Sananduva

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


Sananduva
  Município do Brasil  
Pôr do Sol, cartão postal da cidade.
Pôr do Sol, cartão postal da cidade.
Símbolos
Bandeira de Sananduva
Bandeira
Brasão de armas de Sananduva
Brasão de armas
Hino
Apelido(s) "Terra do melhor salame italiano"
Gentílico sananduvense
Localização
Localização de Sananduva no Rio Grande do Sul
Localização de Sananduva no Rio Grande do Sul
Sananduva está localizado em: Brasil
Sananduva
Localização de Sananduva no Brasil
Mapa de Sananduva
Coordenadas 27° 57' S 51° 48' 25" O
País Brasil
Unidade federativa Rio Grande do Sul
Municípios limítrofes N: São João da Urtiga, NE: Cacique Doble, O: Santo Expedito do Sul, SE: Lagoa Vermelha, S: Ibiaçá, L: Charrua, Floriano Peixoto, NO: Centenário
Distância até a capital estadual: 367 km (via BR-285/BR-116)
307 km (via RS-470)
federal: 1,772 km
História
Fundação 1 de julho de 1891 (128 anos) (elevação a vila de Lagoa Vermelha).
Aniversário 15 de dezembro de 1954 (64 anos) (emancipação)

28 de fevereiro de 1955 (64 anos) (instalado)
(emancipação e posse de Antonio Navarini como prefeito.)

Administração
Prefeito(a) Leomar José Foscarini (PP, 2017 – 2020)
Características geográficas
Área total [1] 504,551 km²
População total (est. IBGE/2019[2]) 16 270 hab.
Densidade 32,25 hab./km²
Clima subtropical
Altitude 636 m
Fuso horário Hora de Brasília (UTC−3)
Indicadores
IDH (PNUD/2000[3]) 0,747 alto
PIB (IBGE/2008[4]) R$ 287 056,979 mil
PIB per capita (IBGE/2008[4]) R$ 18 905,23

Sananduva é um município brasileiro do estado do Rio Grande do Sul, localizado na Mesorregião do Noroeste Rio-Grandense e na Microrregião de Sananduva. Localiza-se a uma latitude 27º56'59" sul e a uma longitude 51º48'24" oeste, estando a uma altitude de 636 metros.

Sua população estimada em 2014 era de 16 086 habitantes, denominados sananduvenses. Possui uma área de 505,12 km² e tendo 367 km da capital estadual Porto Alegre, 882 km de São Paulo e 477 km de Curitiba e Florianópolis.

História[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: História de Sananduva

Os primeiros registros de povoação na região de Sananduva datam de 1900, na fazenda de São João de Forquilha, terras que, na sua quase totalidade, pertenciam a Constança Augusta Boeno de Oliveria. Na região desconhecida, viviam fugitivos de revoluções e índios caingangues.

A origem do nome Sananduva é atribuída à árvore corticeira do banhado, que possui uma flor vistosa de cor vermelho-escarlate e efeito degradeé, existente na região, especialmente nas terras baixas e úmidas. O primeiro imigrante chegou em 1896, o italiano Fiorentino Bacchi, mas foi somente em 2 de junho de 1902 que o povoado foi oficializado como Colônia de Sananduva.

Em 1901, Constança Boeno nomeou o coronel Heliodoro de Moraes Branco, o intendente municipal de Lagoa Vermelha, seu procurador, com poderes para dividir sua fazenda em colônias e vendê-las. Assim começou a surgir a Colônia Sananduva, que mais tarde em 1907, se tornaria distrito de Lagoa Vermelha.

Os moradores locais iniciaram um processo de luta pela emancipação política em 1930, pelo crescimento que a localidade vinha apresentando e suas divergências culturais quanto a Lagoa Vermelha. No entanto, devido a interesses contrários a essa autonomia, o município continuou como distrito de Lagoa Vermelha até 1954. A situação culminou com o assassinato do Dr. Silveira Neto, um dos líderes emancipacionistas, em 1934. A emancipação somente ocorreu no dia 15 de dezembro de 1954, através da Lei Estadual nº 2.521, com a instalação oficial em 28 de fevereiro de 1955, data na qual foi eleito o primeiro prefeito de Sananduva, Antonio Navarini.

Cerca de dois terços da população do município desempenham atividades laborais voltadas à prestação de serviços e ao agronegócio, utilizando-se da produção primária do município e da região, principalmente a comercialização de grãos, a industrialização de carne suína, produção de rações e moagem de trigo.

Política[editar | editar código-fonte]

Prefeitos[editar | editar código-fonte]

Sananduva teve os seguinte prefeitos:

Executivo e Legislativo[editar | editar código-fonte]

Araucária, muito comum na região.
2012 a 2016

Sananduva tem como prefeito Antonio Roberto Caldatto (reeleito) e como vice Loevir Benedetti. O atual presidente da Câmara de Vereadores do município é Lorinaldo Bernardi e o poder legislativo é constituído de Antuir Ricardo Pansera, Rodrigo Getelina, Vanderlei Guiotto, Neucir Luiz Benetti, Adelar Zanin, Claudemir Polli, Nelci Zaparolli Testa e Paulo Antônio Pastorello.

2009 a 2012

Sananduva tem como prefeito Antonio Roberto Caldatto e vice- prefeito Leomar Foscarni, e conta com nove vereadores são eles: Arquimino Filipiak, Darli Carlos Spanholo, Salete Camozzato, Luiz Domingos Salvador, Loevir Fidêncio Antunes Bendetti, Lorinaldo Bernardi, Ademir José Maito, Paulo Antonio Pastorello e Neucir Benetti.

2005 a 2008

Até 2008, Sananduva tinha como prefeito Itamar Camozzato, e vice- prefeito Antonio Roberto Caldatto e tinha nove vereadores: Lorinaldo Bernardi, Luís Domingos Salvador, Osmar Francisco Betiatto, Ronei Paulo Oliboni, Leovir Fidêncio Antunes Benedetti, Juvenil Luiz Marcon, Jefferson de Holleben Camozzato, Elena Maria Copatti e Antonio Fagundes Filho.

2000 a 2004

Até 2004, Sananduva teve como prefeito Celso Prando e vice- prefeito Sandro Salvador e tinha nove vereadores: Adelar Zanin, Cloraci Maria da Silva, Itamar Antonio Camozzato, Jaer Jair D’ Ornellas Camargo, Jovani Miola, Juvenil Luiz Marcon, Lidovino Antonio Rossi, Neucir Luiz Benetti e Sidinei Antonio Belini.

Sananduva é comarca e abrange os municípios de Paim Filho, São João da Urtiga e Ibiaçá.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Sananduva tem um clima subtropical. Com duas estações do ano bem definidas, o inverno é bastante úmido e chuvoso, com temperaturas bastante amenas e que podem chegar a vários graus negativos e proporcionar o espetáculo da neve, já o verão tem as precipitações de chuva mais regulares e temperaturas que podem alcançar trinta e cinco a trinta e oito graus; a média anual de chuva fica em torno de 1500 a 1800 mm.

Localizado nos Campos de Cima da Serra, Região Nordeste do estado do Rio Grande do Sul, distante 360 km da capital Porto Alegre, e 1772 km de Brasília, é habitado por 14 746 sananduvenses - filhos ou adotados - desfrutando de um clima temperado.

No interior do município, estimam-se 2970 produtores rurais, dedicando-se ao cultivo de trigo, feijão, soja e também desenvolvendo atividades ligadas à criação de suínos, aves e bovinos de corte e de leite.

Vegetação[editar | editar código-fonte]

Sananduva tem uma vegetação remanescente de mata nativa e reflorestada em torno de 10% do seu território, formada por pinus, araucárias, eucaliptos, canelas, cedros e outras. Existe também uma corticeira chamada pelos índios de "Sananduva" (lugar onde cantava-se e gritava-se com movimentos desordenados, em tupi-guarani), que deu origem ao nome do município.

Relevo e hidrografia[editar | editar código-fonte]

O Relevo topográfico de Sananduva, dividi-se em duas partes distintas, ou seja 50% da área Municipal é uma região de Campo com terrenos bastante planos, com pequenas elevações, propícios para criação de bovinos e desenvolvimento de lavouras mecanizadas e os outros 50% da área do município são formados por uma região mais montanhosa, com lindos vales, proporcionando uma visão deslumbrante. onde em pequenas propriedades desenvolve-se mais a agricultura familiar, destacando-se a produção de frangos, leite suínos e hortifrutigranjeiros.

A Sede do município tem uma altitude de 636 metros, sendo que a parte mais alta do território municipal esta a 790 metros acima do nível do mar e situa-se a 4 km do centro da cidade.

Sananduva conta com quatro rios: o Rio Sananduva, o Rio Ligeiro (Apuaê), o rio Passo Ruim e o rio Forquilha (Inhandava), todos eles afluentes do Rio Uruguai.

Subdivisões[editar | editar código-fonte]

Bairos da cidade:

  • Área Industrial 1, Área Industral 2, Cohab, Cohasa 1, Cohasa 2, Bancários, Centro, Justi, Navarini, Loteamento Benetti, São Cristóvão, São José Operário, Vila Jardim, Silos e Vila Nova.

Comunidades do interior:

  • Barra do Ligeiro, Boa Vista, Bom conselho, Ceva, Coati Alto, Coati Baicho, Consoladora, Dinamite, Entrada, Guabiroba Alta, Guabiroba Baixa, Guabiroba Média, Lageado Bonito, Linha Batata, Linha Butiá, Linha Brasil, Linha Gaúcho, Linha Grégio, Mão Curta, Navegantes, Nossa Senhora do Carmo, Passo do Crestani, Passo do Jacob, Pessegueiro, Rio Julio, Santa Apolônia, Santa Bárbara, Santa Lúcia, Santo Antonio dos Fagundes, Santo Isidoro, São Alfredo, São Caetano, São Francisco, São Geraldo, São Gregório, São João da Forquilha, São José, São Paulo da Cruz, São Pedro, Satuário, Tigre Alto, Tigre Baixo, Três Pinheiros, Vila Nova (Picinin), Vila Paraízo e Zanin.

Economia[editar | editar código-fonte]

A economia sananduvense é basicamente primária, provem da produção da soja, milho e trigo, na produção de carnes temos, gado, suínos e frangos, temos ainda, uma bacia leiteira bastante expressiva.

O comércio de Sananduva é de médio desenvolvimento, que atende não só o município, mas sim, uma grande parte da região dos municípios vizinhos, uma vez que, dados à localização geográfica, tornou-se um Centro Regional juntamente com as cidades vizinhas de Tapejara e Lagoa Vermelha.

Na industria se destaca os ramos alimentício, construção civil, madeireiras, pré-moldados e artefatos de concreto, conservas de alimentos ecológicos entre outros, dentro da área de serviços e produtos industrializados. A extração de madeiras ainda perdura, mérito do reflorestamento.

Sananduva conta com cinco estabelecimentos financeiros são eles: Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, Banrisul, CRESOL e Sicredi. O comércio e a indústria, juntos, ultrapassam o número de 400 estabelecimentos em atividade.

Educação[editar | editar código-fonte]

O município de Sananduva conta com estabelecimentos públicos de educação de rede estadual e municipal de Ensino Fundamental e Ensino Médio, e escolas particulares de Educação Infantil.

Escolas de Educação Infantil, Municipais[editar | editar código-fonte]

- Tia Salete - Tia Noêmia - Mundo Encantado.

Escolas de Primeiro e Segundo Grau Municipais[editar | editar código-fonte]

- Assis Brasil

- Ernesto Raymundi

- Gentil Antonio Tonial

- Oreste Agostineto

- Pedro Maurílio Leite

- Eldy Maria Pansera

- São Jorge

- Santa Terezinha.

Escolas de Primeiro e Segundo Grau Estaduais[editar | editar código-fonte]

- Alexio Provenzi

- Ângelo Granzotto

- Clemente Pastro

- José Fachinello Sobrinho

- Amélia Lenzi Raymundi

- Colégio Estadual de Sananduva.

Superior e outros[editar | editar código-fonte]

- Universidade Estadual do Rio Grande do Sul (UERGS)

- Pós Graduação IDEAU

- Pós Graduação PORTAL

- Curso Técnico SEBRATEP.

Comunicações[editar | editar código-fonte]

Sananduva conta com três emissoras de rádio: a Rádio Sananduva AM 990 kHz, Rádio Sananduva FM 97,7 Mhz e a Rádio Comunitária Apuaê FM 104,9 Mhz ; Conta ainda com 5 retransmissoras de Televisão sendo elas a RBS TV Passo Fundo canal 11 analógico e canal 18 digital, SBT de Porto Alegre canal 5 analógico, Band de Porto Alegre canal 13 analógico, Rede Vida de São José do Rio Preto SP canal 9 analógico e Rede Record de Porto Alegre canal 4 analógico. Dispõe também de Telefonia convencional da Oi e 4 operadoras de telefonia celular: Vivo, Oi, Tim e Claro.

Esportes[editar | editar código-fonte]

O município conta com um time de futsal de grande renome em todo o estado do Rio Grande do Sul, chamado AGS (Aliança Guarani Sananduvense), o qual participou nos anos de 2002 e 2003 da série ouro de Futsal do campeonato estadual.

Cultura[editar | editar código-fonte]

Sananduva dispõe de uma Biblioteca Pública Municipal localizada na Casa da Cultura Hilário Copatti, situada na Praça Antonieta Piovezan Tumelero, onde material literário esta à disposição de sua população. O CTG Doze Braças e seus tradicionalistas responsáveis pelas amostras do regionalismo gaúcho representam o município em eventos culturais. Destacam-se também os costumes e culturas do norte italiano.

Referências

  1. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 dez. 2010 
  2. «Estimativa populacional para 2019». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2019. Consultado em 17 de outubro de 2019 
  3. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  4. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 dez. 2010 
  5. «Solenidade marca a posse do primeiro prefeito reeleito de Sananduva». Prefeitura Municipal de Sananduva. 3 de janeiro de 2013. Consultado em 18 de agosto de 2014 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]