Região das Hortênsias

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

A Região das Hortênsias é uma comarca turística do estado brasileiro do Rio Grande do Sul. As cidades que a compõem são Gramado, Canela, Nova Petrópolis e São Francisco de Paula, ligadas pela RS 235, uma das estradas mais belas do país. A região é de colonização predominantemente alemã e clima invernal frio. A arquitetura enxaimel, os festivais locais, a possibilidade de neve e a farta culinária típica são suas principais atrações.[1]

A flor que dá nome a toda a região é a hortênsia. O primeiro em plantá-la na área foi Oscar Knorr, uma dos imigrantes alemães mais tradicionais da cidade de Gramado. Aos poucos, a moda dos jardins das hortênsias pegou e foi ganhando jardins privados, praças, ruas e estradas. A cor tipicamente azul das flores deve-se à grande quantia de alumínio no solo da Serra Gaúcha[carece de fontes?].

Hoje em dia a região das hortênsias é o principal destino turístico do Rio Grande do Sul e um dos mais visitados por turistas de todo o Brasil. Há uma grande quantia de hotéis, pousadas e cabanas, além de requintados restaurantes que oferecem cozinha alemã, suiça, italiana (galeto) e café colonial. A região também é conhecida pela produção de sapatos, roupa de couro, malharias, móveis, chocolate e artesanato. Também é procurada por pessoas que gostam do ecoturismo, pois possui mata nativa de araucárias, riachos cristalinos, cachoeiras, serras, vales e canyons.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Maria Rita Teixeira (14 de outubro de 2005). «Na região da hortênsias, Canela e Gramado têm inverno de 8 meses». Folha de S. Paulo. Consultado em 11 de dezembro de 2016 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Turismo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.