Vila Nova do Sul

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Vila Nova do Sul
  Município do Brasil  
Símbolos
Bandeira de Vila Nova do Sul
Bandeira
Brasão de armas de Vila Nova do Sul
Brasão de armas
Hino
Lema Sempre em frente!
Gentílico vilanovense
Localização
Localização de Vila Nova do Sul no Rio Grande do Sul
Localização de Vila Nova do Sul no Rio Grande do Sul
Vila Nova do Sul está localizado em: Brasil
Vila Nova do Sul
Localização de Vila Nova do Sul no Brasil
Mapa de Vila Nova do Sul
Coordenadas 30° 20' 38" S 53° 52' 58" O
País Brasil
Unidade federativa Rio Grande do Sul
Municípios limítrofes São Gabriel, Santa Maria, São Sepé, Santa Margarida do Sul.
Distância até a capital 280 km
História
Fundação 20 de março de 1992 (30 anos)
Administração
Prefeito(a) Sérgio Ovídio Roso Coradini[1] (PDT, 2021 – 2024)
Características geográficas
Área total [2] 523,935 km²
População total (Censo IBGE/2010[3]) 4 221 hab.
Densidade 8,1 hab./km²
Clima Não disponível
Altitude 267 m
Fuso horário Hora de Brasília (UTC−3)
Indicadores
IDH (PNUD/2000[4]) 0,736 alto
PIB (IBGE/2008[5]) R$ 51 220,133 mil
PIB per capita (IBGE/2008[5]) R$ 11 662,14

Vila Nova do Sul é um município brasileiro do estado do Rio Grande do Sul.

História[editar | editar código-fonte]

  • 1697 - É demarcada a Estância Jesuítica de São João abrangendo os atuais municípios de São Sepé, Vila Nova do Sul, Formigueiro e parte de Caçapava do Sul.
  • 1846 - Resolução nº 66 de 6 de junho cria uma Capela com a invocação de Nossa Senhora da Conceição no distrito de São João (Freguesia de São Sepé).
  • 1850 - Lei 201 de 7 de dezembro eleva à categoria de Freguesia a Capela de N.S. da Conceição, pertencente à Vila de Caçapava (Caçapava do Sul).
  • 1876 - Lei 1029 de 29 de abril eleva à categoria de Vila e sede municipal a freguesia de São Sepé, com distritos: 1º Sede, incluindo Vila Nova, então Freguesia de Nossa Senhora da Conceição (Distrito de São João); 2º Formigueiro; 3º Jazidas.
  • 1938 - Lei nº 7199 de 31 de março, eleva a Vila de São Sepé a categoria de cidade.
  • 1939 - Em 15 de março é formada a comissão pró-construção da Capela e pró-vilamento de São João.
  • 1960 - Lei municipal de 3 de dezembro muda o 4º subdistrito de “Mata Grande” para o 4º distrito de “Vila Nova”.
  • 1990 - Em 21 de abril é criada a Comissão Pró-Emancipação de Vila Nova.
  • 1991 - Em 15 de novembro é realizado o plebiscito.
  • 1992 - Lei 9610 de 20 de março cria o município de Vila Nova do Sul.
  • 1992 - Em 3 de outubro é realizada a primeira eleição municipal.
  • 1993 - Em 1 de janeiro assume a primeira administração municipal de Vila Nova do Sul.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Localiza-se a uma latitude 30º20'38" sul e a uma longitude 53º52'58" oeste, estando a uma altitude de 267 metros.

Possui uma Área de 508,278 km² ,sua População foi estimada em 2020 era de 4 277 habitantes, sua Densidade populacional é de 8,31 háb/km, seu nível de escolarização foi estipulado em

96,1%, seu Renda per capita foi estipulada em R$ 28.174,72 e seu nível de Mortalidade infantil em 20,00 óbitos por mil nascidos vivos[6].

Distritos[editar | editar código-fonte]

  • Laranjeiras;
  • Cambaí; - Esporte Clube Cambaí, fundado em 5 de maio de 1944, reunidos na residência do Sr. José Lobo. Os presentes fundadores Bento José Luis Filho, Adão Marinho, Clodoaldo Moraes, José Moraes Neves Andrade e Idelfonço Andrade, tendo decidido como presidente José Lobo e vice-presidente, Bento José Luis Filho (seu Bentinho, como era chamado).
  • Potreiros;
  • Passo do Rocha;
  • Buriti;
  • Passo dos Leites;
  • Três Passos.
  • Rincão dos Azambuja

Pontos turísticos[editar | editar código-fonte]

  • Marco de Ferro, torre de ferro construída no distrito de Potreiros.
  • Cerro da Cadeia, morro mais alto do município
  • Cascata da Cova (popular cachoeira), localizada no distrito de Laranjeiras
  • Casa de Pedra, localizada na sede do município, foi construída pelos jesuítas
  • Campo do Laranjeira, área privada
  • Capela de Nossa Senhora da Saúde, local de romarias que acontecem anualmente.
  • Chácara das Cachoeiras, área privada de José Alvoir Teixeira da Silva.

Meios de comunicação[editar | editar código-fonte]

  • Rádio Pampiana FM 87,9 - pampianafm.com.br

Futebol[editar | editar código-fonte]

O futebol em Vila Nova do Sul começou em 1946 por Romeu Saldanha Silveira, Ovídio Antunes da Rosa e Pedro Vieira Neto. Com uma bola de couro fechada a tento trazida de Caçapava do Sulnascia o Vila Nova.

Tentou seu primeiro jogo contra o Tupanci F.C perdendo de 6 a 4. No ano seguinte em 27 de janeiro de 1947 o time do Vila Nova derrota por 6 a 1 o Tabajara, campeão de São Sepé. Em 10 de fevereiro de 1949 foi a vez do Aimoré, campeão de Caçapava do Sul perder para o time vilanovense por 3 a 2 .

O futebol então teve um grande crescida com a fundação do time do Cambaí e do Esporte Clube Laranjeira. Sendo que apenas o Laranjeira continua sua atividades no futebol de campo.

Ultimamente Vila Nova do Sul tem um torneio de futsal bem disputado com a grande rivalidade entre Laranjeira e Vila Nova.

Em 2009 a Prefeitura Municipal deu início ao campo do futuro Estádio Municipal, visando reerguer o futebol no município.

Em 2019 sob a administração do Prefeito José Moura, a Prefeitura Municipal deu início à construção do Ginásio de Esportes Municipal, ao lado da Escola Maria Pereira Teixeira.

Clima[editar | editar código-fonte]

Vila Nova do Sul como todo estado do Rio Grande do Sul se localiza no clima temperado do sul com invernos frios e verões quentes. O município tem um regime de chuva entorno dos 1500 mm anualmente, alcançando marcas de até 40 °C no verão e de até -3 °C no inverno.

Devido a localização em um ponto elevado a cidade não sofre com inundações nem em época de El Niño. Já em épocas de seca o município sofre devido a produção agrícola que abastece a economia.

Precipitação mensal:

Mês Chuva (mm)
Janeiro 130,2mm
Fevereiro 121,1mm
Março 141,6mm
Abril 136,0mm
Maio 148,4mm
Junho 154,7mm
Julho 128,8mm
Agosto 121,2mm
Setembro 141,1mm
Outubro 160,6mm
Novembro 95,6mm
Dezembro 105,5mm

Tempestades[editar | editar código-fonte]

Toda a Região Sul do Brasil se localiza no Segundo Maior Corredor de Tornados do mundo que engloba o Uruguai, centro-norte da Argentina e Paraguai. Em 21 de março de 2010 o avanço de uma frente fria intensificada pela ar quente e por uma corrente de jato em baixos níveis atmosféricos provocou danos em Vila Nova do Sul.

Um núcleo convectivo se formou na frente fria atingindo Vila Nova por voltas 22h da noite daquele domingo.Provocando danos na comunidade de Laranjeira e Buriti até atingir o sul da cidade.

O temporal de 2010 não foi o primeiro a atingir o município. Relatos da década de 60 datam a possível ocorrência de um tornado, com a destruição de uma residência.

Política[editar | editar código-fonte]

Prefeitos[editar | editar código-fonte]

  • João Nolmir Seixas de Moraes - PDS- PP (1993 a 1996)
  • Guido Coradini - PDT (1997 a 2000)
  • João Nolmir Seixas de Moraes - PP (2001 a 2004)
  • João Araí Goulart - DEM (2005 a 2008)
  • Sérgio Coradini - PDT (2009 a 2012 e 2013 a 2016)
  • José Luiz Camargo de Moura - MDB (2017 a 2020)
  • Sérgio Coradini - PDT (2021 a 2024) atual

Vereadores atuais[editar | editar código-fonte]

  • Alexandre Berghan de Moura - MDB
  • Auriomar Antonio Gomes - PDT
  • Carlos Andreazza - PDT
  • João Araí Goulart - PDT
  • João Felisberto Menezes Cavalheiro - MDB
  • Jonas Silva - PP
  • Leandro Andrade - DEM
  • Renato Giuliani - PP
  • Tarciso Machado Luz - MDB

Bancada MDB - 3 vereadores

Bancada PDT - 3 vereadores

Bancada PP - 2 vereadores

Bancada DEM - 1 vereador

Esporte[editar | editar código-fonte]

Jogos rurais[editar | editar código-fonte]

Apresenta as seguintes modalidades: corrida do bêbado (onde os competidores ficam girando em roda até saírem correndo e cruzar a linha de chegada), bocha, jogo do osso, vôlei, cabo de guerra, revezamento 4 por 100 e traceador (onde os competidores levam a mulher num carro de mão, e ambos cortam uma madeira com um traceador, a mulher pega o toco e sobe no carro de mão).

Cidadãos Ilustres[editar | editar código-fonte]

  • Dário Antunes da Rosa, têm seu nome na Avenida principal da cidade.
  • Professora Maria Pereira Teixeira, foi professora e catequista em Vila Nova do Sul, têm seu nome na Escola Municipal de Ensino Fundamental Professora Maria Pereira Teixeira
  • Eduardo Lopes da Rosa, sua família doou em 1953 o terreno onde então foi construída a Escola Estadual de Educação Básica Eduardo Lopes da Rosa, que leva seu nome.
  • João Nolmir Seixas de Moraes, foi o primeiro Prefeito de Vila Nova do Sul.

fonte: Portfólio História de Vila Nova do Sul; realizado pelos Alunos da turma 200 do ano de 2018 da Escola Eduardo Lopes da Rosa.

Igreja Matriz São Vicente de Paulo[editar | editar código-fonte]

Em 28 de Janeiro de 1962 foi lançada a pedra fundamental da construção da nova sede da Igreja Católica de Vila Nova, com o Padroeiro São Vicente de Paulo.

Em 26 de Janeiro de 1964 Vila Nova assistiu a maior festa em louvor de São Vicente de Paulo, onde os festeiros conseguiram donativos para terminar a construção iniciada, com dois metros de parede e paralisada a alguns anos.

Terminadas as festividades e ao se apurar o rendimento financeiro da festa, verificou-se um saldo positivo de grande monta, aplicado na obra, completando-se o prédio com exceção da torre elevada até a cumeeira e algum tempo depois completada. As paredes foram rebocadas e pessoas da comunidade doaram as janelas.

Alguns anos mais tarde, o Sr. Adão Silveira conseguiu renda para elaborar o forro e o Sr. Clóvis Bevilacqua implantou o piso definitivo.

fonte: Portfólio História de Vila Nova do Sul; realizado pelos Alunos da turma 200 do ano de 2018 da Escola Eduardo Lopes da Rosa.

Escola Estadual de Educação Básica Eduardo Lopes da Rosa[editar | editar código-fonte]

No ano de 1952 é criada a Escola Rural de Vila Nova, para o curso primário até 5ª série. Foi seu primeiro professor, Maximiliano Simionato, que assumiu em 21 de março de 1953, se aposentando há alguns anos, já no período ginasial da escola. Em terreno doado pelo casal Ruth e Adão Saldanha Silveira, com a área de 4 hectares, foi iniciada a obra do prédio original, que, estando paralisada por longos anos, só foi concluída em 1959.

Por decreto nº 8209 de 14 de outubro de 1957, do governador Ildo Meneghetti, a escola passa a denominar-se “Eduardo Lopes da Rosa”.

Por decreto nº 3871 de 13 de março de 1958 a escola recebe a classificação de 1º grau completo. Em 1997 a escola recebe a grande melhoria ao contar com o 2º grau completo.

No ano de 1952 é criada a Escola Rural de Vila Nova, que contava com até a 5ª série. No primeiro ano de funcionamento da escola eram atendidos 31 alunos distribuídos nas turmas de 1º a 5º série do ensino fundamental.

No dia 13 de Março de 1953 foi assinado o decreto de fundação nº 3871/53 pelo então governador da época Ildo Meneghetti mudando o nome de Escola Rural de Vila Nova, para Escola Eduardo Lopes da Rosa.

Por decreto nº 3871 de 13 de março de 1958 a escola recebe a classificação de 1º grau completo. Em 1997 a escola recebe a grande melhoria ao contar com o 2º grau completo.

fonte: Portfólio História de Vila Nova do Sul; realizado pelos Alunos da turma 200 do ano de 2018 da Escola Eduardo Lopes da Rosa.

Escola Municipal de Ensino Fundamental Professora Maria Pereira Teixeira[editar | editar código-fonte]

A professora municipal Maria Pereira desempenhava suas funções como alfabetizadora nas primeiras séries. Além de Professora era catequista, cantora na Igreja, com grande destaque na Ação Social e mãe exemplar. Seu esposo João Manoel Teixeira, pedreiro que construiu a Igreja Matriz, dava-lhe o suporte para tão árdua tarefa.

Muito bem merecido foi o nome da Escola Municipal Maria Pereira Teixeira pelo trabalho comunitário, educacional, religioso e social que desenvolveu em nossa comunidade

fonte: Portfólio História de Vila Nova do Sul; realizado pelos Alunos da turma 200 do ano de 2018 da Escola Eduardo Lopes da Rosa.

Clube Recreativo Vilanovense[editar | editar código-fonte]

Vila Nova ressentia-se por muitos anos de um local onde pudessem realizar eventos diversos, bem como bailes e reuniões dançantes.

No ano de 1953, o mesmo grupo de pessoas que construiu a antiga capela de São Vicente de Paulo ao lado, tomou a iniciativa de fundar um Clube Social onde se reuniriam as famílias vilanovenses.

Lideranças das famílias Neves, Seixas, Silveira, Azambuja, Lopes, Antunes e Machado reuniram-se no dia 5 de Abril de 1953 no prédio da escola para dirigir os trabalhos da reunião.

Após breves considerações, declarou-se fundado o “Clube Recreativo Vilanovense” com sede em Vila Nova do Sul, lavrando-se uma ata onde todos os presentes assinaram.

O Sr. José Vicente da Silveira, lançou a coleta de donativos, onde ele mesmo tomou a iniciativa da construção, o que o fez com o auxílio de algumas pessoas, terminando as obras em poucos meses.

Na ocasião foi construído o salão de bailes e posteriormente, foram feitos os demais aumentos.

Pela doação do terreno e despesas de seu bolso, o Sr. José Vicente da Silveira recebeu da diretoria o título de “Grande Benfeitor” do Clube.

Atualmente o Clube Recreativo Vilanovense pertence à Prefeitura Municipal, que o recebeu em função de dívidas antigas. Para evitar o Leilão do prédio, a Prefeitura recebeu o clube e quitou suas dívidas. Segundo a Prefeitura, o antigo clube passará a ser o Centro de Eventos Municipal.

fonte: Portfólio História de Vila Nova do Sul; realizado pelos Alunos da turma 200 do ano de 2018 da Escola Eduardo Lopes da Rosa.

CTG Sincero Lemes[editar | editar código-fonte]

Em 27 de julho de 1977 é fundado o CTG Sincero Lemes, com sede social na cidade e sede campeira na BR-290, cerca de 6 km. Anualmente são promovidos vários eventos nas áreas artísticas, como a Reculuta da Arte Nativa, recebendo representantes de vários municípios do Estado, fazendo com que Vila Nova se torna conhecida. São realizados várias vezes ao ano rodeios de laço, também reunindo campeiros de outros municípios.

O patrono Sincero Lemes foi o primeiro morador da zona central da sede municipal.

fonte: Portfólio História de Vila Nova do Sul; realizado pelos Alunos da turma 200 de 2018 da Escola Eduardo Lopes da Rosa.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Prefeito e vereadores de Vila Nova do Sul tomam posse; veja lista de eleitos em g1.globo.com
  2. IBGE (10 de outubro de 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  3. «Censo Populacional 2010». Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de novembro de 2010. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  6. «Vila Nova do Sul (RS) | Cidades e Estados | IBGE». www.ibge.gov.br. Consultado em 7 de maio de 2021 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado do Rio Grande do Sul é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.