Nova Petrópolis

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Nova Petrópolis
"Jardim da Serra Gaúcha"
"Capital Nacional do Cooperativismo"
Novapetrópolis.jpg

Bandeira de Nova Petrópolis
Brasão de Nova Petrópolis
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 28 de fevereiro
Fundação 7 de setembro de 1858 (157 anos)
Gentílico nova-petropolitano [1]
Prefeito(a) Régis Luiz Hahn (PP)
(2013–2016)
Localização
Localização de Nova Petrópolis
Localização de Nova Petrópolis no Rio Grande do Sul
Nova Petrópolis está localizado em: Brasil
Nova Petrópolis
Localização de Nova Petrópolis no Brasil
29° 22' 33" S 51° 06' 43" O29° 22' 33" S 51° 06' 43" O
Unidade federativa  Rio Grande do Sul
Mesorregião Metropolitana de Porto Alegre IBGE/2008 [2]
Microrregião Gramado-Canela IBGE/2008 [2]
Municípios limítrofes Picada Café, Linha Nova, Caxias do Sul, Gramado, Santa Maria do Herval, Morro Reuter e Feliz
Distância até a capital 90 km
Características geográficas
Área 291,079 km² [3]
População 19 058 hab. Censo IBGE/2010[4]
Densidade 65,47 hab./km²
Altitude variando de 563 a 710 em algumas partes do município m
Clima Subtropical Cfb
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,847 muito alto PNUD/2000 [5]
PIB R$ 317 661,861 mil IBGE/2008[6]
PIB per capita R$ 17 185,77 IBGE/2008[6]
Página oficial

Nova Petrópolis é um município do estado do Rio Grande do Sul, no Brasil. Localiza-se a uma latitude 29º22'33" Sul e a uma longitude 51º06'43" Oeste, estando a uma altitude que varia de 50 a 840 metros. Segundo o último censo realizado em 2010, foi registrado a população de 19 045 habitantes. Possui uma área de 291,079 km².

História[editar | editar código-fonte]

No início do Século XIX, a região sul era um problema de segurança e infra estrutura para o governo central brasileiro recém liberto de Portugal. A região fazia parte de constantes disputas de terras entre, principalmente, portugueses e espanhóis e era pouco desenvolvido e povoado, comparada às regiões sudeste e nordeste do país.  

O Brasil não dispunha de um exército para manter sua segurança nacional a partir de seu continental território, principalmente na região sul, que estava sob constantes ameaças em suas fronteiras - investidas das tropas espanholas. Por questões de segurança, não podia confiar nos portugueses que vivam na região.  O governo brasileiro, encontrou uma saída. Através de propaganda de convencimento na Europa, propagava as vantagens do novo país, entre estes: o direito à terra, paz e alimento em abundância. Ofereceu vantagens (Nem sempre cumpridas) às famílias interessadas a residir no sul do Brasil, como: passagens, direito à cidadania, isenção de impostos e direito a posse de uma ou duas colônias de terras (24 a 48 ha). O objetivo era que estas famílias, principalmente alemãs e italianas, ocupassem a terra e os homens servissem no exército de reserva para manter a segurança da região sul , principalmente contra os espanhóis. 

Até o século XIX, a região da Serra Gaúcha era território tradicional dos índios caingangues. Nesse século, os caingangues que habitavam as áreas montanhosas da Região Sul do Brasil foram desalojados violentamente por ação de matadores de indígenas chamados de "bugreiros". Estes haviam sido contratados para abrir espaço para a instalação, por parte do governo imperial brasileiro, de imigrantes europeus na região, visando a um "embranquecimento" da população brasileira, até então majoritariamente negra e mestiça[7].

Localizada na Serra gaúcha, Nova Petrópolis foi fundada em 7 de setembro de 1858 por imigrantes alemães oriundos da Pomerânia, Saxônia, Boêmia e do Hunsrück, dos quais descendem a maioria dos seus habitantes. Tinha, originalmente, 35 000 hectares e, em 1866, contava com 991 habitantes. Em 1912, com 8 500.[8]

Berço do cooperativismo de crédito[editar | editar código-fonte]

Nova Petrópolis é também o berço do Cooperativismo de Crédito da América do Sul. Em 28 de Dezembro de 1902, foi fundada, pelo padre suíço Theodor Amstad, o modelo cooperativo que deu origem ao Sistema de Crédito Cooperativo que, hoje, propagou-se pelo país inteiro. No Parque Aldeia do Imigrante, encontra-se, entre outras atrações, o Museu da Cooperativa, que existe até hoje, sob o nome de Sicredi Pioneira.

Cultura[editar | editar código-fonte]

A maior parte da população é de origem germânica de várias regiões do antigo Reino da Prússia, Reino da Baviera e Boemia. Na época trouxeram seu idioma, como o Pomerano, Boemio e Hunsrik. O que prevaleceu foi o Hunsrik (se lê RUNS-RIK em português). Idioma originário da Região da Renânia (hoje estado da Alemanha), das Montanhas do Hunsrück de onde vieram a maioria dos imigrantes germânicos do Sul do Brasil. Esse idioma, ainda falado nessa região da Alemanha e lá conhecido como Hunsrückisch, no Brasil sofreu influencias do português. Faz partes das línguas do baixo-alemão ou plattdeutsch. Aqui em Nova Petrópolis cerca de 70% da população fala esse idioma, o Hunsrik, sendo uns 50% na área urbana e mais de 90% na zona rural. O poder público ainda não instituiu o ensino nas escolas públicas desse idioma a exemplo do que acontece em outros municípios da região como Estância Velha e Santa Maria do Herval. Atualmente é ensinado apenas o Hochdeutsch, o alemão gramatical como dizem os nativos aqui, e que é outro idioma diferente do Hunsrik. Portanto a realidade de muitas crianças na nossa região é que a língua-mãe é o Hunsrik, mas depois quando vão para a Escola são alfabetizadas noutra língua como o Português e o Hochdeutsch. Segundo o site https://www.ethnologue.com/language/hrx cerca de 3 milhões de pessoas no Brasil falam o Hunsrik! E Nova Petrópolis é um dos berços dessa língua!

Demografia[editar | editar código-fonte]

A população do município em 2010 era estimada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística em 19 058 habitantes, sendo o 104° município mais populoso do estado e apresentando uma densidade populacional de 61,0 habitantes por quilômetro quadrado.

Clima[editar | editar código-fonte]

Nova Petrópolis está na zona climática Cfb, possuindo um clima Subtropical Cfb ou literalmente um clima Temperado Oceânico úmido com precipitações constantes ao longo do ano e é classificado como do tipo Cfb, que segundo a Classificação climática de Köppen-Geiger que determina que quando a média do mês mais quente estiver abaixo dos 22 °C o radical "Cf" recebe um "b" no final do mesmo, determinando assim verões temperados ou mornos na região. No verão possui temperaturas amenas, em torno de 21.5 °C, segundo a Somar Meteorologia, com alguns dias mais quentes, mas com noites sempre agradáveis e moderadas pelo ar das montanhas e dos bosques. Os invernos podem ser rigorosos com temperaturas abaixo de 0 °C, com fortes geadas e ocasionais nevadas.

Gráfico climático para Nova Petrópolis, Rio Grande do Sul
J F M A M J J A S O N D
 
 
157
 
26
17
 
 
152
 
25
18
 
 
193
 
25
16
 
 
144
 
22
13
 
 
151
 
20
11
 
 
169
 
17
9
 
 
148
 
18
9
 
 
137
 
19
10
 
 
175
 
20
11
 
 
162
 
22
12
 
 
115
 
24
14
 
 
141
 
26
16
Temperaturas em °CPrecipitações em mm
Fonte: Somar Meteorologia

Turismo[editar | editar código-fonte]

Nova Petrópolis está localizada na Região Nordeste do Estado do Rio Grande do Sul, nos altos da Serra Gaúcha. Faz parte do Projeto Rota Romântica e está na Região das Hortênsias.

Em meio ao verde exuberante da Serra Gaúcha, Nova Petrópolis se destaca pela sua paisagem, casarios antigos, praças e jardins floridos.

Atrações Turísticas do Município:

  • Torre de Informações Turísticas;
  • Parque Aldeia do Imigrante (Aldeia Histórica, Museus, Foto à Moda Antiga, Lagos, Lojas);
  • Praça das Flores;
  • Labirinto Verde;
  • Morro da Árvore (Linha Imperial - 6Km do Centro);
  • Praça Theodor Amstad - (Linha Imperial - 8Km do Centro);
  • Cascata Johann Grings (Linha Imperial - 8 km do Centro);
  • Pinheiro Milenar (Linha Imperial - 9Km do Centro);
  • Paredão Malakow (Linha Brasil - 21 km do Centro);
  • Pedras do Silêncio (Linha Brasil - 23 km do Centro);
  • Panelão (Linha Araripe - 23Km do Centro);
  • Ninho das Águias - Voo Livre (8 km do Centro);

Eventos[editar | editar código-fonte]

  • Verão no Jardim da Serra Gaúcha (Janeiro/Março);
  • Magia da Páscoa (Inicia uma semana antes da Páscoa);
  • Festimalha (Maio/Junho);
  • Agroshow (Junho)
  • Festival Internacional de Folclore (Julho/Agosto);
  • Festival da Primavera - Frühlingsfest (Outubro);
  • Natal em Cores (Dezembro);

Nova-petropolitanos ilustres[editar | editar código-fonte]

Imagens[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. IBGE | Nova Petrópolis Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Página visitada em 12 de agosto de 2013.
  2. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008. 
  3. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 dez. 2010. 
  4. «Censo Populacional 2010». Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de novembro de 2010. Consultado em 11 de dezembro de 2010. 
  5. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008. 
  6. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 dez. 2010. 
  7. BUENO, E. Brasil: uma história. Segunda edição revista. São Paulo. Ática. 2003. p. 267.
  8. PORTO, Aurélio. O Trabalho alemão no Rio Grande do Sul, Graf, Santa Terezinha, Porto Alegre, 1934, p.168.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]