Saldanha Marinho (Rio Grande do Sul)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para jornalista e político pernambucano, veja Joaquim Saldanha Marinho.

Município de Saldanha Marinho
Bandeira de Saldanha Marinho
Brasão de Saldanha Marinho
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 9 de maio de 1988
Fundação 9 de maio de 1988 (31 anos)
Gentílico saldanhense
Lema Um oásis de amor e civismo
Prefeito(a) Volmar Telles do Amaral (PP)
(2017 – 2020)
Localização
Localização de Saldanha Marinho
Localização de Saldanha Marinho no Rio Grande do Sul
Saldanha Marinho está localizado em: Brasil
Saldanha Marinho
Localização de Saldanha Marinho no Brasil
28° 23' 34" S 53° 05' 42" O28° 23' 34" S 53° 05' 42" O
Unidade federativa Rio Grande do Sul
Mesorregião Noroeste Rio-grandense IBGE/2008 [1]
Microrregião Cruz Alta IBGE/2008 [1]
Municípios limítrofes Carazinho, Colorado, Ibirubá e Santa Bárbara do Sul.
Distância até a capital 326 km
Características geográficas
Área 221,605 km² [2]
População 2 869 hab. Censo IBGE/2010[3]
Densidade 12,95 hab./km²
Altitude 525 m
Clima subtropical úmido
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,818 muito alto PNUD/2000 [4]
PIB R$ 68 262,536 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 22 469,56 IBGE/2008[5]

Saldanha Marinho é um município brasileiro do estado do Rio Grande do Sul.

História[editar | editar código-fonte]

Oficialmente, a ocupação de Saldanha Marinho ocorreu em 1895, com a vinda de imigrantes alemães das colônias velhas. Os primeiros que adquiriram lotes e se estabeleceram foram as famílias Limberger, Keller, Balz, Barden, Birkhann, Metz, Dorf, Kuhn, Hermann, Neuwald, entre outras.

O nome do novo município, Saldanha Marinho, foi escolhido pela empresa colonizadora, em homenagem a Joaquim Saldanha Marinho, pernambucano de Olinda, nascido em 4 de maio de 1816.

O desenvolvimento do município baseou-se no trabalho e na dedicação de seu povo. No início a área era de mato, rico em pinheirais, e logo instalaram-se engenhos. O primeiro foi de Evaristo de Castro, membro da empresa colonizadora. Os imigrantes, dedicavam-se basicamente a agricultura e pecuária de subsistência.

O Município foi criado pela lei 8593 de 09/05/1988 e instalado em 01/01/1989. O município é formado pelos distritos de Campinas, Esquina Bom Jesus, Santa Teresa, São Miguel, São Lourenço, Passo da Felipa, Alto Jacuí, São Roque, Mato Branco e Colonia Nova.

Com 2982 habitantes em 2007, sua taxa de crescimento populacional foi de -1,03% ao ano entre 2000 e 2007 (Dados do IBGE)

Geografia[editar | editar código-fonte]

Localiza-se a uma latitude 28º23'36" sul e a uma longitude 53º05'41" oeste, estando a uma altitude de 525 metros.

Possui uma área de 220,72 km² e sua população estimada em 2004 era de 3 126 habitantes.

Referências

  1. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  2. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 dez. 2010 
  3. «Censo Populacional 2010». Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de novembro de 2010. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 dez. 2010 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado do Rio Grande do Sul é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.