Tabaí

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Município de Tabaí
Bandeira de Tabaí
Brasão de Tabaí
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 22 de outubro
Fundação 28 de dezembro de 1995 (22 anos)
Gentílico tabaiense
Prefeito(a) Arsênio Pereira Cardoso (DEM)
(2017 – 2020)
Localização
Localização de Tabaí
Localização de Tabaí no Rio Grande do Sul
Tabaí está localizado em: Brasil
Tabaí
Localização de Tabaí no Brasil
29° 38' 34" S 51° 40' 55" O29° 38' 34" S 51° 40' 55" O
Unidade federativa Rio Grande do Sul
Mesorregião Centro Oriental Rio-grandense IBGE/2008 [1]
Microrregião Lajeado-Estrela IBGE/2008 [1]
Municípios limítrofes N: Paverama e Montenegro, S e O: Taquari, L: Triunfo
Distância até a capital 80 km
Características geográficas
Área 94,755 km² [2]
População 4 131 hab. Censo IBGE/2010[3]
Densidade 43,6 hab./km²
Altitude 79 m
Clima Não disponível
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,746 elevado PNUD/2000 [4]
PIB R$ 30 894,692 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 7 236,99 IBGE/2008[5]
Página oficial
Prefeitura http://www.tabai.rs.gov.br
Câmara https://www.camaratabai.com.br

Tabaí é um município brasileiro do estado do Rio Grande do Sul.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Localiza-se a uma latitude 29º38'35" sul e a uma longitude 51º40'56" oeste, estando a uma altitude de 79 metros. Sua população estimada em 2004 era de 3.928 habitantes.

Base econômica[editar | editar código-fonte]

Tabaí tem sua economia baseada no agrosilvopastoril, onde predomina a pequena propriedade rural diversificada. Na agricultura destacam-se os cultivos de milho, mandioca, cana-de-açúcar, laranja, feijão, fumo, hortifrutigranjeiros e melancia. Na pecuária predomina o gado de leite e corte, com 4.000 cabeças. A produção de leite aproxima-se dos 1.945 milhões de litros/ano. A piscicultura e suinocultura também vem ganhando importância na economia do município. Na silvicultura destacam-se o cultivo de acácia-negra, com área de plantio de 2.120 hectares, com produção de 160 metros stereo/hectare e mais de 15 toneladas de casca. A produção de eucaliptos ocupa uma área de 3.405 hectares, com produção de 300 metros stereo/hectare. Outra produção que merece atenção é a do carvão vegetal que, atualmente está sendo cadastrada pelo órgão ambiental municipal. Indústria, Comércio e Serviços: existem indústrias de calçados, materiais plásticos, beneficiamento de madeira, carvão vegetal, entre outras. O comércio apresenta lojas como padarias, agropecuárias, oficinas mecânicas, farmácias, açougues, entre outras.

Religião[editar | editar código-fonte]

Predominante a religião Católica ligada a Paróquia São José de Taquari onde temos:

  • São João Batista (Vila Tabaí)
  • Nossa Senhora de Fátima (Faxinal dos Pachecos)
  • São Cristóvão (Trevo Tabaí)
  • São Sebastião (Hélio Cardoso)
  • Nossa Senhora da Conceição (Aterrados)
  • Igrejas do Evangelho Quadrangular
  • Assembleia de Deus.

Clima[editar | editar código-fonte]

Apresenta clima temperado. Durante o ano, dois períodos térmicos distintos podem ser observados, com temperaturas médias superiores a 20°C, durante os meses de novembro, dezembro, janeiro e fevereiro (verão) e outro com temperaturas médias inferiores a 15°C, nos meses de junho, julho e agosto (inverno).

Geologia e geomorfologia[editar | editar código-fonte]

Caracteriza-se por profundos entalhamentos fluviais que se apresentam embutidos em linhas estruturais. A ocorrência de linhas de pedra, que são compostas predominantemente de geodos, é generalizada, estando relacionadas a formas de relevo em colina de topo, plano por vezes, ora separadas uma das outras por áreas deprimidas, brejosas. As formas de relevo desenvolvem-se em arenitos da formação Botucatu, siltitos, siltitos arenosos com intercalações de arenitos finos da formação Rosário do Sul; além de lamitos, argilitos e arenitos finos.

Referências

  1. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008. 
  2. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 dez. 2010. 
  3. «Censo Populacional 2010». Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de novembro de 2010. Consultado em 11 de dezembro de 2010. 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008. 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 dez. 2010. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado do Rio Grande do Sul é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.