória, stória... 157
2010 Studio 105
2013 Lovely Difficult 98
2019 Manga[4] 122
Colaborações
  • 2006 - La MC Malcriado ‎– “Mas Amor[5]
  • 2010 - Pedro Moutinho - “Alfama
  • 2009 - Bisso Na Bisso - “We Are Africa
  • 2010 - Trio Mocotó - “Berimbau
  • 2011 - Mart'nália - “Tchapu na bandera
  • 2012 - Kolme Trio - “Cansaço (dentro do teu espaço)
  • 2014 - Da Lata - “Unknown (Eddy & Dus Remix)”
  • 2016 - Branko - “Reserva Pra Dois[6]

Prémios[editar | editar código-fonte]

  • Medalha de ouro nos Jogos da Francofonia, Canadá
  • Prémio BBC Radio 3 World Music, Melhor Revelação [7]
  • Foi considerada uma das personalidades negras mais influentes da lusofonia pela revista Bantumen, aparecendo ao lado de nomes como Grada Kilomba, Dino d'Santiago e outros, na lista Bantumen Powerlist100 de 2021. [8]

Referências

  1. grxnet.com. «Jornal de Angola - Notícias - Músico Nelson Freitas grava clipe em Lisboa». Jornal de Angola. Consultado em 13 de fevereiro de 2021 
  2. «Por um Cabo Verde Livre & Igual». ONU Livres & Iguais. Consultado em 14 de março de 2021 
  3. «Mayra Andrade discography». lescharts.com. Consultado em 24 de novembro de 2013 
  4. «Le Top de la semaine : Top Albums Fusionnes – SNEP (Week 7, 2019)» (em French). Syndicat National de l'Édition Phonographique. Consultado em 18 de fevereiro de 2019 [ligação inativa]
  5. SAPO. «MAYRA ANDRADE & LA MC MALCRIADO - Mas Amor». Polígrafo. Consultado em 14 de dezembro de 2021 
  6. «Branko & Mayra Andrade - Reserva Pra Dois | Zig Zag | RTP». Zig Zag. Consultado em 14 de dezembro de 2021 
  7. Blitz
  8. «Mayra Andrade». POWERLIST100 BANTUMEN. 4 de dezembro de 2021. Consultado em 14 de dezembro de 2021 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre Mayra Andrade:
Commons Categoria no Commons
Wikidata Base de dados no Wikidata
Ícone de esboço Este artigo sobre uma cantora é um esboço relacionado ao Projeto Música. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.