Movimento Tradicionalista Gaúcho

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, comprometendo a sua verificabilidade(desde dezembro de 2016). Por favor, adicione mais referências inserindo-as no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

O Movimento Tradicionalista Gaúcho (MTG) é uma entidade cívica, sem fins lucrativos, associativa, dedicada à preservação, resgate e desenvolvimento da cultura gaúcha. Compreende que o tradicionalismo é um organismo social de natureza nativista, cívica, cultural, literária, artística e folclórica.

Atualmente, existem críticas ao Movimento Tradicionalista Gaúcho quanto à legitimidade como arauto da cultura gaúcha. Entre as principais críticas estão a falta de rigor de pesquisa antropológica e histórica quanto às origens das tradições, bem como a construção de um tipo ideal desconectado da realidade. Merece destaque o papel do historiador Tau Golin no questionamento da posição do MTG.

O Movimento Tradicionalista Gaúcho encontra-se presente nos estados do Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Paraná, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Planalto Central (FTG-PC), Rio de Janeiro, Mato Grosso, Amazônia Ocidental, Estados no nordeste (UTGN) e São Paulo, onde promove, junto aos CTGs, eventos como os Concursos de Prendas, de Peão, Palestras e Cavalgadas, além da Semana Farroupilha, que comemora o 20 de setembro, Dia do Gaúcho.

História[editar | editar código-fonte]

No Rio Grande do Sul, o MTG foi fundado em 27 de novembro de 1947. No Estado, atualmente, são mais de 1400 entidades filiadas ao Movimento Tradicionalista Gaúcho, distribuídas em 30 Regiões Tradicionalistas (RT), que abrangem a totalidade dos 500 municípios sul-riograndenses.

No VIII Congresso Tradicionalista, realizado entre 20 e 23 de julho de 1961, no CTG "O Fogão Gaúcho", em Taquara, foi aprovada a Carta de Princípios do Movimento Tradicionalista Gaúcho [1].

Objetivos[editar | editar código-fonte]

Dentre os objetivos propostos na carta de princípios do MTG constam:

  • Auxiliar o Estado na solução dos seus problemas fundamentais e na conquista do bem coletivo;
  • Cultuar e difundir nossa História, nossa formação social, nosso folclore, enfim, nossa Tradição, como substância basilar da nacionalidade;
  • Promover, no meio do nosso povo, uma retomada de consciência dos valores morais do gaúcho;
  • Facilitar e cooperar com a evolução e o progresso, buscando a harmonia social, criando a consciência do valor coletivo, combatendo o enfraquecimento da cultura comum e a desagregação que resulta;
  • Zelar pela pureza e fidelidade dos nossos costumes autênticos, combatendo todas as manifestações individuais ou coletivas, que artificializem ou descaracterizem as nossas coisas tradicionais;
  • Revalidar e reafirmar os valores fundamentais da nossa formação, apontando às novas gerações rumos definidos de cultura, civismo e nacionalidade.

Referências

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre o Brasil é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.