Dom Pedro de Alcântara

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Dom Pedro de Alcântara (desambiguação).

Município de Dom Pedro de Alcântara
Bandeira indisponível
Brasão indisponível
Bandeira indisponível Brasão indisponível
Hino
Aniversário 29 de dezembro
Fundação 29 de dezembro de 1995 (21 anos)
Gentílico dompedrense
Prefeito(a) Dirceu Pinho Machado (PDT)
(2017–2020)
Localização
Localização de Dom Pedro de Alcântara
Localização de Dom Pedro de Alcântara no Rio Grande do Sul
Dom Pedro de Alcântara está localizado em: Brasil
Dom Pedro de Alcântara
Localização de Dom Pedro de Alcântara no Brasil
29° 22' 08" S 49° 51' 00" O29° 22' 08" S 49° 51' 00" O
Unidade federativa  Rio Grande do Sul
Mesorregião Metropolitana de Porto Alegre IBGE/2008 [1]
Microrregião Osório IBGE/2008 [1]
Municípios limítrofes Torres, Três Cachoeiras, Morrinhos do Sul
Distância até a capital 180 km
Características geográficas
Área 78,158 km² [2]
População 2 618 hab. est. IBGE/2016[3]
Densidade 33,5 hab./km²
Clima Sub-Tropical
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,767 elevado PNUD/2000 [4]
PIB R$ 18 641,891 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 6 577,94 IBGE/2008[5]
Página oficial

Dom Pedro de Alcântara é um município brasileiro do estado do Rio Grande do Sul.

História[editar | editar código-fonte]

O nome do município é homenagem ao Imperador Dom Pedro II, que visitou o lugar, quando em viagem pela região. Era o 5º distrito de Torres, chamando-se Colônia São Pedro, até que em 29 de dezembro de 1995 foi publicada a lei estadual que criou o município de Dom Pedro de Alcântara.

A Colônia São Pedro foi colonizada por imigrantes alemães católicos que chegaram até a região de Torres no ano de 1826. Os colonizadores protestantes fundaram a Colônia de Três Forquilhas, hoje município de Três Forquilhas.

Geografia[editar | editar código-fonte]

O município localiza-se na latitude 29º22'10" sul e na longitude 49º50'59" oeste, e sua elevação sobre o nível do mar é de 37 metros. Sua população estimada em 2010 segundo o IBGE era de 2.550 habitantes, o que resulta na densidade demográfica de 32,62 hab/km².

O município conta com as águas da Lagoa Itapeva e com vários poços artesianos.

Economia[editar | editar código-fonte]

A população vive essencialmente da produção agrícola, sendo o cultivo da banana a principal fonte de renda dos munícipes.

Referências

  1. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  2. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  3. «Estimativas populacionais para os municípios e para as Unidades da Federação brasileiros em 01.07.2016» (PDF). Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Consultado em 24 de junho de 2017 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado do Rio Grande do Sul é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.