Na Corte do Egito

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
"Na Corte do Egito"
Canção de Fernanda Brum
do álbum Profetizando às Nações
Lançamento 2006
Formato(s) CD
Gênero(s) Música cristã contemporânea
Duração 04:07
Gravadora(s) MK Music
Composição Luiz Arcanjo e Deco Rodrigues
Produção Emerson Pinheiro
Faixas de Profetizando às Nações
"Vale de Ossos Secos"
(10)
"Outra Vez"
(12)

"Na Corte do Egito" é uma canção gravada pela cantora brasileira Fernanda Brum, registrada no álbum Profetizando às Nações, lançado em 2006. Foi composta por Luiz Arcanjo e Deco Rodrigues, na época integrantes do grupo Toque no Altar. Em sua versão original foi produzida por Emerson Pinheiro, que a deu uma melodia pop, que contém uma forte presença dos vocais de apoio e da bateria. O disco que a contém recebeu disco de platina da ABPD, mas a versão original da canção não teve tanta popularidade, sendo a versão do Trazendo a Arca que a fez conhecida em todo o brasil.[1][2]

Outras versões[editar | editar código-fonte]

Versão de Trazendo a Arca[editar | editar código-fonte]

"Na Corte do Egito"
Canção de Trazendo a Arca
do álbum Marca da Promessa
Lançamento BrasilJunho de 2007
Formato(s) CD
Gênero(s) Música cristã contemporânea, pop rock
Duração 04:39
Gravadora(s) Marcas da Promessa Distribuição
Composição Luiz Arcanjo e Deco Rodrigues
Produção Ronald Fonseca
Faixas de Marca da Promessa
"Celebre"
(1)
"Não Vou Desistir"
(3)

"Na Corte do Egito" é uma canção gravada pela banda cristã brasileira Trazendo a Arca, registrada no álbum Marca da Promessa, lançado em junho de 2007. Foi composta por Luiz Arcanjo e Deco Rodrigues, respectivos vocalista e baixista da banda. Nessa versão recebeu a interpretação de Luiz Arcanjo.[3]

A canção se tornou uma das mais conhecidas de seu disco, sendo tocada exaustivamente nas rádios cristãs do Brasil, em conjunto com "Marca da Promessa" e "Sobre as Águas".[4]

Diferentemente da versão de Fernanda Brum, foi produzida por Ronald Fonseca, que criou um arranjo de cordas que em conjunto com um solo de guitarra executado por Isaac Ramos faz a canção ter influências que vão desde ao pop rock ao power metal. Os vocais de apoio fazem presente no refrão da canção.[5] Tais arranjos foram elogiados pela crítica especcializada. Sua letra fala sobre santidade, onde uma pessoa declara que deseja ser santo como Deus.[3]

"Na Corte do Egito" foi regravada pelo grupo no DVD Ao Vivo no Maracanãzinho, em que Luiz Arcanjo novamente a interpretou.[6]

Ficha técnica[editar | editar código-fonte]

Banda
Músicos convidados

Referências

  1. «CD Profetizando às Nações (Fernanda Brum) - Análise». Super Gospel. Consultado em 15 de julho de 2012. 
  2. ABPD. «Associação Brasileira de Produtores de Disco». Consultado em 19 de março de 2012. 
  3. a b Azevedo, Roberto (23 de julho de 2007). «CD Marca da Promessa-Trazendo a Arca (Análise)». Super Gospel. Consultado em 17 de outubro de 2011. 
  4. «Comprar - CD Trazendo a Arca - Marca da Promessa». Gospel Goods. Consultado em 26 de julho de 2012. 
  5. (2007) Créditos do álbum Marca da Promessa por Trazendo a Arca. Marcas da Promessa Distribuição.
  6. «Confira a cobertura exclusiva do primeiro DVD do Trazendo a Arca». Gospel+. 26 de maio de 2008. Consultado em 17 de novembro de 2011.. Cópia arquivada em 11 de julho de 2012 
Ícone de esboço Este artigo sobre uma canção é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.