Coronel Bicaco

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Coronel Bicaco
  Município do Brasil  
Símbolos
Bandeira de Coronel Bicaco
Bandeira
Brasão de armas de Coronel Bicaco
Brasão de armas
Hino
Gentílico bicaquense
Localização
Localização de Coronel Bicaco no Rio Grande do Sul
Localização de Coronel Bicaco no Rio Grande do Sul
Localização de Coronel Bicaco no Rio Grande do Sul
Coronel Bicaco está localizado em: Brasil
Coronel Bicaco
Localização de Coronel Bicaco no Brasil
Mapa
Mapa de Coronel Bicaco
Coordenadas 27° 42' 57" S 53° 42' 03" O
País Brasil
Unidade federativa Rio Grande do Sul
Municípios limítrofes Braga, Redentora, Dois Irmãos das Missões, Palmeira das Missões, Santo Augusto e Campo Novo
Distância até a capital 429 km
História
Fundação 14 de abril de 1964 (59 anos)
Administração
Prefeito(a) Jurandir da Silva (PSB, 2021 – 2024)
Características geográficas
Área total [1] 492,303 km²
População total (2021) [2] 7 213 hab.
 • Posição RS: 200º BR: 3673º
Densidade 14,7 hab./km²
Clima subtropical úmido
Altitude 468 m
Fuso horário Hora de Brasília (UTC−3)
Indicadores
IDH (2010) [3] 0,665 médio
 • Posição RS: 419º BR: 2776º
PIB (2020) [4] R$ 306 595,18 mil
 • Posição RS: 180º BR: 2193º
PIB per capita (2020) R$ 42 184,26

Coronel Bicaco é um município brasileiro do estado do Rio Grande do Sul. Sua população foi estimada no ano de 2014 em 7 748 habitantes, sendo então o 190º mais populoso do estado e 6° mais populoso dentre os 21 municípios da Região Celeiro[5]. A cidade é conhecida como "Capital Nacional da Erva-Mate", sediando eventualmente a FENAMATE - Feira Exposição Nacional da Erva-Mate.

História[editar | editar código-fonte]

Os primeiros moradores que se instalaram no local em que hoje é Coronel Bicaco, o fizeram por volta de 1724, na costa do Guarita, hoje em dia chamado Distrito de Campo Santo. Sua primeira denominação foi Faxinal do Guarita.

O vilarejo de Faxinal do Guarita (atual Vila Diniz) foi povoado entre os anos de 1866 e 1868, e pertencia ao município de Palmeira das Missões. Em 1944, a cidade de Três Passos foi criada, e o lugarejo passou a ser distrito deste município. Em 1957 recebeu a denominação de Coronel Bicaco, enquanto a região de Campo Santo fazia parte do município de Palmeira das Missões. Depois, passou a ser distrito de Santo Augusto, a partir da emancipação deste em 1959, mas Campo Santo continuava a pertencer a Palmeira das Missões.

O movimento emancipatório aconteceu em 1963, envolvendo parte do território de Palmeira das Missões e Santo Augusto. A emancipação ocorreu pela lei 4.649 de 18 de dezembro de 1963, sendo oficialmente instalada em 14 de abril de 1964.

O nome do município tem sua origem na tradicional família de Ramão Luciano de Souza, procedente de San Xavier, na República Argentina.

Geografia[editar | editar código-fonte]

O município de Coronel Bicaco localiza-se ao noroeste do estado do Rio Grande do Sul, integrando a região celeiro do estado, na microrregião de Ijuí.

Localiza-se a uma latitude 27º42'56" sul e a uma longitude 53º42'05" oeste, estando a uma altitude de 468 metros.

Possui uma área de 494,64 km² e sua população estimada em 2004 era de 7 838 habitantes, com uma renda per capita de 190,95 reais.

Fica a 100 km de distância de Ijuí e a 429 km da capital Porto Alegre.

Limita-se ao norte com os municípios de Braga e Redentora; ao sul com o município de Santo Augusto; a oeste com os municípios de Campo Novo e Santo Augusto; e ao leste com os municípios de Dois Irmãos das Missões e Palmeira das Missões.

No município de Coronel Bicaco, 50,78% da população vive na área urbana e 49,22% vive na área rural. Seu IDH é de 0.768 segundo o Atlas de Desenvolvimento Humano/PNUD (2000).

Economia[editar | editar código-fonte]

A base da economia do município é a agricultura e a pecuária, destacando-se a indústria da erva-mate. O comércio está em desenvolvimento lento, mas com perspectivas de avanço, e ainda possui uma dependência secundária dos municípios vizinhos de Santo Augusto, Três Passos, Ijuí e Palmeira das Missões .

Cultura[editar | editar código-fonte]

A erva-mate (ilex paraguaruensis) é a arvore símbolo do município, passando mais tarde, por decreto do governador José Augusto Amaral de Souza, a ser a árvore símbolo do estado do Rio Grande do Sul também. A cultura gaúcha é muito apreciada no município, que conta com o CTG Tropeiros de Campo Santo.

Esporte[editar | editar código-fonte]

Possui um clube de futebol denominado Esporte Clube Ouro Verde, que foi campeão estadual amador de futebol de campo do Rio Grande do Sul e campeão do Campeonato Regionalito de Futebol-Região Celeiro/RS.

Referências

  1. «Cidades e Estados». IBGE. 2021. Consultado em 12 de maio de 2023 
  2. «ESTIMATIVAS DA POPULAÇÃO RESIDENTE NO BRASIL E UNIDADES DA FEDERAÇÃO COM DATA DE REFERÊNCIA EM 1º DE JULHO DE 2021» (PDF). IBGE. 2021. Consultado em 12 de maio de 2023 
  3. «Ranking». IBGE. 2010. Consultado em 12 de maio de 2023 
  4. «Produto Interno Bruto dos Municípios - 2010 a 2020». IBGE. 2020. Consultado em 12 de maio de 2023 
  5. http://portelaonline.com.br/site/noticia.php?id=8238  Em falta ou vazio |título= (ajuda)[ligação inativa]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]