Nova Pádua

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Nova Pádua
  Município do Brasil  
Vista de Nova Pádua
Vista de Nova Pádua
Símbolos
Bandeira de Nova Pádua
Bandeira
Brasão de armas de Nova Pádua
Brasão de armas
Hino
Gentílico paduense
Localização
Localização de Nova Pádua no Rio Grande do Sul
Localização de Nova Pádua no Rio Grande do Sul
Nova Pádua está localizado em: Brasil
Nova Pádua
Localização de Nova Pádua no Brasil
Mapa de Nova Pádua
Coordenadas 29° 01' 44" S 51° 18' 25" O
País Brasil
Unidade federativa Rio Grande do Sul
Região metropolitana Serra Gaúcha
Municípios limítrofes N: Antônio Prado - S e L: Flores da Cunha - O: Nova Roma do Sul
Distância até a capital 165 km
História
Fundação 20 de março de 1992 (27 anos)
Aniversário 20 de março
Administração
Prefeito(a) Ronaldo Boniatti (PSDB, 2017 – 2020)
Características geográficas
Área total [1] 103,239 km²
População total (est. IBGE/2016[2]) 2 563 hab.
Densidade 24,83 hab./km²
Clima subtropical (cfb)
Altitude 638 m
Fuso horário Hora de Brasília (UTC−3)
Indicadores
IDH (PNUD/2000 [3]) 0,832 muito alto
PIB (IBGE/2008[4]) R$ 44 373,596 mil
PIB per capita (IBGE/2008[4]) R$ 17 192,40
http://www.novapadua.rs.gov.br (Prefeitura)

Nova Pádua é um município brasileiro do estado do Rio Grande do Sul. O nome do município é uma homenagem à cidade italiana de Pádua.

História[editar | editar código-fonte]

A colonização da região inicia-se em 1886, com a chegada de imigrantes italianos do Vêneto, na Itália. No início de 1886, sete famílias do Vêneto chegaram no Rio Grande do Sul para habitar a 16ª Légua do Campo dos Bugres, hoje Nova Pádua. Eram as famílias de Francisco Mantovani, comerciante; Carlos Montavani, seu irmão e professor; João Zanini, ferreiro; Pedro Sartor, Francisco Menegat, Pascoal Pauleti e Pedro Menegat, estes agricultores.

Já em 1890, todas as 307 colônias estavam tomadas por imigrantes que fugiam da miséria que assolava a pátria-mãe, a Itália. Todos provinham das várias cidades da província do Vêneto, e vinham para buscar o seu desenvolvimento, vinham para vencer. Em 2 de julho de 1888 tiveram a primeira missa, rezada pelo Padre Alexandre Pelegrini. Em 7 de junho de 1890 foi benta a imagem de Santo Antônio de Nova Pádua e, desde então, a 16ª Légua tomou o nome de Nova Pádua.

Em 27 de dezembro de 1892, Nova Pádua recebeu seu primeiro padre na pessoa do padre Giuseppe Candido Dalmazzi. Devido ao seu rápido desenvolvimento, Nova Pádua foi promovida a 4º Distrito de Caxias do Sul, no dia 13 de abril de 1904, pertencendo a esse município até 1926, quando foi incorporada ao novo município de Nova Trento-Flores da Cunha. Como distrito deste município, Nova Pádua conseguiu melhorias como escolas, estradas, pontes e eletrificação rural.

Em 10 de novembro de 1991, a população de Nova Pádua decidiu se emancipar através de plebiscito. Sua criação como município foi decretada em 20 de março de 1992, pelo então governador Alceu de Deus Collares.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Localiza-se a uma latitude 29º01'43" sul e a uma longitude 51º18'24" oeste, estando a uma altitude de 638 metros. Sua população estimada em 2016 era de 2 563 habitantes segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Possui uma área de 102,55 km².

Economia[editar | editar código-fonte]

Sua economia esta inteiramente ligada à agricultura, responsável por 85% do PIB interno, e os 15 % restantes provêm do comércio, indústria e serviços.

Aparece na terceira posição do ranking estadual e na oitava do nacional, apresentando um Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) de 0,832 e uma expectativa de vida de 75,439 anos.

Cidades-irmãs[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. IBGE (10 de outubro de 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  2. «Estimativas populacionais para os municípios e para as Unidades da Federação brasileiros em 01.07.2016» (PDF). Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Consultado em 25 de junho de 2017 
  3. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  4. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado do Rio Grande do Sul é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.